Últimas

Terça-Feira, 18 de Novembro de 2008, 10h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

SEGURANÇA PÚBLICA

Polícia Civil nega represália a delegado regional

   Em nota, a direção da Polícia Judiciária Civil assegura que o delegado Ronan Gomes Villar foi transferido da Regional de São Félix do Araguaia para Porto Alegre do Norte por razões geográficas e administrativas e jamais por represália. Mudança ocorreu após o delegado ter feito críticas à falta de estrutura e de equipe para atuar na região - saiba mais aqui.

   O comunicado enfatiza que Ronan continua sendo o regional da Polícia Civil na região. A transferência foi autorizada pelo Decreto 1.612, de 3 de setembro deste ano. Explica que a mudança de sede era uma reivindicação do próprio delegado regional.

   A Regional continua sendo responsável pelas mesmas delegacias instaladas em 11 municípios de sua jurisdição, sendo eles Porto Alegre do Norte, São Félix do Araguaia, Vila Rica, Luciara, Alto da Boa Vista, Confresa, Canabrava do Norte, São José do Xingu, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha, Distrital de Nova Suiá e Novo Santo Antonio, além do Distrital de Nova Suiá. Toda essa regional está sob Ronan Villar. A nota enfatiza ainda que a partir desta semana, a Regional receberá mais 3 delegados e 38 investigadores de polícia.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Reginaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Valeu! O Dr. Ronan, conseguiu sensibilizar a cúpula da PC (delegados) e o corporativismo continua. Ninguém presta atenção nos investigadores e escrivães de polícia, até parece que eles (delegados), trabalham sozinhos. Acontecem coisas piores com investigadores e escrivães além de perseguições, isso é de pequena importância para as pessoas e as autoridades constituidas, tanto que é um absurdo a diferença salarial de um delegado e os investigadores e escrivães de polícia. Um baita de um teatro.

  • amanda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com esse salário e ainda uma Verba Indenizatória, os delegados podem ser transferidos para qualquer lugar do universo.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Talvez o Delegado Ronan Gomnes Villar não seja um homem muito simpático, inclusive para os seus pares. E não é mesmo. Mas não se pode dizer que ele não seja um homem de fibra, trabalhador, responsável e realmente preocupado com os destinos da Polícia Judiciária Civil e com as atribuições legais que lhes são conferidas. Acostumado a enfrentar a onça de frente e sem medo, certamente o doutor Ronan encontra-se revoltado, como muitos outros Delegados de Polícia que atuam no interior do Estado, com as totais faltas de condições administrativas, estruturais, humanas, bélica, de infra-estrutura, enfim, das Delegacias de Polícia do interior, onde o policial civil trabalha muito mais com amôr à camisa do que propriamente com recursos. Estes, quase ou totalmente ausentes. A sua reclamação, que muitos entenderam como crítica, foi justa, sincera e partida de um homem que vive os problemas da Polícia. Um homem que trabalha em benefício da segurança da sociedade. Enquanto isso, aqui em Cuiabá, alguns Delegados almofadinhas, muito mais Bacharéis em Direito que propriamente policial - ainda mais Delegado de Polícia - refestelam-se em suas poltronas confortáveis e, abusando do ar condicionado, transformam-se em verdadeiros funcionários públicos, cumpridores integrais de 40 horas semanais. Parabéns aos Delegados de estirpe como Antonio Carlos Garcia de Mattos, Márcio Pieroni, Roberto Amorim, Márcio Alegria, Cláudia Lizita e tantos outros da velha e nova geração (sim, existem alguns da nova geração) que fazem Polícia com amôr, dedicação e espírito altamente profissional. Graças a eles, felizmente, que a Polícia Judiciária Civil ainda não acabou.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...