Últimas

Sábado, 19 de Maio de 2007, 15h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INVESTIGAÇÃO

PF prende empresário por engano, diz advogado

    O empresário e acadêmico de Direito, Elvis Antonio Klauk Júnior, 24, foi preso por engano pela Polícia Federal na última quarta, durante a Operação Mapinguari. É o que garante o advogado Joaquim Spadoni. Segundo ele, Elvis Júnior nada tem a ver com um outro Elvis, que reside em Feliz Natal e que estaria envolvido em extração, transporte e comércio ilegal de madeira no Parque Indígena do Xingu. Na operação, foram presas 30 pessoas.

    Segundo o advogado, os familiares de Elvis Júnior estão muito revoltados com a prisão indevida do empresário. Spadoni culpa o Ministério Público Federal, para quem "foi extremamente negligente e precipitado ao, antes de tomar qualquer decisão, não conferir quem é a pessoa citada num depoimento".

   O advogado observa que teve acesso aos autos e a única referência ao nome de Elvis foi feita por um caminhoneiro. Este delatou uma pessoa como sendo Elvis, um explorador ilegal de madeira no Parque Nacional do Xingu. Para Joaquim Spadoni, a acusação recai sobre um Elvis que trabalha com tratorista na derrubada de árvores e não de Elvis Júnior, dono de uma rede de concessionárias em Cuiabá e estudante de Direito.

     Destaca que seu cliente adquriu uma área no entorno da reserva, mas que, como não tomou posse oficialmente, a última vez que visitou a propriedade foi em 2001.

    O advogado se diz seguro de que houve erro de identificação e agora prepara uma série de recursos junto ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em busca da liberdade de Elvis Júnior.  Além de pedir a revogação da prisão temporária, a defesa solicitará uma acareação entre Elvis Júnior e os índios da região, uma forma de provar, segundo o advogado, que o empresário não tem qualquer envolvimento com a quadrilha desbaratada.

    A investigação da PF durou cerca de um ano. Foram expedidos 57 mandados de buscas e apreensão e 47 mandados de prisão. As 30 pessoas pesas em Mato Grosso residiam em Feliz Natal, Paranatinga, Sinop, Sorriso, Vera, Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Canarana.

   Em Cuiabá, agentes da PF prenderam a servidora da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) Célia Pereira de Carvalho e também Elvis Júnior, cuja indentificação, segundo o assessor jurídico Spadoni, está equivocada. A organização era composta por grileiros, proprietários rurais e arrendatários de fazendas em torno do Parque do Xingu.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.