Últimas

Domingo, 08 de Abril de 2007, 06h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Partidos recebem "montanha" de dinheiro

 Os partidos políticos têm sido contemplados com "montanha" de dinheiro referente ao duodécimo mensal do fundo partidário. Somente em março, foram R$ 10 milhões, sendo R$ 9,5 milhões (95% do total) distribuídos na proporção dos votos obtidos por cada partido nas eleições do ano passado, o que beneficia as legendas com maior representação na Câmara dos Deputados.

  Os diretórios estaduais recebem o repasse feito pela direção nacional. Longe do rigor da fiscalização da Justiça Eleitoral, seus dirigentes regionais dão o destino que acharem conveniente para o dinheiro do fundo. Muitos estão há décadas na presidência porque, além de conduzir as ações e articulações das agremiações, inclusive sobre cargos e candidaturas, ainda ficam com o controle do caixa.

   O deputado federal Carlos Bezerra conduz o PMDB há 10 anos. Somente em março deste ano, a direção nacional do partido recebeu R$ 1,4 milhão do Fundo. Parte desse montante veio para as mãos de Bezerra em Mato Grosso.

   Depois de quase duas décadas, Mário Márcio Torres aceitou deixar a presidência do PDT para o deputado estadual Otaviano Pivetta. O PP está sob o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Chico Daltro. O PT é conduzido pela senadora Serys Marly e, o PSDB, pelo ex-senador Antero de Barros.

    O PFL (agora DEM) é presidido por Oscar Ribeiro, enquanto Teodoro Moreira Lopes, o Dóia, dirige o PSB e, o secretário-adjunto da secretaria de Estado de Educação, Oswaldo Sobrinho, o PTB.

   Critérios

   O repasse já obedece à nova regra de distribuição do fundo estabelecida pela Lei 11.459, de 21 de março deste ano. É o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quem repassa os valores das cotas do fundo aos partidos. O percentual de 5% restante, equivalente a R$ 504,8 mil, será rateado em partes iguais entre 22 dos 28 partidos com estatutos registrados no TSE. Isso ocorre porque seis siglas (PSDC, PSL, PRTB, PTN, PCB e PCO) tiveram as contas desaprovadas ou não as apresentaram, resultando na suspensão do repasse das cotas do fundo.

Confira quanto cada partido recebeu em março

PT – Com 14,918% dos votos obtidos em outubro de 2006 para a Câmara, o PT recebeu R$ 1,4 milhão. Em fevereiro tinha sido R$ 1,1 milhão.

 

PFL – Com 10,858% dos votos recebidos para a Câmara em 2006, o PFL recebeu R$ 1 milhão em março e, R$ 884,5 mil no mês anterior.

PSDB – Com 13,738% dos votos para a Câmara em 2006, o tucanato levou R$ 1,3 milhão do fundo. Em fevereiro, a legenda recebeu R$ 985,4 mil.

PP – Com 7,103%, o PP teve direito, em março, a R$ 711,4 mil e, em fevereiro, a R$ 647,9 mil.

PR – Com 5,319% dos votos em 2006, o PR (criado com a fusão entre PL e Prona, ganhou R$ 537,6 mil. Em fevereiro foram R$ 545,5 mil.

PV – Com 3,648%, recebeu R$ 376,5 mil em março e, R$ 380,6 mil em janeiro.

PSOL – Com 1,226% dos votos obtidos em 2006, o PSOL recebeu R$ 141,8 mil no mês passado e, R$ 210,2 mil em fevereiro.

PSTU – Com 0,108%, o PSTU teve direito a R$ 33,4 mil em março e a R$ 193 mil em fevereiro.

 

PMDB – Com 14,485% dos votos recebidos em 2006, o PMDB teve direito a R$ 1,4 milhão e, em fevereiro, a R$ 1,1 milhão.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

Fritado no PDT e buscando o Aliança

antonio galvan 400 curtinha   Fritado no PDT, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), pretende agora procurar espaço em um partido considerado de direita. E está se movimentando para assumir em MT o comando do Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado pelo presidente Bolsonaro. O sojicultor se mostra,...

Lúdio e incógnita sobre quem apoiar

ludio cabral 400 curtinha   Em 2010, com PT rachado, o hoje deputado estadual Lúdio Cabral (foto) não apoiou Carlos Abicalil, do seu partido, para o Senado. Preferiu virar cabo eleitoral de Pedro Taques, que se elegeu. Agora, para este pleito suplementar ao Senado marcado para 26 de abril, para preencher a vacância devido...

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.