Últimas

Quinta-Feira, 18 de Junho de 2009, 13h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

CÂMARA DE CUIABÁ

Pela 2ª vez, MP pede cassação do mandato de Ralf Leite

   O cerco contra o vereador Ralf Leite (PRTB) está cada vez mais fechado. O Ministério Público Eleitoral se manifestou mais uma vez pela cassação do mandato do parlamentar. Este é o segundo parecer negativo a continuidade de Ralf na Câmara. Desta vez , pesa contra ele a denúncia de compra de votos por meio de distribuição de aproximadamente 300 camisetas a estudantes que realizaram uma feira de ciências durante a campanha. O processo será julgado nos próximos dias pelo juiz Aristeu Batista Dias Vilella.

  Além disso, o TRE negou por unanimidade um hábeas corpus com pedido de liminar, interposto pelo advogado Jackson Francisco Coleta Coutinho , em favor de Edimara Adne da Costa Cortez. Ela e outras duas pessoas são acusadas de distribuir ticket-combustível e dinheiro em nome de Ralf, durante a campanha por uma vaga de vereador por Cuiabá. De acordo com a relatora do processo, Adverci Rates Mendes de Abreu, “pelas informações prestadas pelo juízo eleitoral apontado como coautor, percebe-se que Edimara fora, de fato, denunciada por suposta participação no crime de captação ilícita de sufrágio”. Com a decisão, não há mais nenhuma brecha para que Ralf recorra sob o mesmo argumento à Justiça. 

  O MP é favorável à cassação do peerretebista em outro processo, também por compra de votos, mas desta vez por meio de distribuição de cartões telefônicos a presidiários para que seus familiares creditassem seus votos nele. Além de responder por crime eleitoral, a denúncia gerou uma ação penal contra o parlamentar. Ralf se vê em uma verdadeira corda bamba e vive a insegurança de ser cassado a qualquer momento. Ora pela Comissão de Ética que o investiga por quebra de decoro parlamentar, ora pela Justiça Eleitoral que o investiga por compra de votos. Ele é investigado ainda por crimes de suposta exploração sexual contra um travesti menor de idade, além de desobediência, uso indevido de documento e desacato à autoridade. 

   Tanto as investigações na esfera criminal quanto dentro da Câmara, surgiram após Ralf ser detido enquanto praticava ato libidinoso com o travesti. Ele teria utilizado a prerrogativa de ser vereador por Cuiabá para intimidar os policiais militares que o abarodaram na região do posto Zero, em Várzea Grande, em 6 de fevereiro. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Miranda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TA NA HORA DE SAIR ESSA CASSAÇÃO DESSE GAROTO INRESPONSAVEL...!!

  • NEI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ACHO ENGRAÇADO O MP. QUERER CASSAR O RALF. SENDO QUE EM VARZEA GRANDE TEM UM VEREADOR EM SITUAÇÃO PIOR. O VEREADOR JOÃO MADUREIRA QUE TEVE SEUS DIRETO POLITICOS CASADOS POR TRES ANOS E ATE HOJE O MP. NÃO VEZ NADA. O CARA E VEREADOR E ESTAR LA NA CAMARA COMO NADA TIVESSE ACONTECIDO. PAGOU FUCIONARIO FANTASMA POR UM BOM TEMPO, TEVE DIREITOS POLITICOS CASADO. DISPUTOU ELEIÇÃO INRREGULAR . ATE QUANDO ISSO MP. VC. MP COM A RESPOSTA.

  • marcelo jr | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • João Dias de Queiroz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sera que sai, o é fogo do MP; Tomara, precisamos de água ,sabão e muita escova para limpar esse lixo que a câmara carrega a muito tempo.

  • linda leite | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • o povo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GRAÇAS A DEUS uma coisa boa ta chegando a hora RALF

  • TIMONEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    tem todo o apoio da populacao da baixada cuiabana, ministerio publico de mato grosso,mostre que o ministerio publico de mt,e uma instituicao insenta de qualquer interesse politico.comece pelo ralf, e siga em frente depois com,lutero ponce ivan,e muitos outros politicos, que acham que estao acima da justica eleitoral de mt,e do ministerio publico.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.