Últimas

Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2009, 17h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

INVESTIGAÇÃO

PF diz que nome de Santos não foi citado durante fraudes


Superintendente da PF em Mato Grosso, Oslaim Campos, ao lado do delegado responsável pela Operação Pacenas, Márcio Carvalho, garante que há provas materiais que comprovam os crimes de servidores públicos
Foto: Patrícia Sanches

   As obras do PAC de Cuiabá devem ser embargadas nas próximas horas. A paralisação deve ocorrer devido aos diversos crimes detectados pela Polícia Federal durante as investigações da Operação Pacenas, nesta segunda (10), que culminou em 11 prisões e 31 buscas em Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Distrito Federal. “Não somos nós que podemos fazer isso, mas deve ser uma medida tomada devido à gravidade das irregularidades”, afirmou o superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso, Oslaim Campos.

   Segundo Márcio Carvalho, delegado da PF que conduziu as investigaçõs, há provas materiais que comprovam os crimes cometidos pelos servidores públicos no ato de “convencimento” de empresários para que desistissem de participar das licitações ou que apresentassem propostas superiores à dos donos de empresas que já estavam escolhidas para ganhar. “Era um jogo de cartas marcadas”, conclui Carvalho. Apesar disso, não foi verificado em nenhum momento o crime de corrupção. “Não sabemos se esses servidores recebiam propinas ou se simplesmente favoreciam empreiteiros de propriedade de políticos influentes no Estado”.

   Nas investigações não foi constado a influência do prefeito de Cuiabá, Wilson Santos. “O nome do prefeito não aparece em nenhum momento”, garante o superintendente da PF. Foram embargados apenas os R$ 7 milhões que haviam sido pagos. “Se um empresário recebeu R$ 1 milhão, por exemplo, somente esse valor foi sequestrado”, explica Márcio.

   Segundo apurou a PF, a quadrilha agia superfaturando os valores das licitações. O delegado exemplifica o que chama de esquema arranjado. Segundo ele, se uma obra custasse R$ 30 milhões, era licitada por R$ 50 milhões. A PF não conseguiu determinar para onde ia o “lucro”. Ele afirma ainda que parte deste dinheiro foi detectado pela Controladoria Geral da União (CGU) e divulgado  no primeiro relatório, em que foi constatado sobre preço de diversos itens. Segundo a PF, as investigações continuam tanto nas obras do PAC em Cuiabá quanto em Várzea Grande.

   Conforme Oslaim, após a primeira intervenção do TCU em 2007, a prefeitura sanou algumas irregularidades apontadas, mas manteve outras que beneficiaram os empreiteiros. “Corrigiram sim alguns itens, mas continuaram favorecendo os amigos”.

   Rosa era o responsável por procurar os empresários e fazer a interlocução entre a prefeitura e os empresários. “Certas conversas são necessárias, mas existiam algumas muito suspeitas que fugiam da normalidade. Nelas constatamos a existência de tráfico de influência”, conta o delegado. A PF ainda cita a participação do presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Luiz Carlos Richter Fernandes. “Ele tinha conhecimento e acesso aos donos das empresas e, por isso, também era um dos interlocutores”, conta Oslaim.

   Nesta segunda foram ouvidas 30 pessoas e recolhidos computadores e documentos. Além das empresas vencedoras dos 7 lotes, donos de empresas que deixaram de participar do processo licitatório também estão sendo envolvidos e podem ser enquadrados nos crimes. (Patrícia Sanches e Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu caro VAN HAUSEN, bom dia

    Já que queres ler a entrelinhas, por favor veja com atenção os seguintes fatos e depois me explique:

    Sexta feira -- O presidente LULA, publica pela imprensa que esta cobrando do Governador Blairo e do Prefeito Wilson Santos, providencias para a conclusão da obras do PAC.

    Em meus comentarios, sempre tenho resaltado, que embora o dinheo não venha, Wilson e Blairo, não atacam o Presidente Lula, preferem sem engalfinharrigando sempre, mas sem manifestar a falta de verba, que deveria chegar.

    Jorge Pires de Miranda, amigo de Jonas Pinheiro, foi um dos responsaveis pelo apoio da Acrimat ao projeto vitorioso de Blairo a governadoria.
    Tambem sempre foi intimo de Dr.Pagot.
    Vamos nos lembrar e isto é publico, pode ser analisado pela imprensa, esde antes da posse, durao governo antigo, o novo e constantemente, todos estes empreiteiros estiveram ao lado de Blairo e de Wilson em diversas obras, e fazem parte da elite dos empreiteiros de Mato Grosso.
    Portanto não existe condições de desassociar estes senhores do contato com os representantes maximos dos gestores: estadual e da capital.

    Só para clarear a idéia: Em uma visita aos indios o Próprio Governador relatou que os indios chamavam Jorge Pires de Jorginho e este fazia visitas frequentes a tribo, pois tinha uma fazenda ao lado da reserva.

    Portanto vamos com calma que o embrólio e as ligações são profundas e não é mandando para imprensa casos pitorescos de REPUDIO de Novacki ou do palácio, caso de Filho de Jorginho, é que irão separar as ligações de convivio ou amizade entre todos estes poderosos.

    Gosto de comentar o inusitado, foi o caso do superintendente da PF, pois mostra o respeito pelos subordinados e isso é louvavel, já que é coisa rara no trato dos entes publicos.

    Aguardo com ansiedade seu comentário resposta.

    Cordialmente e na paz.

    Jacyara

  • jl | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ACORDA PESSOAL AQUI É BRASIL, ESSES CARAS SÃO GENTE GRANDE, TERÇA OU QUARTA FEIRA JÁ ESTÃO TODOS SOLTOS, AGUARDEM, IMFELIZMENTE E A NOSSA JUSTIÇA, SEGUNDO O DELEGADO ESTA COMPROVADO O ROLO, IGUAL O DE LUTERO PONCE, AGORA E SÓ DAR RIZADA, ha!ha!ha!

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu comentário é para a postura do Superintendente da Policia Federal em Mato Grosso, este senhor: OSLAIM, deu uma nova cara as informações advindas de ações policiasi, a cargo da PF, transparente, visivel, não enrrola assuntos, direto, dinamico.

    Realmente uma visão que nunca tivemos em termos de superintendencia e trato com os orgãos de imprensa, em toda a história do MT.

    Admiro a visão clara e objetiva, sem prepotencia e sempre tendo ao lado (na maioria das vezes pelo menos) o delegado responsavel pela ação especifica.

    Esta postura mostra a sociedade que a PF tem lider e este é visivel.

    Parabens Dr.Oslaim.

    Jacyara

  • Ricardo Alexsandro Anzil | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se os que se acham os poderosos e donos do Estado de Mato Grosso achavam que iam conseguir envolver o Prefeito Wilson , nessa investigação da PF , cairam do cavalo, o tiro saiu pela culatra. Não estou defendendo as pessoas que segundo as investigações da PF se envolveram nesses crimes, mas sim defendendo uma pessoa que trabalha por Mato Grosso e não faz dessa terra seu curral como outros fazem. O desespero dos adversários diretos do Wilson só tende a aumentar e com certeza a baixaria até as eleições vai ser grande. E que venham as eleições de 2010 , é nas urnas que o povo vai dar a resposta aos senhores dos currais.

  • Pedro Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostei muito da atititude do Delegado, que isentou o prefeito Wilson de qualquer envolvimento nesse caso. Se é que ixiste culpado, que sejam punidos.

  • DOUGLAS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Ademir Bustamante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como assim o prefeito não está envolvido? E a notícia acima dessa, onde o nome do prefeito é citado várias vezes na conversa, é o que?

  • Paulão Porco Do Mato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É turma da botina, não foi desta vêz que vosso COMITÊ DA MALDADE comemorou,tá? KKKKKKKKKKKKKKKK

  • Clovis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria de saber do Delegado; quem é o CHEFE citado numa escuta entre Carlos Avalone e seu irmão Marcelo?
    Quem é o Alcaide citado na conversa entre Anildo e Mauro Mendes?

    Se não for o Wilson eu começo a acredtar no Papai Noel ainda hoje.

  • luiz fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na politica de auto escalão, nehum subordinado faz nada sem que o chefe fique sabendo (ROSA - WS), mas o prefeito esta usando a tática do lula (Não, não vi e tenho raiva de quem sabe).

Ibope vê falha na pesquisa de Cuiabá

abilio 400   A  última pesquisa Ibope sobre intenção de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada na sexta passada (16) pela TVCA, cujo resultado destoa muito de outras amostragens, foi feita por telefone. E, por causa disso, o próprio instituto, em nota de esclarecimento publicada no próprio site,...

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

MAIS LIDAS