Últimas

Domingo, 08 de Abril de 2007, 06h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Partidos recebem "montanha" de dinheiro

 Os partidos políticos têm sido contemplados com "montanha" de dinheiro referente ao duodécimo mensal do fundo partidário. Somente em março, foram R$ 10 milhões, sendo R$ 9,5 milhões (95% do total) distribuídos na proporção dos votos obtidos por cada partido nas eleições do ano passado, o que beneficia as legendas com maior representação na Câmara dos Deputados.

  Os diretórios estaduais recebem o repasse feito pela direção nacional. Longe do rigor da fiscalização da Justiça Eleitoral, seus dirigentes regionais dão o destino que acharem conveniente para o dinheiro do fundo. Muitos estão há décadas na presidência porque, além de conduzir as ações e articulações das agremiações, inclusive sobre cargos e candidaturas, ainda ficam com o controle do caixa.

   O deputado federal Carlos Bezerra conduz o PMDB há 10 anos. Somente em março deste ano, a direção nacional do partido recebeu R$ 1,4 milhão do Fundo. Parte desse montante veio para as mãos de Bezerra em Mato Grosso.

   Depois de quase duas décadas, Mário Márcio Torres aceitou deixar a presidência do PDT para o deputado estadual Otaviano Pivetta. O PP está sob o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Chico Daltro. O PT é conduzido pela senadora Serys Marly e, o PSDB, pelo ex-senador Antero de Barros.

    O PFL (agora DEM) é presidido por Oscar Ribeiro, enquanto Teodoro Moreira Lopes, o Dóia, dirige o PSB e, o secretário-adjunto da secretaria de Estado de Educação, Oswaldo Sobrinho, o PTB.

   Critérios

   O repasse já obedece à nova regra de distribuição do fundo estabelecida pela Lei 11.459, de 21 de março deste ano. É o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quem repassa os valores das cotas do fundo aos partidos. O percentual de 5% restante, equivalente a R$ 504,8 mil, será rateado em partes iguais entre 22 dos 28 partidos com estatutos registrados no TSE. Isso ocorre porque seis siglas (PSDC, PSL, PRTB, PTN, PCB e PCO) tiveram as contas desaprovadas ou não as apresentaram, resultando na suspensão do repasse das cotas do fundo.

Confira quanto cada partido recebeu em março

PT – Com 14,918% dos votos obtidos em outubro de 2006 para a Câmara, o PT recebeu R$ 1,4 milhão. Em fevereiro tinha sido R$ 1,1 milhão.

 

PFL – Com 10,858% dos votos recebidos para a Câmara em 2006, o PFL recebeu R$ 1 milhão em março e, R$ 884,5 mil no mês anterior.

PSDB – Com 13,738% dos votos para a Câmara em 2006, o tucanato levou R$ 1,3 milhão do fundo. Em fevereiro, a legenda recebeu R$ 985,4 mil.

PP – Com 7,103%, o PP teve direito, em março, a R$ 711,4 mil e, em fevereiro, a R$ 647,9 mil.

PR – Com 5,319% dos votos em 2006, o PR (criado com a fusão entre PL e Prona, ganhou R$ 537,6 mil. Em fevereiro foram R$ 545,5 mil.

PV – Com 3,648%, recebeu R$ 376,5 mil em março e, R$ 380,6 mil em janeiro.

PSOL – Com 1,226% dos votos obtidos em 2006, o PSOL recebeu R$ 141,8 mil no mês passado e, R$ 210,2 mil em fevereiro.

PSTU – Com 0,108%, o PSTU teve direito a R$ 33,4 mil em março e a R$ 193 mil em fevereiro.

 

PMDB – Com 14,485% dos votos recebidos em 2006, o PMDB teve direito a R$ 1,4 milhão e, em fevereiro, a R$ 1,1 milhão.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

PL quer suspender dívidas das cidades

max russi curtinha 400   Ex-prefeito de Jaciara, o deputado Max Russi (PSB) apresentou projeto que visa suspender os pagamentos das dívidas dos municípios com o Estado, durante o período de calamidade pública que foi decretado pelo governo por causa da pandemia do coronavírus. Max ressalta que MT não deve...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.