Últimas

Domingo, 31 de Dezembro de 2006, 00h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Percepções sobre 2006 e 2007 (3)

     O jornalista Onofre Ribeiro destaca, em artigo no Diário de Cuiabá neste último dia de 2006, que o 'estilo Lula é mal compreendido e combatido e por isso merece mais discussões do que preconceitos'.

     Leia abaixo a reprodução da íntegra.

 

     As eleições presidenciais de 2006 consagraram um estilo de governar chamado “estilo Lula”. Mal compreendido e combatido, merece mais discussões do que preconceitos. É a nova cara do Brasil, queiramos ou não. 2007 entrará com Lula presidente, eleito legitimamente e sobrevivente de uma catástrofe chamada Partido dos Trabalhadores.

     Lula traz no mesmo balaio que o elegeu a derrota dos sistemas políticos e institucionais brasileiros. Vale citá-los

    1 – O Congresso Nacional auto-desmilinguiu-se numa sucessão de erros e de envolvimentos inadmissíveis, mas é tão impermeável que não se apercebeu que perdeu o senso de representante da sociedade;

    2 – os partidos políticos perderam-se na sua própria falta de história. Até o PT que tinha DNA, vendeu-o por um projeto mal-feito de poder. Sai da História pela porta dos fundos, por onde saíram todos os demais. Uma reforma política urge mais do que urgente, mas não sairá já porque a sobrevivência do agora respira mais do que a do futuro. Deverá vir a conta-gotas;

    3 – o Judiciário entrou na ciranda da política e acabou espremido entre o corporativismo e a perplexidade da dinâmica social. Já não representa a garantia do equilíbrio social pelo respeito das leis vigentes;

    4 – as universidades públicas entraram em colapso, supostamente por falta de recursos, mas vítimas do corporativismo retrógrado que sonha com tempos passados de dinheiro farto. Produzir conhecimento e vendê-lo seria um dos caminhos. Mas isso custa trabalho. Melhor queixar-se do governo, ou fazer greves;

    5 – a classe média perdeu-se no meio do caminho da suposta ascensão social das bolsas-família do presidente Lula, os impostos e os péssimos serviços públicos que pagam em dobro para existir. Nos últimos anos cedeu espaço para as classes mais pobres, animadas com a chamada “política de compensações sociais” do governo. O país empobrece sem o fermento da classe média;

    6 – as classes menos favorecidas começam a se organizar num contexto muito mal-costurado de ascensão social, mas legítimo, ainda que sustentado pelos cofres públicos. De qualquer forma, é melhor do que a miséria por destino, já que sempre foram as maiores vítimas dos desacertos econômicos de todos os governos;

   7 – a economia descolou-se da política no correr e depois da enorme crise política que começou em junho de 2005 e arrastou o Congresso, o presidente, os partidos políticos, congressistas e terceiros nos sucessivos escândalos. A política descia a serra, e a economia sustentava o país. Este talvez tenha sido o imenso avanço da crise;

   8 – por último, está em andamento no Brasil um sutil movimento de organização social que é muito maior do que tudo que já se viu até hoje. Claro que levará um tempo até consolidar-se. Mas será alimentado pelos erros do governo, das instituições e da política. Mas, mesmo o brasileiro mais pessimista não poderá negar que o país avançou com as crises e com a reeleição do presidente Lula. Foi uma espécie de fatalismo do tipo seja o que Deus quiser. Melhor do que encolher-se e esperar a mão de Deus vir sabe-se lá de onde para interferir em nossas vidas e na vida do Brasil! 

   * ONOFRE RIBEIRO é articulista deste jornal e da revista RDM (onofreribeiro@terra.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Políticos e prisões nos últimos 2 anos

gaspar lazzari 400 curtinha   Vários políticos, que exerceram mandatos eletivos, como de vereador, prefeito, deputado e de governador, foram em cana nos últimos dois anos em MT. Eis alguns deles com passagem pelo cárcere: ex-governador Silval Barbosa, ex-deputados José Riva, Mauro Savi e Gilmar Fabris e o hoje...

Contratos da MTI vão ser suspensos

kleber geraldino mti curtinha 400   O governador Mauro Mendes vai determinar que o presidente Kleber Geraldino Ramos dos Santos (foto) suspenda todos os contratos da Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI - ex-Centro de Processamento de Dados do Estado), após ser informado de irregularidades em pelo menos dois...

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.