Últimas

Sábado, 07 de Junho de 2008, 10h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RUMO ÀS URNAS

Partidos se rendem às articulações de Bezerra


Carlos Bezerra dita as regras do PMDB há mais de uma década

  Por mais que leve as pechas de "pé-frio", de "abraço da morte" e de "mão-de-pilão", o deputado federal Carlos Bezerra, presidente regional do PMDB há mais de uma década, continua ditando as regras em todas as instâncias do partido. Nos bastidores, nenhum acordo político é fechado sem o seu consentimento. Alguns até tentam costurar entendimentos à revelia, mas sabem que, ao final, precisam pedir "benção" para o cacique.

   Em Cuiabá, por exemplo, o prefeito Wilson Santos apostou todas as fichas numa articulação com o presidente da Câmara Municipal, vereador Lutero Ponce, que conduz o diretório municipal do PMDB. Com Lutero, acertou (quase) tudo, desde participação do partido na atual administração, estrutura de campanha e parcerias futuras. Bezerra avalizou o acordão, depois. Eis que surge o pré-candidato adversário de Santos, Mauro Mendes, e começa a "jogar pesado" para cooptar o PMDB. Bezerra escala Lutero para as primeiras conversações e fica na retaguarda. Depois, entra nas articulações. Conclusão: sob as ordens de Bezerra, os peemedebistas na Capital resolvem abandonar Santos e vão estar agora no palanque de Mendes.

   Em Várzea Grande, o vice-prefeito Nico Baracat só resolveu entrar na disputa à prefeitura após receber autorização de Bezerra, assim como o deputado Zé do Pátio em Rondonópolis. Bezerra carrega consigo alguns trunfos eleitorais que acabam "seduzindo" os candidatos. Um deles é o bom espaço que o partido usufrui no horário eleitoral na TV. Essa distribuição do tempo considera o número da bancada de deputados federais.

  Nas últimas campanhas eleitorais, Carlos Bezerra acabou recebendo a culpa por derrotas, principalmente nas disputas majoritárias, devido ao seu desgaste político e à forma de conduzir alianças, feitas em nível de cúpula sem consultar as bases. Em 1998 e em 2002, por exemplo, ele levou o PMDB e todo um grupo político à derrocada. Se juntou ao então adversário ferrenho Júlio Campos, derrotado a governador e, depois aos tucanos Dante de Oliveira e Antero de Barros, que também perderam para senador e governador, respectivamente.

   Mesmo sob críticas, Bezerra sobrevive na política. Advogado e militante histórico do velho MDB, ele começou como prefeito de Rondonópolis. Depois foi deputado estadual, governador e senador e hoje ocupa cadeira de federal pela segunda vez. Muitos militantes afirmam que Bezerra não permite ser "engolido" internamente. A estratégia dele é limitar a atuação de quem o ameaça dentro do PMDB. É por isso que vive em rota de colisão com o vice-governador Silval Barbosa, uma das opções do partido para concorrer ao Palácio Paiaguás, em 2010. De todo modo, a cada eleição o cacique se auto-valoriza, afinal, é quem manda no PMDB. Os demais, seguem-no.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • edesio do carmo adorno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na condição de empresário e amigo do rei da soja, Mauro Mendes (PR) alimenta o sonho de menino rico de governar Cuiabá. Trata-se de um capricho, uma fantasia excêntrica. Vai se apresentar ao eleitorado como dono de uma proposta nova, moderna. O novo, no entanto, se restringe ao campo da retórica. Na prática Mauro já se aliou ao que de mais velho, retrógado e ultrapassado existe no mundo político de mato Grosso. Ele já recebeu o abraço da morte. Esta fadado a derrota. Esse arranjo com o deputado Carlos Bezerra (PMDB) é fatídico e de resultado previsível. Se as chances do menino rico conquistar a prefeitura da Capital já eram pequenas, com a cooptação do PMDB, Bezerra et caterva, reduziram ainda mais. Quem viver, verá!

  • jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    que infeliz ideia,com a turma da botina e agora com o abraço da morte com este enterra candidatura isso nao dara em nada... contiue fazendo o que vc faz bem...ganhando dinheiro rapido.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Permita-me meu amigo Dr. Edezio do Carmo, só uma complementação:
    MENINO(S)RICO(s)? ou ficaram ricos com o dinheiro do BANCO DO BRASIL?

  • Maria Auxiliadora | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentável essa aliança. O PR tava indo tão bem agora com essa união com o Bezerra, Lutero e demais desavisados, podem chamar o William Gomes e pedir a ele para preparar o Batomuche que a tchurma da botina já vai para a fila. Olhem quem tá no PMDB? Lutero, Domingos Sávio (aquele que era do PT, falso moralista lembra)? Dai só salva o homem sortudo das loterias e bingos, o Mauro Lucio que até agora demonstrou ser de uma conduta ilibada o resto é só tranqueira, por isso meus pesames Mauro Mendes. Cuiabá agradece.

  • Moura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Bezerra já era e quem articula com ele também.

  • Luiz Barbosa de Alencar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vote...cobra dagua, coligar com Bezerra é o fim da picada...e uma derrota inevitavel.Mauro Mendes, eu até tinha vontade de votar contigo, mais com essa união com o PMDB de Bezerra,Lutero Ponce,Sival e outro..prepare-se para decidir em quem voce votarão no segundo turno: Wilson Santos ou Walter Rabello, pois Cuiabá deteesta a turma do PMDB...que gostam imensamente de estar próximo ao cofre público..ainda bem que Wilson trancou os cofres da Sanecap,pois sinão até o Nico Baracat, atravesava a ponte e vinha pegar uma cascinha da $$$$ da Sanecap,para sua fracassada candidatura em V.Grande.

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Aarão Bezerra, pai de Dr.Carlos, possuia a fazenda MÃO DE PILÃO, as margens do Rio da Casca, onde o menino Carlos foi criado.
    Hoje esta fazenda foi comprada e restaurada por Aécio Campos, que é o mentor da comunidade Ponte Alta, dedicada a São Francisco e onde se realizam festas memoraveis.
    Quero crer que o apelido se deva a fazenda.
    Acredito que o PMDB e PT, divididos sejam as únicas coisa que poderia se aliar a Mauro Mendes e é bem feinho que Novack.

  • PEDRO PAULO BARROS LIMA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O TAL DO PODER DEVE TER UMA SUBSTANCIA ALUCINOGENA,POIS OS BOTINUDOS SÓ PODEM ESTAR SOBRE O EFEITO DE UMA PODEROSA DROGA,PERDERAM A NOÇÃO DO BOM SENSO E SE ESQUECERAM QUE CHEGARAM NA POLITICA SE APRESENTANDO COMO O NOVO,PREGANDO MUDANÇAS EM NOSSA POLITICA.

    ENTRETANTO O QUE CONSTATAMOS AGORA,PRATICAS DE POLITICA DE CONCHAVOS,BENEFICIOS PARA OS GRUPOS DA CASA,DESPRESO AOS COMPANHEIROS QUE ACREDITARAM EM SUAS FALSAS PROMESSAS.

    E AGORA PARA COMPLETAR A TRAIÇÃO AO POVO MATOGROSSENSE,SE ALIAM A QUALQUER UM,DESDE QUE BENEFICIE OS SEUS SUJOS PROPOSITOS POLITICOS.

    HOJE ESTÃO TODOS JUNTOS PR,PSDB ,PMDB , E AGORA O PT.,ENFIM JÚLIO,JAYME,MURILO DOMINGOS,AVALONE,ABICALIL,ALEXANDRE CESAR,SERYS,ROBERTO FRANÇA,PEDRO HENRY,CHICO DALTRO(HISTORICO PEESSEDEBISTA)MALHEIROS,LOUREMBERG E PALMA.

    E AI FICA A PERGUNTA QUE NAO QUER E NÃO PODE CALAR.O QUE MUDOU RESPOSTA MUDOU O CHEIRO, A M......CONTINUA A MESMA.

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...

MAIS LIDAS