Últimas

Domingo, 10 de Janeiro de 2010, 20h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Rumo a 2010

Políticos pegam carona na Corrida de Reis

Wilson Santos   Nem só de visitas às bases e solenidades no interior vivem os pretensos candidatos a cargos eletivos nas eleições gerais deste ano. Na tentativa de fixar a imagem e estreitar os laços com os eleitores, os pré-candidatos apelam para as práticas esportivas, mesmo sem qualquer condicionamento físico. Neste domingo (10), pelo menos quatro lideranças políticas se arriscaram a percorrer os 10 quilômetros da tradicional Corrida de Reis. Um deles foi o empresário Tião da Zaeli (PR), prefeito em exercício de Várzea Grande. A empolgação e a torcida não foram suficientes para “empurrar” o republicano até a Praça das Bandeiras. Ele correu, correu, mas acabou “morrendo” na avenida Beira Rio, nas proximidades da Unic.

   Pré-candidato à sucessão do governador Blairo Maggi (PR), o vice Silval Barbosa emitiu, pela primeira vez em quase quatro anos, o sinal da largada. Com uma corneta vermelha nas mãos e um tanto inseguro, Silval deu demonstrações de que, apesar da personalidade comedida, tem capacidade para comandar não apenas a largada da maior prova de rua do Centro-Oeste, como gerenciar o orçamento anual de R$ 8,8 bilhões do Estado.

Tião da Zaeli   Enquanto Zaeli e Silval optam por prestigiar a corrida longe dos holofotes, o prefeito Wilson Santos (PSDB) não perde uma oportunidade sequer de tentar emplacar a imagem de político jovem, moderno, com gosto pelos esportes. Apesar da personalidade refinada e da ausência de músculos avantajados, Wilson se esforça para seguir os passos dos gurus Vladimir Putin, premiê da Rússia, frequentemente fotografado em estações de esqui, e do ex-presidente e hoje senador Fernando Collor de Melo (PTB-AL), que sempre usou o apreço especial por lanchas e Jet Skis para contapor a imagem das “velhas raposas políticas”, com supostos hábitos arcaicos e que prometia combater.

Silval Barbosa (PMDB)   Com a experiência de ex-vereador, ex-deputados estadual e federal e no começo do sexto ano de mandato, Wilson sabe que a caminhada rumo ao Paiaguás é longa e árdua. Precocupado com um extenuante ano eleitoral, ele também resolveu convidar a bancada do PSDB para a Corrida de Reis. A medida ainda não “pegou”. Dos quatro parlamentares tucanos, apenas Roosevelt Coelho levou a proposta a sério. A Casa também foi representada pelo vereador da bancada do PRTB, Néviton Fagundes. E, assim, seguem os líderes políticos, prontos para as próximas solenidades, mesmo que tenham que se esforçar e suar a camisa, como na corrida deste domingo.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Leandro Soares | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 13h53
    0
    0

    Bem se pelo menos servir para prática do esporte tudo certo. Mas como nosso excelentissimo prefeito gosta de fazer qualquer praça seu pupito, para exaultar suas benfeitorias...ainda bem que ele não precisou de atendimento médico.

  • chacal | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 13h26
    0
    0

    o prefeito wilson santos ha mais de quinze anos participa da corrida de reis, como ser humano e homem publico nao tem nada de mais. o duro e ver silval de shortinho tentando uma arrancada.

  • Paulo Mattos | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 10h50
    0
    0

    Os políticos estão, neste momento, unidos apenas por um único interesse: cativar o eleitorado. Para tanto, comparecem em feiras livres (lugares, aliás, que nunca frequentaram na vida), associam-se às torcidas organizadas (na verdade Mato Grosso possui somente uma torcida organizada: a do Boca Suja), executam cenas de malabarismo, abraçam crianças, jovens e adultos, sentem de perto o cheiro tradicional do povo (depois se desinfetam com banho de áalcool), saem correndo pelas ruas, aparentando uma vitalidade e felicidade ináuditas. De concreto mesmo (um Plano categórico de recuperação imediata da saúde pública estadual e municipal, ambas em frangalhos; melhoria imediata da segurança pública, que já apresenta um declínio acentuado na proteção ao cidadão; aumento de postos de trabalho, implementação do turismo em Mato Grosso, inserção do jovem na sociedade e no mercado de trabalho, livrando-os das ruas e dos vícios decorrentes do ócio, etc, etc) nada apresentaram até o momento à população. A dengue se alastra, os Hospitais e Pronto Socorro não tem as mínimas condições de atendimento e resolução dos problemas de saúde da população carente (a maioria), o lixo encontra-e acumulado nas vias públicas, sujando a cidade e contribuindo para a proliferação de doenças, enfim, Estado e município encontram-se com administrações catastróficas, muito embora assim não pense uma grande parte da imprensa, paga regiamente para fazer propaganda dos Poderes. Enquanto isso, os políticos banqueteiam-se com aparições públicas recheadas de pseudo-simpatia e preocupação com os destinos de nossa gente. Numa hipocrisia risível.

  • DUTRA PINHO | Segunda-Feira, 11 de Janeiro de 2010, 01h17
    0
    0

    O SILVAL É UM ESTRANHO NESTA CORRIDA, NUNCA PARTICIPOU...XÔ SILVAL. SILVAL IRÁ PARTICIPAR EM 2020, DA CORRIDA DE 5 ANOS DA CAPITAL DO NORTÃO,ALTA FLORESTA, OCORRIDO COM A DIVISÃO DO ESTADO EM 2015.

  • Alexandre | Domingo, 10 de Janeiro de 2010, 21h18
    0
    0

    O prefeito Wilson corre já faz alguns anos. É claro que em época de eleição todos querem estar em evidência, Silval Barbosa que os diga. Mas enquanto estam tentando dar exemplo de coisas saudáveis como esportes e disposição tá bom... o problema é quando começam os escândalos. Não vejo nada demais... parabéns a todos os políticos e/ou candidatos que prestigiaram essa maravilhosa festa que é a Corrida de Reis.

Francis dispara contra Túlio, Adriano...

tulio fontes 400 curtinha   O prefeito de Cáceres, Francis Maris, que chegou dos EUA na última quinta, aproveitou dois eventos para, publicamente, disparar sua metralhadora verbal contra algumas pessoas. Na sexta, inaugurou uma unidade do Centro de Testagem e Aconselhamento e fez abertura do Natal de Luzes, no centro. Nas duas...

Audiência na AL em prol dos autistas

diana serpe 400 curtinha   Convidada pela Assembleia, a advogada com forte atuação em São Paulo, Diana Serpe (foto), autora do e-book Autismo Educação e especialista na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, vai participar de uma audiência pública e proferir palestra na segunda (9),...

Folha em dia e previsão do 13º dia 20

mauro mendes 400 curtinha   É possível que no dia 20 o governo estadual consiga pagar integralmente o décimo-terceiro dos cerca de 100 mil servidores. Ao anunciar que a folha de novembro será paga na próxima terça (10), em única parcela, pela primeira vez no ano, o governador Mauro destacou que...

Cidinho é o que mais agrega ao Senado

cidinho 400 curtinha   Depois de Blairo Maggi, o nome do empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto) seria hoje o que mais agregaria a classe política e o agronegócio em torno de uma candidatura ao Senado numa eventual eleição suplementar. Conta com simpatia do senador Jayme Campos e do governador Mauro Mendes,...

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.