Últimas

Sábado, 12 de Maio de 2007, 00h:03 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Por uma questão de oportunismo

   Em artigo abaixo, o jornalista e funcionário público Gilson Nunes expõe sua indignação quanto ao reajuste de quase 30% aprovado pelos deputados federais a eles próprios. A maior revolta de Nunes é que o aumento foi oficializado no primeiro dia da visita do Papa Bento XVI ao Brasil. Confira abaixo.

 

          Que todo mundo sabia que os Deputados Federais estavam ensaiando para aumentar seus salários de forma exorbitante e imoral, não é novidade pra ninguém. O que não dava para imaginar, entretanto, é que esse aumento arbitrário e abusivo viesse a ser votado e aprovado exatamente no dia da chegada do Papa ao Brasil. A revolta da sociedade é grande. Pelos comentários espalhados por todo o Estado de MT, e com certeza todo o país, essa atitude revela a convicção de que os políticos legislam em causa própria. Além dos escândalos de roubos, formação de quadrilha, decoro parlamentar, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, etc... etc... etc..., o que tenho ouvido agora é o relato de que agora, eles colecionam mais um título: covardes.

Infelizmente ou felizmente, a imprensa tem que escolher qual é a matéria do dia que vai obter maior audiência, maior ibope. Afinal, não é todo o dia que se tem a visita de um Papa aqui no Brasil e ainda mais beatificando um santo brasileiro. Como é que pode dois títulos ambíguo, embora distintos entre si, venham a acontecer num mesmo dia, por simples coincidência? Tenho que admitir que o título de “covardes” atribuído aos políticos pelo povo, se procede. Estava mais do que claro que todos os holofotes estariam voltados para dar cobertura à peregrinação Papal no Brasil.

Enquanto a igreja procura promover entre os fieis os costumes conservadores do cristianismo, reiterando sua posição quanto ao aborto, bigamia, pedofilia, HIV, dentre outros, os “passa-fomes da ganância” se inundam em pecados cada vez mais mortais. O que é lamentável é a coragem que os governos têm de dizer que: “não podemos dar esse aumento aos trabalhadores por causa do impacto na folha de pagamento”. Por que é que o tal “impacto” só existe para quem trabalha? Para quem não tem privilégios enfadonhos e marimbundos em todos os sentidos? Olha que para os trabalhadores o tal aumento que vai causar o tal “impacto” não passa de 5%.

O efeito cascata está formado e é irreversível. Não tem como evitar que todos os Estados e câmaras municipais do Brasil façam o mesmo. É como se fosse uma jurisprudência que induz o juiz a decidir, favorável ou não, outros processos de igual teor, pois sua decisão é acompanhada pelo mesmo raciocínio que justifica-se mediante o fato gerador. Não cabe apelação, tampouco agravo.

Outro fato interessante neste contexto é que um aumento de 28% para quem já ganha um pouquinho maIs de R$12.000,00 (DOZE MIL REIAS), não é considerado um assunto polêmico. Isso é engraçado! Aliás, mais engraçado ainda é saber que nesta hora não existe partido de oposição, todos se enclausuram dentro uma mesma concepção ideológica e muito, mas muito ideológica e sobretudo, democrática decisão política.

 Enquanto isso, “na sala de justiça”, toda a sociedade brasileira empunha seu terço e peregrina ao encontro do Papa em busca de melhores dias. Fico a Imaginar que ela espera por um milagre. Acredita piamente que o fato de ver o Papa, seja ao vivo ou pela televisão, ou, ainda, assistir a santa missa de corpo presente ou não, vai acabar com todos os seus problemas, todas as injustiças, discriminações, violência e etc... etc... etc... Ledo engano. È muita ingenuidade.

A fé não pode sustentar uma cruz tão pesada assim. Não queiram, todavia, colocar palavras na minha boca. Não estou dizendo que a presença do Papa no Brasil não seja de grande importância, que a sua presença não vai fortalecer a fé de nosso povo. Muito pelo contrário, a sua vinda há de nos deixar um legado de amor, de fé, de respeito, de carinho e principalmente, de confraternização. A verdade é que o verdadeiro mal está no próprio povo, pois é ele quem elege os seus representantes.

Como eu não sou diferente dos demais, quero crer que São Frei Galvão seja capaz de fazer mais um milagre:  Fazer com que os políticos se envergonhem dos oportunismos cavados por aqueles usam de seus privilégios para atuarem de má fé.

Gilson Nunes é jornalista (gilson.nunes@yahoo.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.