Últimas

Sábado, 04 de Outubro de 2008, 10h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RONDONÓPOLIS

Pátio está com 51% e é favorito; Sachetti, 36%


Prefeito Adilton Sachetti e Zé do Pátio travam embate histórico

   O candidato do PMDB, deputado Zé do Pátio (PMDB), está com 51,1% das intenções de voto na pesquisa estimulada Mark, feita em parceria com RDNEws, e é o favorito na briga pelo comando administrativo de Rondonópolis na briga eleitoral deste domingo contra o prefeito Adilton Sachetti (PR). A amostragem foi feita entre quinta e sexta (dias 2 e 3). O percentual atribuído a Pátio representa 58% dos votos válidos.

   Já Sachetti está com 36,5% de preferência do eleitorado rondonopolitano, atingidno a 42% dos votos válidos. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos. O índice de indecisos é de 12,7% dos eleitores. Apenas 0,2% declarou votar em branco ou nulo. A vantagem do peemedebista sobre o republicano é de 14,6 pontos percentuais. Em relação a amostragem anterior, feita há 10 dias, ambos oscilaram negativamente um ponto percentual.

   Na pesquisa espontânea, Pátio também lidera, com 50,9% das intenções de voto. O deputado está 14,7 pontos percentuais à frente de Sachetti, que detém 36,2% da preferência do eleitorado. Os indecisos somam 12,7% e 0,2% declarou votar em branco ou nulo.

   Quanto à rejeição, o prefeito republicano enfrenta resistência de 43% dos eleitores. Pátio figura na amostragem com 30,1% de rejeição a seu nome. Quando o assunto é rejeição, nada menos que 26,7% preferiram não emitiram opinião, enquanto 0,2% disse que votará em branco ou nulo neste domingo.

   A pesquisa realizada nos últimos dias 2 e 3 pelo instituto Mark está registrada junto à 45ª Zona Eleitoral, sob o número 126/2008. Os pesquisadores ouviram 1.041 eleitores, todos na zona urbana, sendo 51,1% mulheres e 48,9% homens, em 55 bairros de Rondonópolis. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (32)

  • Paulo Jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    10 MANDAMENTOS DE SACHETTI, PARA POVO VOLTAR EM MIM PODE CONFIAR QUE EU NÃO VOU DESAPONTAR MEU POVO.

    Nome: Adilton sachetti

    Profissão: 171

    Idade: muitos

    Filiação Partidária: PR

    Cargos: Prefeito de Rondonópolis

    Meus 10 mandamentos .

    1) Feio em Política é: Ser honesto

    2) Ação política boa: Trabalhar em prol do povo rico.

    3) O que falta em Rondonópolis: mas pobre pra eu cobrar IPTU e pegar uns terreno pra mim.

    4) O que falta em Rondonópolis mais : mais terrenos de graça, pois eu prometo que até 2012 asfalto toda a cidade onde eu tenho terrenos.

    5) O adversário que respeito é: Aquele cujo embate é sempre feito frente a frente.

    6) Governo bom governa: Para o povo rico

    7) Governo ruim governa: Para um grupo pobre

    8) O eleitor precisa saber: que eu gosto de pobre, pois são eles que me dar mais terrenos.

    9) O político erra quando: Declara 100% seus bens e não toma casa de pobre.

    10) O povo pode esperar da política: que eu quero ganhar e ficar cada vez, mas rico e com mais terrenos,


    ASS: Paulo José
    Comentarista

  • ANDRE ALVES S. SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Tenho acompanhado a eleição em Rondonópolis. Tenho guardado as PESQUISAS que são divulgadas. No final, alguém vai ficar feio na foto. CREDIBILIDADE é um patrimônio inestimável. Vejo com ressalvas alguns trabslhos nitidamente tendenciosos, mesmo porque sabemos quem são as pessoas que estão à frente dessas emrpesas e quais os os interesses que representam. Posso estar enganado, mas a psesquisa que aponta empate entre Zé Carlos e Adilton em 45 pontos divulgada hoje, não espelha o que a gente ouve nas ruas da cidade. Amanhã a gente desata esse nó. Particularmente, vejo que está chegando o fim da prepotência e da arrogância de sujeitos com Erai Maggi e Gilmar Fabris, e do boçal do Percival Muniz, que, no mínimo, deveria ter continuado calado.

  • Patricia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Sr. José Carlos do Pátio é até bem intencionado, porém tem graves problemas psicológicos o Deputado que um dia foi militante hoje se transformou em um lunático, na obsessão de ganhar a Prefeitura de Rondonópolis. Eu te conheço Zé do Pátio, Zé dos Corredores da Prefeitura você não passa de um BLEFE se o povo de Rondonópolis cair na tua lábia vão se arrepender amargamente, você não tem estrutura para governar sua casa, imagine uma Prefeitura, cercado de Assessores Malandros, vive roubando os Projetos e Idéias prontas se intitulundo o melhor você não passa de uma farça que o povo de Rondonópolis insiste em dar créditos, eu não votaria em você mesmo que fosse o único candidato na face da terra, não me engana esse seu jeitinho esquizofrênico de ser, deveria se internar numa clinica e passar por sérios tratamentos ate descobrirem o que você tem de tão grave que te causa tanta agressividade tu é um BLEFE ZÉ DO POVO É UMA FARSA QUE EM BREVE SERÁ DESMASCARADA SUA MARCARA DE PALADINO DA JUSTIÇA VAI CAIR E OS RONDONOPOLITANOS TE VIRAM, COMO HOJE EU VEJO UM DESAJUSTADO AVENTUREIURO. EU VOTO CONSCIENTE VOTO NO MELHOR PARA MINHA CIDADE QUERO ADILTON GOVERNANDO SIM. Adilton na Prefeitura e Zé Carlos no PATIO OK

  • Paulo Jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Diferença entre Sachetti e Blairo nenhuma eles só pensa no seu humbigo, por isso o povo quer o zé olha o escandalo do blairo, isso a midia não mostra, por isso que não mostra essas pesquisa honesta aqui em Rondonópolis.

    Maggi: o escândalo e o silêncio da mídia

    É estarrecedor o novo escândalo envolvendo o governador Blairo Maggi (PR), o Governo do Estado e as empresas do Grupo Amaggi. O esquema divulgado pelo jornal Página Única e revela a estreita relação entre os cofres do Estado com a Amaggi. Segundo a notícia, a empresa do governador loca um jatinho para a TAM, que por sua vez subloca a mesma aeronave para o Governo do Estado, uma triangulação criminosa que pode custar o cargo do governador Blairo Maggi. Sobre o assunto, há um silêncio submisso, quase conivente por parte da grande imprensa.

    Notas de um escândalo

    Vale reproduzir, mais uma vez, a matéria publicada pela Página Única, em que pese o PnB já ter feito a reprodução em Notícias Comentadas e repercutido o fato no Blog do Antero.

    A triangulação - a Amaggi loca a aeronave para a TAM que, por sua vez, aluga para o Estado – é considerada um crime, inclusive, passível de cassação de mandato. Apesar da gravidade do fato, o caso não é sequer comentando no meio político de Mato Grosso.

    Esse esquema de locação da aeronave foi montado, tendo em vista que a lei impede aos governantes que façam negócios com suas próprias empresas. O que, além de ilegal, é uma prática imoral e anti-ética.

    Não é o primeiro negócio promovido pelo governador Blairo Maggi com o empresário Blairo Maggi. A concessão de benefícios fiscais pelo Estado às empresas Amaggi já foi amplamente denunciada sem que se tenha notícias de quaisquer providências, seja pelo Legislativo, seja pelo Ministério Público.

    Sem enfrentar uma oposição consistente e consciente da impunidade, Blairo Maggi acrescentou, a partir de 2006, o avião Pylatos (alugado a uma outra empresa de táxi aéreo), de fabricação argentina, que a Amaggi comprou para lhe dar conforto no deslocamento, principalmente, pelo interior do Estado. Ele usa a aeronave na mesma modalidade do jatinho.

    Mas, além do próprio governador, os executivos que trabalham para as empresas de Blairo Maggi, também, com freqüência, se utilizam desses aviões em suas viagens de negócios. E aí, realmente, fica difícil separar o que é de interesse público e coletivo do que se trata de interesse empresarial. Simplesmente, porque não dá para saber, com exatidão, quem é que banca esses deslocamentos: se é a Amaggi ou o Governo de Mato Grosso.

    Misturar o interesse público com o privado é uma prática recorrente no atual governo, que prioriza investimentos públicos em áreas que beneficiam diretamente os negócios do governador. São estradas ligando fazendas e armazéns da Amaggi asfaltadas com recursos do Fethab como se não houvesse qualquer impedimento de ordem ética ou moral.

    O contrato para o uso do jatinho da Amaggi foi feito pela Casa Militar com a TAM no valor de R$ 500 mil/ano com possibilidade de aditamento de 25%. O documento, que a Página Única teve acesso, não especifica o avião a ser utilizado, o que dá a oportunidade para que Blairo Maggi dê a preferência, sempre, para o da sua propriedade.

    Esse fato ilegal beneficia, de um lado, a Amaggi que mantém o jato a custo zero, além de receber recursos para pagar as suas prestações, e, de outro, a TAM que ganha dinheiro com a operação. O único que sai perdendo é o Estado.

    Nos últimos quatro anos, no total, a Casa Militar pagou mais de R$ 2,5 milhões para a TAM como custo dos deslocamentos de Blairo Maggi com o jatinho da Amaggi pelo Brasil. Em 2003, no primeiro ano da sua gestão, o chefe do executivo gastou mais de R$ 800 mil em viagens com o seu avião, o que provocou um rombo no orçamento da Casa Militar, que foi suplementado na época.

    Um levantamento nos planos de vôo do jatinho e da outra aeronave pode comprovar a utilização ilegal das aeronaves do empresário Blairo Maggi pelo governador Blairo Maggi.

    Esses recursos – se Maggi fizesse como muitos governadores que usam aviões de carreira – dariam para ele, levando junto o ajudante de ordem, ir a Brasília e voltar mais de 300 vezes. A passagem custa hoje (ida e volta) em torno de R$ 600. O problema é que o chefe do executivo federal não vai somente a capital federal para tratar dos “interesses” de Mato Grosso.

    O governador costuma viajar para o Sul, principalmente para Curitiba (PR). Além da triangulação, o contrato com a TAM fica ainda mais caro por que há confusão entre o público e o privado, sempre com o Estado bancando o pagamento.


    Por isso peço dia 05 vote zé carlos do patio, uma rondonópolis para todos

    ASS: Paulo José comentarisa

  • cuiabano de xapa e cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • WELINTON | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma mentira...

    Vamos esperar amanhã, ai sim descobriremos quem tem CREDIBILIDADE.


  • anna de assis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Valeu Romilson,estava morrendo de medo de você não publicar essa pesquisa. Como a turma da botina compram tudo(com dinheiro público)pensei que ela não seria publicada.Agora aguarda a amanhã e esperar que eles não compre a eleição.Eu sou Lula e voto Zé 15.

  • Paulo Jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Queria falar para SR: Patrícia ai a cima, que o único lunático que esta desequilibrado louco pra pegar a prefeitura é o Sachetti, pois sim, ele que esta gastando milhões, mais milhões pra ganhar, olha o perfil da política do adversário de Sachetti e você Vera quem é o lunático.
    E outra coisa basta você acompanhar a assembléia e verificar as emendas de Zé Carlos Do Pátio, para Rondonópolis e todo o estado de MT, agora uma coisa eu falo se o prefeito Adilton Sachetti fosse tão bom assim em Rondonópolis, por que gasta tanto dinheiro para tentar a reeleição, queria saber se tem como você me informa, isto
    E Zé Carlos pode ser agressivo quando o povo rico, meche com o povo humilde, pois ele não tolera tanta sugação desses, povo rico em cima da classe humilde, mas com certeza você deve ser parente de alguém que planta soja, pois se você for uma, comerciaria, uma dona de casa e uma funcionaria publica você não volta em Sachetti, Agora se você for da soja você vota sim vota em Sachetti pois é a menor classe, é a classe que suga o povo humilde, que o explora mas estamos cansado de tanta sugação, por isso amanha o povo vai voltar Zé Carlos do Pátio vote 15 para prefeito de Rondonópolis.


    Ass: Paulo Jose
    Comentarista.

  • CARLOS HENRIQUE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    PATRÍCIA,

    Calma, está em curso apenas uma eleição, cada qual com sua opinião. Mas vou discordar de você. Conheço o José Carlos desde 1984, quando ele era tão somente um engenheiro. Ví sua trajetória política onde cada eleição foi disputada com muita dificuldade. Em uma delas o Zé distribuiu xerocópias com sua foto. Embora não seja o dono da verdade, jamais ouvi dizer que Zé estivesse metido em roubalheira. Também, nunca ouvi dizer que ele tivesse passagem pelo hospital psiquiátrico Paulo de Tarso. Agora, sempre o vi em meio do povo, sempre com uma palavra amiga, com simplicidade e carinho. Arrogância e prepotência não fazem parte de suas conquistas. Zé Carlos conhece as pessoas e elas o conhessem e é por essa razão que a voz do povo assegura a vitória dele nesse 05.10.2008.

    Acho que vc. deveria lançar sua ira contra outros políticos dessa terra. Gente que quer chegar ao poder atropelando os humildes que não sabe escolher vice-candidato (o povo da Vila Operária que o diga); gente que faz comparações esdrúxulas (Erai Maggi que comparou de forma pejorativa Zé Carlos a Jesus Cristo); gente que estoca dinheiro vivo e que dá trabalho a Polícia Federal, coisa que a democracia reprova; cabo eleitoral que chama o seu candidato de chato e antipático (Gilmar Fabris); cabo eleitoral que antes vomitava horrores contra Blairo e Sachetti (o escabroso Percival Muniz) etc, etc, etc.

    Com essa tropa aí de cima não dá ganhar eleição não.

  • Sílvia Teixeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para Patícia Santos

    Dar a entender que está com medo de perder a boquinha na Prefeitura.
    Deve ser daquelas funcionárias puxa saco e incompetente para passar num concurso público e jeito é ficar lambendo as botas do patrão.

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...