Últimas

Domingo, 30 de Março de 2008, 15h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VÁRZEA GRANDE

Por 20 a 8, PT rompe com o prefeito Murilo

Republicano perde apoio dos petistas à reeleição; agora, Zito e Luiz Lopes são obrigados a entregar os cargos de 1º e 2º escalões

  O diretório do PT de Várzea Grande decidiu neste domingo, por maioria absoluta (20 a 8), romper com a administração Murilo Domingos (PR). Agora, os petistas têm menos de uma semana para entregar os cargos, entre eles o de Meio Ambiente, sob comando do secretário Zito Aguiar. Disposto a concorrer a um novo mandato, Murilo perde um aliado importante a 3 meses das convenções e a 6 das eleições municipais.

  O bloco govenista começou a derrocada desde a eleição interna, quando o opositor Lázaro Donizete conquistou a presidência municipal. Também faz parte do grupo o advogado Vilson Neri. Por várias tentativas, a direção local tentou colocar na pauta a proposta de continuar ou não na gestão Murilo, que teve apoio do PT no pleito de 2004. O bloco que tem como integrantes Zelandes Santiago, o vereador Serginho Carismático, o secretário Zito Aguiar e outros militantes ligados ao deputado federal Carlos Abicalil vinham resistindo a idéia de ruptura.

   A reunião deste domingo foi decisiva. A Executiva Municipal colocou em votação a proposta. Com 12 votos a mais, ou seja, por 20 a 8, a maioria decidiu sair da administração Murilo. Além de José Aguiar Portela, o Zito), (Zito Aguiar, do Meio Ambiente, também devem entregar os cargos petistas que estão no segundo escalão, como o subprefeito Luiz Lopes, coordenador da Administração Regional do Cristo Rei, e filiados em pastas como Educação e Procuradoria-Geral do Município. Lopes, por exemplo, já previa seu afastamento da gestão porque será um dos candidatos do PT a vereador.

   Lázaro Donizete vai conduzir o PT agora para projeto próprio. A última eleição em que lançou candidato a prefeito de Várzea Grande foi em 2000, com Waldir Bertúlio. Com apenas 5,6% dos votos válidos (5.700 votos) amargou a terceira e última colocação. Em 2004, o PT preferiu apoiar Murilo.

(Às 19h05) - Prazo para deixar gestão é só de 5 dias

Lázaro Donizete costura em VG a mesma aliança em torno do governo do presidente Lula   O presidente do PT de Várzea Grande, Lázaro Donizete da Silva, enfatiza que os petistas que ocupam cargos na gestão Murilo têm agora 5 dias para entregá-los, ou seja, até a próxima sexta (4 de abril). Segundo ele, o partido vai buscar outro rumo, ou de candidatura própria ou composição com partidos que, nacionalmente, fazem parte do arco de aliança do governo Lula. Observa que o PT já esteve reunido com o PC do B. Acha possível estar junto em VG com PDT, PSB, PRB, PMDB e com o PP, que tem o deputado Maksuês Leite como um dos candidatos de oposição ao prefeito Murilo.

  Lázaro explica que a ruptura não vei por acaso e nega oportunismo. Segundo ele, os colegas de partidos na condução da pasta do Meio Ambiente e Agricultura e também da administração do Cristo Rei não contam com autonomia para desenvolver suas gestões. "Faltam condições de trabalho. Não queríamos mais cargos. A questão não é essa". O dirigente petista observa, por exemplo, que foi comprado um veículo para cada secretaria e até a de Planejamento, concentrada mais nas questões burocráticas, foi contemplada. Enquanto isso, diz, a de Meio Ambiente foi excluída. Para se deslocar à zona rural, o secretário Zito Portela acabou tendo de recorrer a um colega do PT em cargo federal, que conseguiu ceder um veículo para o município em regime de comodato. Lamenta também que uma moto-serra ficou 20 dias para ser consertado porque, antes de tomar providências, o secretário dependia de autorização.

   Segundo a presidência do PT várzea-grandense, o filiado Luiz Lopes estava encontrando dificuldades para administrar a subprefeitura do Cristo Rei, também por falta de apoio. Conta que antes o município mantinha uma padaria em funcionamento para distribuir pães às entidades e que hoje não funciona mais simplesmente porque não se contratou um padeiro. Uma bomba para ajudar no abastecimento de água queimou e foram necessários 15 dias para se tomar providências porque seria necessário que o secretário Pedro Elias, sobrinho do prefeito Murilo, desse aval. "Assim não tem jeito. Alguns secretários não têm autonomia e as coisas ficam emperradas", reclama Lázaro Donizete.

(Às 19h45) - Vereador é orientado a anunciar ruptura

   O único vereador do PT por Várzea Grande, Serginho Carismático, que até já foi líder do prefeito na Câmara Municipal, se vê agora numa "saia justa". Ele é obrigado a romper com a administração, a partir da decisão da Executiva do partido. De quebra, ainda recebeu uma missão, já para a próxima sessão ordinária, na quarta (2). Da tribuna, Serginho terá de fazer um pronunciamento aos colegas sobre a oficialização do rompimento. Se resistir, o parlamentar poderá enfrentar problemas internas, inclusive ser acionado na comissão de ética. Como tem planos de disputar a reeleição, Serginho terá de cumprir a determinação judicial, sob pena até de ter o projeto político inviabilizado. Sérgio Rabello da Rocha foi o único petista a conquistar cadeira de vereador na Câmara de Várzea em 2004. Ele teve 1.300 votos. Dos 13 parlamentares eleitos ou reeleitos (antes eram 17), Serginho foi o menos votado, enquanto Gonçalo Ferreira de Almeida, o Pente Fino (ex-PFL e hoje DEM) foi o campeão, com 3.776 votos.

(Às 20h) - Cido também é forçado a sair do governo

  Outro governista de carteirinha que se vê obrigado a sair da administração Murilo Domingos é o petista Aparecido Leite de Albuquerque, o Cido, atual subsecretário de Viação, Obras e Urbanismo. Ele integra a gestão desde janeiro de 2005. Antes, Cido atuou como assessor parlamentar do ex-deputado estadual e ex-federal Gilney Viana. Ele se posicionou contra a ruptura do PT com a atual administração. Como foi voto vencido, agora deve limpar as gavetas, assim como o secretário Zito Portela (Meio Ambiente e Agricultura) e Luiz Lopes (administração regional do Cristo Rei).

(Às 12h23) - Zito diz que não foi obrigado a deixar cargo

   O secretário de Meio Ambiente, Zito Portela, alega que entregou o pedido de exoneração no último dia 18 e garante que não foi obrigado a entregar o cargo. Segundo sua assessoria, Zito já antecipou sua saída para entrar na disputa por uma cadeira na Câmara.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • João | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Lázaro Donizete´cometeu uma tremenda cagada! rompendo com o Prefeito agora só sobrou o desprezado Nico Baracat. Fora Donizete Codi Nome Idiota!!!!!!

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...