Últimas

Terça-Feira, 28 de Abril de 2009, 19h:17 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

SAÚDE

Plantas medicinais de MT fascinam pesquisador americano

   O médico especialista em tratamentos naturais, pesquisador de curas por meio de plantas medicinais e escritor de vários livros, Al Sears, que reside em Royal Palm Beach, no estado da Flórida (EUA), está visitando Mato Grosso e se mostra empolgado com as descobertas. Ele esteve em Vila Bela da Santíssima Trindade (a 547 km da Capital), primeira capital mato-grossense, e também no Pantanal (a 100 km de Cuiabá). “Pelo menos 40% dos nomes das plantas que vi e ouvi falar nessa viagem, eu desconhecia. Vocês tem um tesouro escondido". Ele ressalta ainda que a cura para doenças como AIDS e câncer podem estar nas plantas brasileiras. Sears ficou fascinado com a espontaneidade com que os brasileiros tratam da impotência sexual. “Lá nos EUA, essas plantas (afrodisíacas Cangingin e Esquenta Xereca) não são conhecidas. Achei muito interessante a maneira como usam em Vila Bela”, afirma o especialista em visita ao RDNews, antes de retornar ao exterior.

  Ele revela ainda que algumas das "técnicas" utilizadas, o povo brasileiro não revela. Na tribo Nhambiquaras, em Vila Bela da Santíssima Trindade, por exemplo, os índios ingerem uma planta que impede que a mulher engravide pelo resto da vida. “Isso é extremamente interessante, mas eles não contam. Já outra erva que as mulheres ingerem provoca efeito parecido, mas dura apenas um mês. Tudo é mantido em segredo”, conta.

Um dos livros publicados pelo especialista, Al Sears    Segundo ele, nos EUA as tradições indígenas se perderam com o tempo, algo que ainda é preservado pelos brasileiros, seja por meio de curandeiros ou pelos próprios índios. “Lá (EUA) era assim há 100 anos, mas os governos foram suprimindo tudo. Acredito que essa seja a última geração que ainda preserva essa cultura. Essa é a nossa chance de preservar”, avalia.

  Pesquisador de plantas medicinais há 15 anos, Sears, conta que enfrentou resistência no início de sua carreira. Segundo ele, os americanos estão acostumados somente com remédios químicos. “Quase fiquei sem meu registro de médico porque receitava plantas. Hoje esses mesmos profissionais são os primeiros a comprar meus livros”. O médico atua em 130 países e é referência mundial em tratamento anti-envelhecimento e câncer.

   Ele revela que escreverá um livro específico sobre a medicina à base de ervas brasileiras e, por isso, planeja uma viagem pela Amazônia. “Muitas coisas ainda não foram descobertas e, por isso, precisam de mais pesquisa”. O especialista pondera que seu intuito é preservar a cultura e não explorar. “Só compro ervas quando tenho certeza que ocorrerá o desenvolvimento sustentável. Sei que muitos brasileiros têm medo de serem roubados. Essa não é a minha intenção, muito pelo contrário, quero investir intelectual e economicamente, para que as ervas continuem existindo” - saiba mais sobre as pesquisas aqui. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Nilcemeire dos Santos Vilela | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu gostei da entrevista. Demonstra que há uma preocupação no mundo em buscar a cura de doenças através das ervas.


    Muito boa.

  • Jota Mauricio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Povo de Vila Bela registre a patente!!!

  • carlos falcão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Gustavo Kunert | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • bird | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Paulo César | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Norte Americano está atrazado demais. Basta ir na UFMT e verá que o Professor Nagib Saddi (in memoriam) pesquizador incansável sobre nossas plantas tem livros publicados sobre as espécies que ele diz nunca saber. Com certeza nunca leu. Quem quizer saber, entra no Google. Come back home Yank.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...