Últimas

Segunda-Feira, 31 de Dezembro de 2007, 07h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Por reeleição, Santos oferece 2 cargos ao PMDB

   Em busca do apoio do PMDB a sua reeleição, o prefeito de Cuiabá Wilson Santos resolveu pedir benção ao seu velho aliado, o deputado federal Carlos Bezerra, presidente da legenda peemedebista no Estado. Em reunião na semana passada, o tucano ofereceu ao cacique o comando da Companhia de Saneamento (Sanecap) e também a condução da secretaria de Infra-Estrutura.

   Bezerra sinalizou com a possibilidade, sim, de uma aliança PSDB-PMDB para o pleito de 2008, mas levantou uma condição que deixou o prefeito um tanto preocupado. Disse que o Palácio do Planalto vem monitorando todos os passos das negociações políticas na Capital. Como o PMDB oficialmente integra a base do governo Lula, exige-se que o partido esteja coligação com o PT ou com alguma legenda que venha representar esse arco. Dessa forma, por interferência do poder central, o PSDB de Santos pode ficar impedido de ter apoio do PMDB, que perdeu força na corrida sucessória com a desfiliação de Walter Rabello, hoje no PP e líder nas pesquisas de intenções de voto.

    Bezerra e Santos conversaram até em nomes tanto para substituir o atual presidente da Sanecap, José Antonio Rosa, que ficará somente na Procuradoria-Geral do Munincípio, quanto para suceder Euclides Santos, um peemedebista que conduz a Infra-Estrutura, mas que deixará a administração para tentar a Prefeitura de Poconé. Osvaldo Cabral, que foi assessor na Casa Civil no governo Bezerra, em 87, seria uma opção à Infra-Estrutura. O prefeito garante, porém, que a indicação já está descartada. Líderes peemedebistas, como o vereador Domingos Sávio, também resistem a uma aliança com o tucanato.

   Eleito em 2004 com apoio apenas de quatro partidos (PSDB, PSB, PTB e PDT), Wilson Santos vem se esforçando em busca de novos aliados. Alguns que passaram a ter filiados na gestão não admitem alianças formais, como o DEM (ex-PFL), PDT e PMDB. No caso do PSB, já houve até ruptura. Os pedetistas também se distanciaram da administração, apesar de comandar o Procon Municipal com o advogado Ricardo Siqueira. O PPS e o PTB, por outro lado, assumiram a condição de governistas, após conquista de cargos no primeiro escalão.

    "Prefeituráveis"

    Presidente do PSDB em Mato Grosso, Wilson Santos está consciente de que terá uma campanha dura pela frente. O cenário aponta para uma disputa de dois turnos. O tucano não terá apoio do governador Blairo Maggi (PR) e muito menos do presidente Lula (PT). Entre seus prováveis adversários estariam quatro deputados: Carlos Abicalil (PT), Valtenir Pereira (PSB), Walter Rabello (PP) e Sérgio Ricardo (PR). Correm por fora o empresário Célio Fernandes (PTB) e a ex-vice-governadora Iraci França (DEM).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • TOM UBIRAJARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lembramos tambem que o PDT /Cuiabá tem alguns nomes de seus filiados para uma candidatura própria, são eles, AURÉLIO AUGUSTO (Sub Secretário Prefeitura de Cuiabá, AUREO FELIX PEDROSO( Funcionário efetivo do TRT), SAMIR RIBEIRO da Juventude Socialista) e o Empresário ALTEVIR MAGALHAES( do grupo Supermercados Modelo ) ou outros filiados que pleitearem uma candidatura. O partido deve ter um projeto próprio que aglutine em uma coalizão das forças de cunho socialista para um programa de governo onde a Capital do Estado seja realmente inserida lado a lado com as principais capitais do País.
    Ter um programa de governo efetivamente voltado para a Educação com a implementação da educação em tempo integral, a questão da segurança municipal, o transporte e a saúde pública.

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.