Últimas

Quinta-Feira, 04 de Janeiro de 2007, 08h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Planejamento leva à conquista

    Em artigo em A Gazeta desta quinta (4), intitulado 'Planejamento leva à conquista', o presidente da Fecomércio-MT e novo secretário de Desenvolvimento do Turismo do Estado, Pedro Nadaf, escreve que "aquilo que desejamos é como um ponto de partida para a conquista".

Leia reprodução abaixo ou em www.gazetadigital.com.br

       Planejar a vida pode parecer uma experiência complicada, mas o dia de hoje está atrelado às ações de ontem. Para que as coisas não ocorram com eficiência, em sua vida, basta você simplesmente não fazer nada e se acomodar. Se pelo menos a maior parte das pessoas simulasse o que deseja para o Ano Novo e estabelecesse de forma prévia os caminhos necessários para a obtenção de êxito, já seria um bom começo. Felizmente 2007 está só começando, e se você ainda não planejou sua vida, no final do ano passado, que tal começar a partir de já? Ou quer ficar somente no discurso, com a celebre frase "ano novo, vida nova"?

     É muito comum ouvir, quando o ano acaba, que tudo será diferente, mas o que na realidade ocorre, para muitos, nem sempre é mudança na rotação do seu mundinho. Ou seja, tem aqueles que simplesmente ficam vendo o mundo girar, olhando para seus próprios umbigos, talvez não os 365 dias, mas uma parte importante destes. Por exemplo, tem os que esperam o Carnaval chegar para planejar o que fazer. Você já percebeu, que nesta primeira semana do ano, a televisão está no ar, com as vinhetas da folia momesca, e o samba de enredo das escolas de samba sendo divulgados. O que isto significa? Ora, planejamento.

     Se você não planejou, em 2006, o que fazer, ainda há tempo, pare, pense, reflita sobre quanta coisa já aconteceu nos primeiros dias de 2007; na sua cidade, no seu estado, no seu país, no mundo. O presidente tomou posse, o governador tomou posse, e muitos trabalhos do setor produtivo estão a todo vapor, e você o que já fez?

     Vejo como um entrave, nem todos saberem planejar, não me refiro apenas ao aprendizado em escolas de administração, mas da própria vida, que nos dá o tempo todo os motes. É interessante, portanto seguir alguns passos importantes do planejamento, através de etapas fundamentais que são: o diagnóstico, onde se está agora? Por quê?; o prognóstico, para onde se está indo?; a meta, onde se quer ir?; a estratégia, qual o melhor caminho para se chegar onde deseja?; a tática, que ações específicas tomar? Por quem? Quando? Onde?

    Aplicar estes passos evita a improvisação e pode melhorar o seu rendimento físico e financeiro em 2007. Ou seja, tanto na vida profissional, quanto pessoal é necessário o planejamento. Afinal, se uma pessoa não sabe nem onde está, dificilmente saberá onde quer chegar. Portanto, é preciso: missão, visão, direção, foco, estratégia e identificar potencialidades, habilidades, pontos fracos e pontos fortes. Planejar a vida pode significar conquistar o que ela tem de melhor. É como projetar no futuro, com as ações necessárias para conseguir o que se deseja.

     Aquilo que desejamos é como um ponto de partida para a conquista. Só partindo para a busca, atingiremos o que almejamos. Se ainda não pensou, pense nisso. Experimente começar o ano como alguém que deseja conquistar algo de esplêndido. Portanto, comece dando o melhor de si, de forma muito consciente e com muita objetividade, não contando apenas com o fator sorte.

    Pedro Nadaf é presidente do Sistema Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo - Fecomércio/Sesc e Senac de Mato Grosso, e secretário de Estado de Desenvolvimento do Turismo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ex-vereador abandona rei dos porcos

fernando morais 400 curtinha   Mesmo impedido de ser candidato, já que está inelegível por oito anos, o ex-vereador pela Capital Abílio Júnior segue se articulando politicamente, deixou o PSC e se filiou ao Podemos. Acabou dando de ombros para o empresário Fernando Morais (foto), o "rei dos porcos",...

Temor e negociação com 3 partidos

wilson kero-kero 400 curtinha   Depois de ajudar na articulação para se filiar ao Podemos o colega vereador Dilemário Alencar, que estava "fritado" e sem espaço no Pros e procurou abrigo em outra legenda, Wilson Kero-Kero (foto) está agora com receio de migrar para o partido da senadora cassada Selma Arruda e do...

Agora no DEM e foco à saúde pública

gilberto figueiredo 400 curtinha   Gilberto Figueiredo (foto), vereador licenciado da Capital e secretário de Estado de Saúde, aproveitou a janela - data limite de filiação até sábado (4) para quem quiser ser candidato em outubro -, e ingressou no DEM. Agora, o partido do governador Mauro, até...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.