Últimas

Segunda-Feira, 03 de Setembro de 2007, 00h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

3º CONGRESSO DO PT

Petistas aprovam candidatura própria para 2010

    Enquadrado pelo presidente Lula, o PT ensaiou um recuo tático, amenizou seu discurso sobre a candidatura própria em 2010 e fez um gesto na direção dos aliados. Depois de muitas negociações entre as tendências, o 3º Congresso do partido, encerrado neste domingo, em São Paulo, aprovou resolução política ambígua, que defende um concorrente petista à sucessão de Lula, mas, ao mesmo tempo, abre caminho para a construção de candidatura dentro da coalizão governista. De Mato Grosso, participaram oito delegados, cinco delegados ligados ao grupo de Serys Marly e de Jairo Rocha, presidentes do diretório estadual e do municipal de Cuiabá, respectivamente.

     O primeiro texto aprovado por unanimidade no encontro diz que o PT deve se colocar como "dirigente da condução do processo sucessório presidencial" e fala em preservar a coalizão, mas " sem esquecer a defesa intransigente" dos interesses do partido. Uma hora depois, porém, o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), pôs em votação um "adendo" à resolução, desidratando o teor de confronto com a base de apoio ao governo.

    A pedido do Palácio do Planalto e na tentativa de evitar um racha na aliança governista, os petistas encaixaram novo trecho na resolução sobre tática eleitoral. Apesar de manter o enunciado sobre a defesa da candidatura própria tanto nas eleições municipais de 2008 como na disputa presidencial, em 2010, o PT afirma agora que a decisão será submetida aos aliados como Lula queria.

"O PT apresentará uma candidatura a presidente a ser construída com outros partidos e, assim, formar uma aliança programática, partidária e social capaz de ser vitoriosa nas eleições de 2010 e impedir o retorno do neoliberalismo", diz o documento, que recebeu sinal verde do 3º Congresso.

    Lula havia pedido ao PT para não incluir a defesa da candidatura própria na resolução por avaliar que isso poderia desgastar ainda mais a relação com os aliados. Motivo: há, na base de apoio ao governo, outros pré-candidatos à sua cadeira, como o deputado Ciro Gomes (PSB-CE). Filiado ao PMDB, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, também pode entrar no páreo.

    Desobediência

    Apesar de ter cedido ao desejo do Planalto em relação à candidatura própria, o PT também deu estocadas em Lula Aprovou, por exemplo, o apoio ao plebiscito que discutirá a reestatização da Vale do Rio Doce. A companhia foi privatizada em 1997, no governo Fernando Henrique Cardoso, e Lula não queria que o partido se envolvesse na campanha pela anulação de sua venda. Do ponto de vista prático, a consulta não terá qualquer efeito. Trata-se, no entanto, de importante sinal político.

      Além disso, o PT também aprovou, a contragosto de Lula, resolução que apóia a descriminalização do aborto. O presidente já disse várias vezes que é contra o aborto. Embora o estoque de divergências entre Lula e o PT esteja abarrotado, um outro assunto que passou pelo crivo do 3º Congresso deixou o presidente animado: o apoio dado ao partido à proposta de Constituinte exclusiva para votar a reforma política. (Com Agência Estado)
   

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Reeleição consagradora e base forte

leonardo bortolini leo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito Léo Bortolin (foto) mostrou nas urnas ser mesmo um líder político emergente da região. Ele assumiu o Executivo, após vencer a eleição suplementar em novembro de 2017, com 69% dos votos válidos. Agora foi à...

Vereador eleito diz não apoiar Abílio

eduardo magalhaes 400 curtinha   Release produzido pela campanha de Abílio Júnior anuncia que 13 dos 25 vereadores eleitos e/ou reeleitos estão apoiando o candidato do Podemos neste segundo turno em Cuiabá. E incluiu na lista Eduardo Magalhães (foto), do Republicanos. Mas o próprio Magalhães,...

Ibope mostra acirramento Abílio x EP

abilio junior 400 curtinha   O primeiro resultado da pesquisa Ibope deste segundo turno, revelado hoje pela TVCA, apontando Abílio (foto) com 48% e Emanuel com 40% das intenções de voto, empatados tecnicamente dentro da margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, é uma mostra do quanto está...

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...

Única petista eleita define apoio a EP

edna sampaio 400 curtinha   Única vereadora eleita pelo PT na Capital, a professora Edna Sampaio (foto) resolveu declarar apoio à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). E mandou mensagens aos servidores públicos, que passarão a ter a petista como espécie de porta-voz na Câmara Municipal....

Batista agora aparece pra pedir voto

joao batista 400 curtinha   Único deputado do Pros com assento na Assembleia e presidente estadual do partido, João Batista (foto) resolveu aparecer nestas eleições em Cuiabá, mas no segundo turno. No primeiro, foi escondido pela candidata do Pros, Gisela Simona, que ficou em terceiro lugar. Nos bastidores,...