Últimas

Quarta-Feira, 14 de Outubro de 2009, 10h:44 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

PAC

PF flagra ‘manual’ para fraudar editais

   A Polícia Federal (PF) flagrou entre computadores apreendidos na Operação Pacenas um verdadeiro “manual” sobre como fraudar as licitações de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Considerada pela polícia como a prova cabal do inquérito, as orientações ilícitas constam em e-mail trocado entre indiciados.

   O teor de um e-mail chamou a atenção em meio à perícia feita em HDs e documentos apreendidos pela PF durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão da operação Pacenas, deflagrada em agosto. O nome do autor do “manual”, contudo, não é revelado pela PF. A polícia confirma que as orientações partiram de um dos 11 presos na operação, entre servidores públicos, políticos e empreiteiros.

   À época, foram presos preventivamente os empresários Anildo Lima Barros, Marcelo Avalone, Carlos Avalone Júnior, Jorge Pires de Miranda, Luiz Carlos Richter Fernandes e José Alexandre Schutze, além do então procurador-geral de Cuiabá, José Antônio Rosa, e os servidores Ana Virgínia de Carvalho, Milton Nascimento Pereira, Jaqueline Favetti e Adilson Moreira da Silva, membros das comissões de licitação de Cuiabá e Várzea Grande.

   O delegado responsável pelo inquérito, Márcio Carvalho, destaca que o e-mail é o que mais chama a atenção entre as provas periciais reunidas até agora. “Não sabíamos que o esquema era tão ramificado. Esse documento, esse e-mail, continha todas as regras e passos. Um verdadeiro manual que ensinava como fraudar as licitações do PAC”, confirma o delegado.

   De acordo com a PF, a previsão é que toda a análise pericial seja concluída até sexta-feira (16). O delegado destaca que computadores e documentos já averiguados pelos peritos da PF, associados ao “manual”, reforçam o inquérito policial. Quando a Pacenas foi deflagrada, em 10 de agosto, as prisões foram decretadas pela Justiça Federal com base no teor de escutas telefônicas.

   “Agora, essas novas provas só confirmam aquilo que já sabíamos. É como se tudo tivesse sido amarrado no inquérito”, ressalta o delegado, em alusão às ligações telefônicas interceptadas. O teor das conversas telefônicas, grampeadas com autorização da Justiça, revelou a trama de negociações espúrias envolvendo as licitações dos sete lotes de obras do PAC de Cuiabá, além das obras em Várzea Grande.

   Os diálogos, travados em 2008, selam acordos financeiros com construtoras de outros Estados do país para que não participem dos certames, cujos vencedores já eram pré-definidos com autoridades e servidores públicos, conforme apontam as investigações. Em meio aos pedidos de Habeas Corpus, a defesa de vários indiciados combateu a consistência das provas apresentadas pela Polícia Federal, alegando que trechos dos diálogos teriam sido interpretados fora do contexto real das conversas.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • MATILDE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O ASSUNTO É TÃO SERIO QUE DÁ ATÉ MEDO DE COMENTAR POIS CADA DIA MAIS, MENOS A GENTE SABE QUEM É QUEM E EM QUEM CONFIAR...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.