Últimas

Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2007, 07h:36 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Política e senso de urgência

     O advogado Lauro da Mata comenta sobre a estratégia política do governador Blairo Maggi de deixar o PPS e se filiar no novo Partido da República. Confira o artigo abaixo.

    Observando a movimentação política do governador e todo o seu grupo é possível perceber claramente que o que o move é o desejo de ver as coisas acontecerem. Por isso decidiu se filiar ao recém criado PR para liderar o processo de sua estruturação no estado e certamente em todo o país.

    Certamente é sabedor o líder que acabou de ser empossado para um segundo mandato que fazer acontecer é uma questão de querer e somar desejos, vontades e aliados.

    O especialista em liderança Warren Bennis diz que o papel do líder é fazer com que um grande grupo de pessoas persiga um mesmo sonho.

    Com efeito. Como uma grande parcela de adultos com mais de 30, 40 anos de idade o governador houve há mais de duas décadas a lorota da duplicação e conclusão de BRs e vê, também, ano após ano,o caos em que se transforma o valoroso patrimônio do povo, ou seja, estradas esburacadas fazendo sair pelo ralo as possibilidades de ganho dos envolvidos na produção e na comercialização de toda a matéria prima oriunda do estado, provocando, no resultado final, encarecimento e conseqüente empobrecimento dos trabalhadores que, em última palavra, são os mais prejudicados.

   Tomou uma decisão baseada em seu pragmatismo de todos conhecido e a mesma tem mais é que ser louvada como decisão política acertada da qual, como fruto, espera-se a solução não apenas de problemas relacionados às estradas federais que tanto castigam matam, mas também de uma necessária e fundamental ajuda em setores de importância social grande, como saúde, educação, reforma agrária (desincravar o INCRA, por exemplo) e tantos outros que para resolver os entraves o estado jamais terá caixa para fazer face aos mesmos.

   No Brasil todos deveriam ter um senso de urgência aguçado. Não dá para esperar mais nada. Estamos ficando para trás. O maior absurdo ouvido recentemente é o de que não se deve buscar solução para o problema da violência sob forte emoção... Estas pessoas daqui a pouco dirão que não é bom também que se entusiasme com as coisas... que não se deve sonhar com a solução, devendo todos esconderem-se no mais longínquo dos seus recônditos e talvez buscar a clausura de mosteiros para uma meditação infinita...e esperar uma solução de forças superiores. Ora, as mazelas são humanas e as soluções também terão que ser dos homens (homens e mulheres, claro). Não vai aqui nenhuma arrogância relacionada a dispensar a ajuda divina.

   É possível imaginar que são desprovidos do senso de urgência os poucos auto-suficientes, os muito ricos, os que não precisam de estradas, de saúde e educação públicas, altos dignatários do próprio serviço público, as camadas nobres e alojadas nas cúpulas da administração, nos tribunais, os que, por uma ou outra razão, receberam ou encontram-se em situação de muito boa acolhida neste mundo velho de meu Deus, insensíveis ao depaupério da imensa maioria da população, egoístas ao extremo ao ponto de não perceberem que até mesmo para eles o mundo poderia ser melhor ainda, cegos ao holocausto social que poderá ter que ser pago, mais dia menos dia.

   Para falar de política é preciso ter entusiasmo e senso de urgência não funciona se não tiver entusiasmo. Um precisa do outro. Ter entusiasmo é ter emoção e tomara que o governador e os outros líderes consigam contagiar muitos não só em Mato Grosso para o seu projeto de fazer um partido a se transformar em caudatário de um projeto de um grande país, que tenha acima de tudo senso de urgência para a solução dos seus problemas.

   É de se esperar que ninguém duvide do entusiasmo de Henry Ford: "Você pode fazer qualquer coisa se você tiver entusiasmo. Pessoas cheias de entusiasmo são pessoas lutadoras, incansáveis, que renovam suas energias para executar idéias e projetos. Entusiasmo é a base para o progresso. Com ele, existem realizações. Sem ele, existem somente desculpas".

Lauro da Mata é advogado em Mato Grosso

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.