Últimas

Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2008, 02h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Pela reeleição, prefeitos "investem" no carnaval


Ladeia (Tangará da Serra), Chaparral (Barra do Garças) e Sachetti (Rondonópolis) tiram proveito político da festa

  Com o poder da máquina e de olho na reeleição, prefeitos, como Júlio César Ladeia (PR), de Tangará da Serra; Zózimo Chaparral (PC do B), de Barra do Garças; e Adilton Sachetti (PR), em Rondonópolis, investiram pesado no carnaval para, em meio à festa, recuperar a popularidade. Os três, assim como os demais das cidades-pólos, teriam hoje dificuldades para reconquistar mandato. Enfrentam desgaste político.

   O prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) preferiu se "isolar" em sua chácara em Chapada dos Guimarães, enquanto o várzea-grandense Murilo Domingos (PR) optou por visitar algumas obras, já que o seu município pouco investe no chamado carnaval popular.

   Em Tangará da Serra, Ladeia precisa passar, antes da votação nas urnas, no teste interno. Acontece que o PR ameaça lançar como candidato a prefeito o deputado Wagner Ramos, que aparece com maiores chances de levar a sigla à vitória. Com Ladeia, o partido do governador corre risco de ser derrotado para adversários como o tucano Saturnino Masson. Para reverter o quadro, Ladeia resolveu colocar o bloco na rua. Marca presença todos os dias no carnaval popular.

   Em Barra do Garças, o comunista Chaparral fez o mesmo. Mandou decorar a cidade para o carnaval e aproveita a festa popular para cumprimentar, abraçar e beijar eleitores e até carregar criança no colo. Sachetti, em Rondonópolis, "colou" no governador Maggi, que na madrugada deste feriado de terça circulou no camarote e no meio de um público de aproximadamente 20 mil pessoas.

  Sachetti aposta em dois trunfos para não ser derrotado pelo peemedebista Zé do Pátio, hoje favorito à cadeira de prefeito: explorar a imagem do governador Maggi como seu cabo eleitoral e inaugurar várias obras até as convenções de junho. Assim, acha possível conquistar a reeleição.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Cassiano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso é pura realizade não só nos grandes centros como também no interior. Em Marcelândia não acontece diferente. Com a realização do 3o. Carnaval da Paz realizado pela prefeitura municipal, o prefeito que é pré-candidato a reeleição tambem preferiu "retiro" de descanso comparecendo apenas na abertura no sábado e passando feriados em seu sítio a cerca de 65km da sede acompanhando Deputado Estadual Juarez Costa e equipe. No entanto o desfile dos pretensos canditatos a vereador no salão que esteve lotado todas as noites ficou evidente. São os "políticos" aproveitando a oportunidade de conquistar a simpatia do povo na maior festa popular do país. Mal sabem eles que o povo brasileiro estão aprendendo a votar e o que vai valer mesmo nas urnas é o histórico de cada um na prestação de serviços para o bem da população.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Creio estar na hora do povo rondonopolitano dar uma chance ao Zé Carlos do Pátio. Em Rondonopolis onde sem dúvida tem sido o berço politico do Estado, o povo dalí é fiél! Dali saiu Deputados Federais, Governadores, Senador, Deputados Estaduais, mas infelizmente pouquissimos têem correpondido a essa confiança...porque grande parte dos Prefeitos que por alí passou...Meu Deus....E esse Sachetti tem que ir para Casa, vá cuidar da sua Empresa que Você ganha mais...Você já retribuiu ao Povo o que o Povo te deu!,(não é esse o discurso?, que Você está bem porque deve ao Povo de Rondonopolis? pára com essa demagogia!), foram quatro anos de serviços prestados; agora vista o pijama, por favor!

  • Bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Carnaval de Cuiabá muito fraco. Vergonha pois já era hora de mudar!

  • ZEZINHO DA VILA OPERARIA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ISSO É A MAIOR PIADA QUE O POVO DE RONDONOPOLIS ACABA DE VER, O ADIRTON SACHETTI, ACHA QUE GASTANDO 700.000,00 MIL REAIS NO CARNAVAL CONSIGUIRÁ PASSAR O MEL NA BOCA DO POVO, ACHANDO QUE NÓS IREMOS ESQUECER OS TRES ANOS E MEIO DE PERSEGUIÇÕES CONTRA OS FUNCIONARIOS PUBLICO, MUAMBEIROS, CEARENSES E O POVÃO, ELE ESTA ENGANADO.
    FORAM 3 CARNAVAIS HORRIVEIS, SENDO QUE ELE SEMPRE FALOU PELOS CORREDORES DA PREFEITURA QUE ERA CONTRA A FESTA, ATÉ COGITOU CANCELAR O CARNAVAL DA CIDADE.
    AGORA VEM COM DISCULPINHA DE ALMENTAR A ARRECADAÇÃO COM PREMIOS PREMIADOS PARA QUEM PAGAR O IPTU EM DIA.
    A CIDADE ESTA UM CAOS, SÓ BURACOS, PRINCIPALMENTE NA REGIAO DO MARECHAL RONDON, FALTA MEDICOS PARA ATENDER NOS POSTO DE SAUDE SEM FALAR NA LEISIMANIOSE.

  • JOSE GONZAGA TONON | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Certamente que isso serve de resposta a alguns "superdotados" em ciências políticas, os quais, no início de 2005, derramaram-se em elogios aos vários empresários de várias atividades que tomaram o poder em vários municípios. Diziam: agora sim! Estão aí os homens honestos, sabichões, revolucionários em termos de fazer, agora sim esses municípios irão realmente deslanchar, se desenvolver, com creches para todos os lados, salas de aulas sobrando, moradias para todos os necessitados, enfim, para esses cientistas, esses Prefeitos eram "os caras". Os outros, que não são empresários, e não tem direitos que esses empresários tem para chegar ao poder, coitados, não sabem nada em termos de política e administração de nada, principálmente da coisa pública. Passados alguns meses, já deu para perceber, principalmente por leigos e não por cientistas políticos, que a maioria deles nada tinham e nada tem a ver com política, nem com administração pública, nem com nada, porque, na maioria são antipáticos, metidos, sem jogo de cintura, não sabem que coisa pública é coisa pública e que propriedade particular é a sua e não o município, que não precisam da comunidade, dos representantes da sociedade que são os Vereadores e outras atitudes típicas de quem pensa que por que tem dinheiro é dono do mundo, são tão pobres que só tem dinheiro e as coisas não são bem assim.Resultado: a maioria está aí tentando agradar de todas as formas, já que como empresários/políticos, a grande maioria não passa de enganação, de engodo, principalmente para aqueles que receberam "alguns" antes de votar (que infelismente na história desse País ninguem nunca consegue provar nada). Bem feito, para esses cientistas zombeteiros e hipócritas que tanto elogiaram os grandes Prefeitos/Empresários que estão dando com os burros nágua, pois, a maioria deles podem ter dado certo (sabe-se lá como) na vida empresarial, mas que na vida política, ainda não mostraram a que vieram, além de muita prepotência e boa dose de comportamento desaprovado pela comunidade.Bem feito também para aquêles que "levaram vantagens" em troca do voto e estão há três anos recebendo "bananas" somente. Esse ano (2008) é ano de eleição e, quem sabe, a maioria do povo não tenha aprendido que político é político e os outros, são os outros, e que fiquem por lá. Afinal, os municípios precisam, devem e vão continuar crescendo e se desenvolvendo normal e naturalmente, sem milagre nenhum. O político vai continuar fazendo política e o empresário administrando sua ou suas empresas (salvo as excessões) e ponto final, mesmo que isso não agrade a alguém. Sejamos coerentes, e ao invés de gastar dinheiro público promovendo carnaval para autopromover-se, faça o carnaval sim, mas faça casas populares, tenha remédio nas farmácias municipais básicas, tenha vaga suficiente em creches, salas de aula que atenda a demanda, daí sim, pode até ser empresário. O resto é embuste, pois, quem acompanha de perto sabe que na maioria desses municípios nada mudou, tudo continua como antes, apenas o empresário/prefeito é que está embasbacado, porque mostrou para muitos e para ele mesmo, que não é melhor do que ninguem, apenas tem alguma economia a mais que amealhou com mais rapidêz e facilidade que os outros e que, de repente, vai precisar gastar tudo para reeleger-se e nem conseguirá. Quem sabe se para ser um bom Prefeito não é melhor 'SER' do que 'TER'.

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...