Últimas

Sexta-Feira, 10 de Julho de 2009, 16h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

Caso Lutero

Poção se exime de culpa e diz que só assinava cheque

  O ex-vereador e ex-primeiro-secretário da gestão Lutero Ponce (PMDB), Luiz Mário do Espírito Santo, o Luiz Poção (PP), se exime de qualquer culpa pelo rombo supostamente provocado pelo peemedebista e diz que "apenas assinava os cheques". “Eu era a última etapa. Não tinha como checar se as coisas estavam sendo feitas da maneira correta. Apenas assinava os cheques”, conta. Ainda segundo ele, o ordenador das despesas era o Lutero. "Ele (Lutero) dizia até mesmo nas sessões que era ele quem comandava o duodécimo", reforça.

   Questionado se percebeu algum tipo de irregularidade, o progressista prefere ficar em "cima do muro" e frisa que é leigo no assunto. “Não sei identificar se uma nota é falsa ou não. Nunca me levaram apenas o cheque. Como haviam notas, considerava que tudo era normal”, ressalta. Na avaliação de Poção o escândalo envolvendo o ex-gestor desgasta ainda mais a imagem do Legislativo “Isso afeta a instituição. Repercute como um eco na sociedade”, reflete. O ex-vereador, que é do mesmo partido do presidente Deucimar Silva, elogiou a postura do presidente da Mesa Diretora. “É importante saber como realmente está a Casa. É uma atitude que tem se tornado praxe e faz bem”, avalia. Poção argumenta que nunca desconfiou de Lutero, porque ao assumir a Câmara, havia acabado de estourar o escândalo da ex-presidente Chica Nunes (PSDB), acusada de deixar um rombo de R$ 6,5 milhões ao erário. "Nunca desconfiei dele porque achava que, como tinhamos acabado de sair de um verdadeiro escândalo, não iria acontecer novamente".

   Apesar do discurso, Poção diz que, caso as denúncias contra Lutero sejam comprovadas, ele tem que ser cassado. “Neste caso, não haverá outra alternativa,além da cassação”, afirma Poção em entrevista ao RDNews. O ex-parlamentar pondera que Lutero deve ter direito ao contraditório e à ampla defesa. “A Delegacia Fazendária é uma entidade séria e ele (Lutero) deve ter o direito de se defender e provar que não é o autor deste rombo”, defendeu o progressista. O ex-primeiro-secretário conta que até o momento não foi chamado para prestar esclarecimentos à Justiça. “Estou à disposição para falar, caso seja necessário”, garante. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • JJ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • SERGIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SERÁ QUE ELE ERA PAGO PRA ASSINAR CHEQUES??

    SE NAUM , PRA QUE ESSE TIPO DE CARGO??

    EH SÓ USAR UM CARIMBO!!

    ESSA É BOA!!!

    KEM VAI ASSINAR OS CHEQUES DDA COPA??

  • GONÇALINA BEIRA RIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OLHA AQUI XÔ MANO,ESSA DINHERAMA TODA QUE O LUTERO SURROPIOU,NINGUEM VAI ACHAR POIS ELE ESTÁ ESCONDIDO NO POÇÃOKKKKKKKKKKKKKK

  • Edcidadão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    (...)Não tinha como checar se as coisas estavam sendo feitas da maneira correta. Apenas assinava os cheques(...), (...) Não sei identificar se uma nota é falsa ou não(...).

    É MUITO ESTRANHO AS DECLARAÇÕES DESSE EX-VEREADOR. POIS, ANTES DE SER VEREADOR ELE ATUAVA COMO EMPREITEIRO PRESTANDO SERVIÇOS PARA A PREFEITURA, PASSANDO NOTAS DE SERVIÇOS.
    SERÁ QUE ELE NÃO CONSEGUE IDENTIFICAR SE A DOCUMENTAÇÃO ERA VERDADEIRA, COM A EXPERIÊNCIA QUE ELE TEM?

  • TEREZINHA DO POÇÃO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGUEM O POÇÃO, POIS ELE TEM CULPA NO CARTÓRIO SIM. APÓS PASSAR PELA PRIMEIRA SECRETARIA ELE ADQUIRIU DIVERSOS BENS, ENTRE ELES UM JIPE TROLLER???VOCES SABEM QUANTO CUSTA????NÃO???NEM EU!!!MAS SEI QUE ELE VENDIA O ALMOÇO PARA COMPRAR A JANTA, NEM PENSÃO CONSEGUIA PAGAR AOS FILHOS DO PRIMEIRO CASAMENTO. MAS, DE REPENTE!!! OH!! TUDO MUDOU. INVESTIGAÇÃO NELE!!!

  • noslig | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que eu acho estranho como esse sr poderia explicar como ele adquiriu os bens dele, se que estao no seu nome, pois, que eu me lembre ele não possuia bens algum, a nao ser uma saveiro velha.

  • galdino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse poção é brincadeira mesmo não é atoa q ele não reelegeu... o cara tem q ser muito ruim mesmo pra não conseguir reeleger...

    como q ele assinava sem saber oq é..... conta outra

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Outro dia manifestei-me dizendo que o Inquérito Policial instaurado pela Delegacia Fazendária, independente da competência dos Delegado responsáveis, deveria demorar o tempo necessário para que se esclarecesse com eficiência e elementos suficientemente probantes as acusações que pesam contra o vereador Lutero Ponce. No entanto, pelas notícias, esse Inquérito concluido nesta data, segundo a imprensa, fatalmente retornará à Delegacia com algumas diligências que com certeza serão requeridas pelo Ministério Público. Oras, para começar, o pedido de quebra de sigilo fiscal e bancário do acusado já deveria ter sido solicitado à Justiça desde a instauração do informativo; sem essas informações, importantíssimas no contexto atual, dificilmente o Ministério Público oferecerá denúncia. Segundo, se o homem responsável pelas assinaturas dos cheques da Câmara na gestão Lutero (embora de nada soubesse a respeito de eventuais deslizes, digamos assim) sequer foi ouvido, sendo ele essencial nas informações e no conjunto probatório, como poderá agir o Ministério Público, se não requerer novas diligências ? Terceiro, tudo leva a crer que faltam pessoas a serem ouvidas, ou mesmo indiciadas e, da mesma forma o MP requererá essa providência. Portanto, pelas informações da própria imprensa, acredito que o referido Inquérito ainda irá demorar muito para a sua efetiva conclusão. Esperem pra ver.

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior decidiu contratar 400 fiscais para atuar nessa eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho, inclusive o...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...