Últimas

Segunda-Feira, 10 de Março de 2008, 08h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CULTURA

Pitaluga exonera diretor e vai cancelar projetos

  Afoito, sem papas na língua e com seu estilo explosivo, o novo secretário de Estado de Cultura, Paulo Pitaluga, já exonerou o secretário-executivo do Conselho Estadual de Cultura, José Mário de Siqueira, estuda cancelar mais da metade dos projetos já aprovados devido à falta de recursos e fará reajuste orçamentário. No lugar de Mário, Pitaluga escolheu Luíza Pereira, que já é do quadro efetivo da Cultura. Também trocou o adjunto. Saiu Toco Palma e entrou Francielle Leão.

   Ele está há menos de 20 dias no cargo. Substitui João Carlos Vicente Ferreira. Pitaluga é daqueles que partem para o enfrentamento independente de quem seja. Internamente, já começa a conviver com  divergências. Decidiu, logo na primeira semana de gestão, exonerar o diretor José Mário. Quer acabar com suspeitas de irregularidades ou de privilégios na análise dos projetos culturais que pleiteiam recursos pela Lei de Fomento à Cultura.

   A pasta detém R$ 14,1 milhões de orçamento para este ano. Só os projetos aprovados já totalizam cerca de R$ 13 milhões. Pitaluga quer cancelar metade. "Isso aqui está uma confusão. Vamos ter uma reunião hoje do Conselho de Cultura para darmos algumas diretrizes", diz o novo secretário, nesta segunda (10). Para Pitaluga, muitos projetos apresentam "defeitos de forma e essência". "A maioria das propostas falta documento e vamos analisar um por um. A vontade é de cancelar todos projetos, mas alguns só faltam mesmo documentos". Explica que na lista há projetos que tiveram recursos liberados já neste ano, enquanto outros foram aprovados e estão empenhados para a verba já ser creditada.

   De todo modo, aqueles que se sentirem prejudicados com eventuais bloqueio de projetos devem recorrer à Justiça com mandado de segurança, o que tende a criar embate jurídico.

   Paulo Pitaluga diz que vai seguir à risca a orientação do governador Blairo Maggi, no sentido de priorizar os chamados novos artistas porque entende que os "que já estão na estrada há um bom tempo se vêem consolidados". "Vamos dar maior atenção aos novos artistas, novos cantores, escritores, fomentando as artes plásticas, a literatura, a música".

Postar um novo comentário

Comentários (28)

  • Kelson Panosso | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    È evidente q quando se tem mudança no gestor de uma pasta como a cultura, a polemica tende a ser grande. Ma s de forma alguma pode se jogar tudo dentro de um saco, chacoalhar e jogar para cima , para ver o que sobra.
    A q se ter coerencia e muita capacidade de separar o joio do trigo. Como alguns comentarios tendenciosos querem transformar toda a classe cultural em gananciosos usurpadores do erário publico. A coisa nao é bem por aí, Existem pessoas serias que desenvolvem trabalhos importantes em todos os segmentos :da cultura popular, nas artes cenicas,na literatura, na musica e outros. È evidente q existem oportunistas, e aí caberá ao gestor identificar e tomar a atitude q achar necessário. Agora tratar todos como bandidos, será no minimo um grande erro q com certeza terá conseguencias desastrosas. Para quem vive a cultura de MT , aqui produz e empreende,a gestao da SEC é tao importante com a de qualquer outra pasta.E há de se ter claro em mente q quem faz arte e cultura aqui são exatamente os artistas e os produtores culturais. Boa sorte secretario Paulo Pitaluga.

  • Aline Cunha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Milito na área da cultura há 16 anos e discordo da polêmica que estão querendo fazer em torno do sr.Paulo. Mesmo antes de assumir, ele abriu o diálogo com diversos segmentos da área, se reunindo com produtores, músicos, artistas plásticos e técnicos. Mostrou interesse e vontade em colaborar, aliás ouvindo muito mais do que falando. Só gostaria de fazer esse registro.

  • wilma | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tá certinho!
    Acabou de assumir, tem mesmo que reanalisar todos os projetos...afinal de contas nao foi ele o autor das aprovações, tem que ser revisto tim por tim, tem que colocar tudo a limpo mesmo.
    Quanto a mudar cargos...também tá certo...tem que haver trocas, mesmo porque todos tem direito a rodizio, se nao fica numa mesmice sem fim...tem muitas pessoas competente esperando apenas uma oportunidade de mostrar o seu talento.
    CERTISSIMO! ... priorizar novos artistas porque os que já estão na estrada já aprenderam a pescar o peixe, agora é a vez de outros.

    SUCESSO! PAULO PITALUGA

  • prof. jose antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Carlos Pinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NINGUEM VAI FALAR DO TANTO DE PROJETO DO PESCUMA & COMPANHIA E DO SEU COMPANHEIRO CONSELHEIRO-VIOLEIRO DO TC???

  • charles brow | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o ministério público cade voce improbibade administrativa nessejoão carlos e conselheiros. Deixar essa luiza ela auxiliava o secretario para isso acontecer. é brincadeira

  • Sidney | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson? Vc está criando polêmicas? Ou tudo isto é verdade mesmo????
    O tempo dirá e não adinta o Secretário espernear e soltar fogo.Há de ter muita calma e se cercar de pessoas competentes.


  • João Paulo da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhor Paulo Pitaluga, acho certo a mudança de cargos de confiança em qualquer troca de Gestor, mais nós que representamos o Forum de Cultura, temos em nossas mãos um DOSSIÊ protocolado no MPE, processo de nº 1270/07, aonde denuncia a Senhora Luiza Pereira, como testa de ferro de projetos culturais na administração de João Carlos Vicente Ferreira, agora me diga, onde esta a moralização que o senhor pretende fazer no Conselho Estadual de Cultura? Como LUIZA PEREIRA, pode ficar a frente como Secretaria Executiva do Conselho de Cultura? Isso é moralizar?... ou é dar continuidade ao desmando da administração do Ex. Secretario de Cultura Joaõ Carlos?...

  • Bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ane...vc está muito mal informada. Acorda menina.

  • Maria Mazzarello | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    So para informar o Senhor José Mario de Siqueira, como
    Secretario Executivo do Conselho de cultura, não cabia a ele a responsabilidade na aprovação ou não dos projetos apresentados ao Conselho Estadual de Cultura. Por quê? O conselho era formado por João Carlos, Waldir Teis, Pedro Nadaf, Everaldo Pinheiro, Edilene Lima, Luiz Gonçalves, Luiz Tilotti, Joeli Socorro, Wanderley Alves Ademir Binotto, com a participação efetiva dos suplentes Alceu Cazarim, Albani Silva, Jose Rodrigues Rocha Junior, Cleuta Paixão, Salete Bergamim, Joel Delatore, Ana Cristina Moreira, Lucimara, Emanuel Bezerra, Paulo Lima, todos felizes por aprovarem projetos de familiares amigos e colegas etambem com nome de laranjas, isso esta no processo que se encontram no Ministério Público Estadual. errata, só para lembrar a senhora LUIZA PEREIRA, é sim funcionaria efetiva da Secretaria de Estado de Educação e não da Secretaria de Cultura.
    Pois bem, o bom jornalismo pede também investigação.
    Um abraço

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

Tentativa de ser 1ª prefeita de Barão

margareth munil 400 curtinha   A candidata à prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves da Silva (foto), é tão conhecida nas ações conjuntas com o marido nas áreas da saúde e assistência social que está levando para as urnas a combinação do seu...

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...