Últimas

Domingo, 12 de Julho de 2009, 09h:47 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

CÂMARA MUNICIPAL

PEC dos Vereadores cria mais 17 cargos em 3 municípios

Marcus Fabrício   Mais quatro vereadores terão direito a uma cadeira na Câmara de Cuiabá, caso o Congresso Nacional aprove a PEC que aumenta o número de vagas no Poder Legislativo em todos os municípios do país. No Estado, 200 suplentes serão beneficiados, segundo levantamento da União das Câmaras Municipais do Estado (Ucemmat). Entre os quatro contemplados na Capital estaria o ex-vereador Marcus Fabrício (PP), sobrinho da deputada Chica Nunes (PSDB). Ele tentou a reeleição no ano passado e não obteve êxito, apesar dos 3.524 votos. Agora está na expectativa de retornar ao cargo e aumentar a bancada do PP para quatro vereadores. A legenda já conta com os titulares Deucimar Silva, presidente da Mesa Diretora, Everton Pop, e o reeleito Levi de Andrade, o Leve Levi.

Alencar Farina   Outro partido que seria beneficiado com a aprovação da PEC é o PT. Seriam contemplados o médico Alencar Farina, que obteve 2.833 votos. Ele se juntaria ao único petista hoje no Legislativo, o médico Lúdio Cabral. Já o número de vereadores do PRTB na Câmara subiria para três. A nova vaga seria para Antonio César da Silva, o Totó César. A bancada hoje é composta por Néviton Fagundes e Ralf Leite, que está na iminência de ter o mandato cassado. Já o “nanico” PHS faria sua estréia, com Gildeci Oliveira da Costa, que conquistou 1.808 votos. Hoje o partido não tem representatividade no Legislativo cuiabano.

Zé Márcio Guedes   Em Rondonópolis, caso a PEC seja aprovada e sancionada, o número de vereadores passaria de 12 para 19. As novas sete cadeiras seriam ocupadas pelo ex-vereador Zé Márcio Guedes, hoje chefe de Gabinete do governador Blairo Maggi, o ex-secretário do município Fábio Cardozo, ambos do PR. No PMDB seria contemplado o ex-presidente da Câmara Milton Gomes da Silva, o Miltão, que hoje integra o quadro de secretários do prefeito Zé do Pátio. A bancada peemedebista ocupa 4 cadeiras pelos vereadores Adonias Fernandes, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô, Mariúva Valentin e Manoel da Silva Neto. Pelo PPS, assumiria o sobrinho do deputado estadual Percival Muniz, Thiago Muniz, que teve 987 votos. O partido já conta na Casa com o vereador Reginaldo de Souza Santos. DEM, PT e PSL, partidos que não elegeram vereadores em 2008, seriam beneficiados com as posses de Mario Sergio Gonçalves (DEM), Mauro César Campos (PT) e Gilberto Lima dos Santos (PSL).

Edil Moreira da Costa   Em Várzea Grande, 6 se tornariam vereadores, com elevação de 13 para 19 do número de vagas. O ex-vereador Edil Moreira, suplente mas atuando hoje como parlamentar devido a um esquema de rodízio, se efetivaria como parlamentar, assim como Charles Caetano (PR), também derrotado à reeleição e que exerce mandato no lugar de Wiltinho Coelho, secretário do prefeito Murilo Domingos. O PTC, que já conta com o professor Fábio Saad no Legislativo, teria mais: Avelino Ribeiro da Silva Neto. Já PTB, PT e PMDB passariam a contar com uma cadeira, a serem ocupadas por Joaquim Antunes de Souza (PTB), Jonas Sebastião da Silva (PT) e Edmar Caetano de Souza (PMDB).

   A PEC dos Vereadores já teve a legalidade aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça da Câmara. Também está em tramitação no Senado. Acontece que foi dividida em duas: uma que trata do aumento do número de vagas e outra que define os critérios sobre o duodécimo os legislativos municipais. Após aprovação na CCJ, a matéria segue para análise de uma comissão especial. A PEC só passará a vigorar no próximo ano caso passe pelo crivo da Câmara e do Senado até setembro deste ano.(Andréa Haddad)

(13/07 - às 7h30) - Célio Bispo contesta dados e garante que assumirá uma das vagas

   O suplente de vereador Célio Bispo (PV), que disputou as eleições pela chamada Frentinha (PSL, PRP, PV, PRB e PMN), contesta os dados divulgados pelo RDNews. Ele garante que será um dos suplentes efetivados pela Justiça Eleitoral caso a chamada PEC dos Vereadores seja promulgada. Segundo seus cálculos, ele ficaria com a vaga que, em tese, seria destinada a Marcus Fabrício (PP). Com a ajuda de técnicos, Célio usou como base de cálculos os votos válidos, que em 2008 foram 294.914, número de vagas no Legislativo, que saltará de 19 para 23, e o coeficiente eleitoral que é de 12.822. Partindo desses dados, o suplente verificou que a Frentinha terá uma nova vaga e, assim, ele se tornaria vereador.

  Em 2008, Célio Bispo teve 1.561 votos na coligação com 5 partidos, que elegeu Francisco Washington Barbosa (PRB) com 2.002 votos. Já Fabrício, que ficaria de fora, segundo a contabilidade de Célio, teve 3.524 votos. O suplente garante que, além dele, os novos vereadores a assumir seriam Geldice Oliveira (PHS), Alencar Farina (PT) e Antônio César, o Totó (PRTB). (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • CUIABANO MESMO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ROMILSO ESTA CONTA ESTA ERRADA CUIABÁ GANHA 6 NOVAS VAGAS E PASSARA DOS ATUAIS 19 VEREADORES PARA 25 E O TOTO CESAR NAO VAI PORQUE O PRTB NAO ATINGE O COEFICIENTE

  • Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa câmara de veradores atual é a pior da história Cuiabana.

    Se os que estão já não fazem nada e ainda são pactuantes dos desvios de verbas de LUTHERO e CHICA NUNES, imagina se colocar MARCUS FABRÍCIO sobrinho de CHICA NUNES.

    Isso é uma vergonha!

  • Francisca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pra que mais vereador, o povo tinha que ser consultado, afinal nós é quem pagamos a conta. Vamos por cuiabá, para que colocar mais incompetentes, tem é que diminuir o numero de vereadores, e diminuir o pagamento, quem sabe aparece alguem que queira realmente fazer o seu papel de legislador, pq Cuiabá até agora, não tem legislador, esse bando que ganhou a eleição passada, é uma vergonhaaaaaa...
    Tem o congresso com escandalos no Senado, Cuiabá na Camara e, tem processo na Assembleia por escandalos. Então pra que mais legisladores, devemos ter é um plesbicito, para o povo decidir e diminuir o numero de todas as casas de lei.

  • Pedro alves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado, eu nao vejo ninguem destes companheiros que escreveram seus recados criticarem o eleitorado por votarem tão errado. Só quem falar mal de políticos e esquecem que politicos são pessoas da sociedade e como tal não poderiam ser diferentes.
    Prem de ser besta gente os políticos são corruptos porque todos somos corruptos.
    Cambada de hipócritas voces tambem vendem o voto de voces, pelo dinheiro, por favor e ou por emprego etc. e agora ficam escrevendo recadinho palando mal de politicos, a sociedade tem o político que merece.
    Anotem isso: não se ganha eleição sem grana. porque será?
    kkkkkkkk

  • Amanda Luise Castro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Que coisa mais anti-democratica esse essa proposta de aumentar o numero de vereadores sem consultar o povo que paga essa conta. Certamente não precisamos de mais vereador e sim reformular a representatividade; tornando-a mais enxuta e com menos dinheiro. È o excesso de orçamento($$) na camara que torna atrativo o cargo para aqueles cujo unico objetivo é enriquecerem com o dinheiro público.

  • Chiquinho da V. Operária | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Suplentes deixam de serem ingênuos, se esta PEC for aprovada, deve ser sancionada para a próxima eleição.
    Pois a eleição passada já foi homologada pelo TSE e não tem mais jeito, vão procurar serviço e esqueça de entrarem na câmara.
    O próprio presidente do TSE é contra para a validade para eleição passada, pois cada eleição é diferente da outra.
    Deixem de serem ingênuos para não falar outra palavra seus....................................

  • CUIABANO MESMO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ROMILSO HA UM EQUIVOCO NAS QUANTIDADE DE VAGAS DESTINADAS A CUIABA PEC 333/2004 PREVE 25 A 27 VAGAS PARA CUIABÁ POIS TEMOS MAIS DE 500 MIL HABITANTES E AS 23 CONFORME SUA MATERIA CUIABA GALGARA NO MINIMO 25 E NO MAXIMO 27 VAGAS

  • Dejanira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este Chiquinho é um a pessoa bem entendida pela sua explicação a qual eu concordo.
    Eu já vi o presidente do TSE falar sobre os suplentes, onde ele foi enfático em dizer ser contra a posse dos suplentes para eleição passada, até porque muitos partidos deixaram de lançar candidatos por ser somente 12 vagas.
    Eu tinha até esquecido deste detalhe, e o Chiquinho lembrou muito bem.
    Estes suplentes já estão com a pulga atrás da orelha.

  • ELIZEU | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NÃO SEJAMOS HIPOCRITA, CONFORME DIZ A MATERIA A PEC FOI DIVIDIDA EM DUAS E UMA É RESPONSAVEL PELA DIMINUIÇÃO DO DUODECIMO DAS CAMARAS, AUMENTAR O NUMERO DE VEREADORES FAZ AUMENTAR A REPRESENTATIVIDADE DO POVO, O QUE PRECISAMOS É APRENDER VOTAR E DEIXARMOS DE VENDER OS NOSSOS VOTOS E DENUNCIAR QUEM SE OFERECER A COMPRAR.PRECISAMOS TAMBEM ACABAR COM A VERBA DE GABINETE, QUE AO SER PUBLICADA TODO MES É UM TAPA NA CARA DA POPULAÇÃO, E AS DESPESAS APRESENTADAS SÃO QUASE TODAS FICTICIAS.

  • JEDAE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PRA QUE MAIS VEREADOR EM CUIABÁ? OS QUE JÁ ESTÃO AI, NÃO FAZEM NADA DE ÚTIL, A SOCIEDADE QUE PAGA ESTA ALTA CARGA TRIBUTARIA BRASILEIRA. SÓ SE FOR PARA SE FARTAREM DA GORDA VERBA DE GABINETE, EMPREGAR PARENTES E AMIGOS. DO MAIS, COM CERTEZA CUIABÁ VAI FICAR NA MESMA, COM VÁRIOS RALFIS LEITE, VARIAS CHICAS E TAMBÉM VÁRIOS LUTEROS DA VIDA!

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...