Últimas

Segunda-Feira, 07 de Setembro de 2009, 09h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

TURISMO

Política do Pânico Social - 30º FIP cancelado

  Tenho relutado para escrever sobre os acontecimentos recentes em nossa cidade. Fico pensando se vale a pena expressar opinião sobre um assunto que já existe decisão. Realizar ou não o 30º Festival Internacional de Pesca Esportiva de Cáceres – FIP 2009, a meu ver já está decidido há um bom tempo. Senão vejamos.

   Em meados de abril ou maio, na SEMATUR - Secretaria do Meio Ambiente e Turismo do município -, uma discussão pautava as reuniões: deveria reduzir ou não o número de dias do festival. A justificativa para tal atitude era de que reduzindo o número de dias iria diminuir o custo do evento além de contribuir na preservação do ambiente. Mas nada disso era verdade. Procurava-se, isso sim, maneira de justificar deficiência na gestão para captar recursos quer no Ministério do Turismo, quer na iniciativa privada. Deu início a política do pânico social também na área do turismo. Comecei a entender, então, o porquê se busca primeiro fragilizar uma sociedade. Entendo que realmente quando se ganha um jogo fora das regras, fica difícil ter compromisso com quem quer que seja.

     A política do pânico social pode se alastrar em diversos segmentos sociais. Não menos perigoso a ação irresponsável de dirigente que detém a responsabilidade de gerir empresas, instituições, autarquias, fundações, etc. Podem trazer sérios prejuízos socioeconômicos. A decisão coletiva em audiências públicas duvidosas referenda atos autoritários e intempestivos, prejudicando ainda mais a qualidade de vida das pessoas.

     Quando a atual gestão municipal decidiu privatizar o sistema de tratamento de água do município, mais uma vez a política do pânico se instalou. Publicou-se um decreto de emergência sem pé e sem cabeça. Os critérios não foram observados e algumas “autoridades” embarcaram na ideia, tudo pelo cooperativismo. Até o termo privatizar foi mudado para gestão compartilhada. O pânico social já estava instalado. Muitas pessoas procuraram informação, várias com orçamento precário sacrificaram ainda mais o orçamento familiar, passaram a comprar água mineral para suprir necessidade fabricada ou duvidosa. Ouviu-se nos quatro cantos da cidade que “a água está imprópria. Cuidado! Você pode morrer". E, assim, sucessivamente. Foi-se construindo um cenário propício para privatizar uma empresa que dava lucro para os cofres do município além de ser nossa.

      Agora para completar e ratificar a política do pânico social, o gestor municipal atual resolve cancelar o maior Festival Internacional de Pesca Esportiva do mundo, o FIP, o orgulho de todos nós cacerenses e mato-grossenses.

      Sob pretexto da gripe suína, cancela-se oportunidade de emprego, sacrifica a rede hoteleira, barcos-hotéis, restaurantes, bares e similares. Reduz a movimentação financeira em todos os setores econômicos. Pescadores do município não mais poderão prestar serviços de piloteiros aos turistas que participam da competição, deixando de ganhar uma diária alta, sem falar da venda de artigos de pesca, iscas etc., que não mais acontecerá.  Descarta o esforço de vários anos de várias pessoas na condução de inserir o município como indutor de turismo. É mais um engodo empurrado goela abaixo para encobrir a falta de planejamento, incompetência administrativa, truculência, vaidade, etc. Equipe empossada por imposição jurídica e não pela vontade popular. Ingredientes indispensáveis no exercício da nova política que se instala: Política do Pânico Social.

     Para finalizar, gostaria de expressar o amor que sinto por essa cidade. Mesmo ouvindo de pessoas esclarecidas que ter ou não o FIP é um problema de saúde e literalmente lavam suas mãos não com álcool como alguns; mesmo sendo desrespeitada no pleito de outubro, sigo acreditando em nossa gente e na nossa terra. Um dito atribuído ao filósofo romano Sêneca afirma: “Não há vento a favor a quem não sabe a que porto quer chegar”. Talvez sirva aos nossos dirigentes no momento de reflexão.

      Patrícia Siqueira é ex-secretária de Meio Ambiente e Turismo de Cáceres, bacharel em Turismo, especialista em Planejamento, Gestão e Marketing/MBA em Gestão e Direito Ambiental

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.