Últimas

Sexta-Feira, 30 de Maio de 2008, 09h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

Artigo

Partidos políticos: breves considerações

     Os partidos políticos são as pessoas jurídicas de direito privado que, segundo José Afonso da Silva, “tem por função fundamental organizar a vontade popular e exprimi-la na busca do poder, visando à aplicação de seu programa de governo” (op. cit., p.67). A natureza jurídica dos partidos políticos agora esta prevista no art.44 do Código Civil, alterado pela Lei 10.825/2003, pelo qual: “São pessoas jurídicas de direito privado: (...) V – os partidos políticos”.
     A Constituição Federal, no art. 17, prevê “É livre a criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos, resguardados a soberania nacional, o regime democrático, o pluripartidarismo, os direitos fundamentais da pessoa humana e observados os seguintes preceitos: I – caráter nacional; II – proibição de recebimento de recursos financeiros de entidade ou governo estrangeiros ou de subordinação a estes; III – prestação de contas à Justiça Eleitoral; IV – funcionamento parlamentar de acordo com a lei”.
     A EC 52/2006, que deu início à chamada “reforma política” acabou com a regra da verticalização das coligações partidárias. Essa regra determinava que as coligações partidárias no âmbito das eleições federais fossem respeitadas também nas eleições regionais (estaduais e municipais). Antes da extinção da regra, o partido “A”, por exemplo, não poderia se opor ao partido “B” no plano federal (ex: eleição para Presidência da República) e, no plano estadual (ex:. eleição para Governador do Estado), fazer aliança com esse mesmo partido. Com o fim dessa regra, as coligações partidárias não estão mais vinculadas entre as esferas de poder (federal, estadual, distrital e municipal).
     No entanto, a grande polêmica que surgiu se refere à incidência do novo parágrafo 1. do art. 17 da CF para as eleições de 2006. Pondo fim à controvérsia, o STF deu interpretação conforme à Constituição no sentido de que as novas regras trazidas não poderão ser aplicadas às eleições de 2006 em virtude do art. 16 da CF, que prevê que a alteração do processo eleitoral só terá eficácia após decorrido um ano do início da vigência da norma (princípio da anterioridade).
     Em relação à personalidade jurídica, após a sua aquisição na forma da lei civil, os partidos deverão registrar seus estatutos no Tribunal Superior Eleitoral sendo-lhes assegurados o direito a recursos do fundo partidário e o acesso gratuito ao rádio e à televisão, na forma da lei.
     É importante ressaltar, que é no partido político que se discute os programas de governo com a sociedade organizada e que determina as diretrizes a serem traçadas pelos agentes políticos. O respeito ao partido político e a seus programas é fundamental, para alcançar a sua finalidade que é garantir políticas públicas voltadas para o bem comum da sociedade.


Alex Rufino da Silva é professor, historiador e bacharel em Direito

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ibope vê falha na pesquisa de Cuiabá

abilio 400   A  última pesquisa Ibope sobre intenção de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada na sexta passada (16) pela TVCA, cujo resultado destoa muito de outras amostragens, foi feita por telefone. E, por causa disso, o próprio instituto, em nota de esclarecimento publicada no próprio site,...

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

MAIS LIDAS