Últimas

Quinta-Feira, 03 de Maio de 2007, 01h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Português e Campos Neto evitam ruptura do PP

   O Partido Progressista (PP) só não decretou ruptura oficialmente com o governo Blairo Maggi na semana passada por causa dos deputados Airton Rondina, o Português, e Campos Neto. As bancadas estadual e federal se reuniram no apartamento do cacique Pedro Henry, em Cuiabá, para discutirem a relação com a administração estadual, um tanto estremecida por causa de divergências políticas entre Maggi e o deputado José Riva, outro cacique pepista.

   Estavam presentes os federais Henry e Eliene Lima e os quatro estaduais: Riva, Campo Neto, Português e Maksuês Leite. Todos foram solidários à posição do deputado Riva, primeiro-secretário da Assembléia. Ele está disposto a "peitar" o governo tanto em relação à apresentação de emendas nos projetos que tramitam na Assembléia e tratam de salário e promoções dos militares quanto à sua emenda que assegura 30% dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para os municípios. Essas propostas contrariam o governador, que orientou a bancada a patrolar a oposição e aprová-las sem emendas.

   Pedro Henry surpreendeu a todos, inclusive ao próprio Riva, ao propôs rompimento com o Palácio Paiaguás. "Você tem todo o meu apoio Riva. Se concordar, topo romper com esse governo. Vamos fazer isso, entregar os cargos e pronto", afirmou Henry.

    Nesse momento, Português e Neto pediram a palavra para fazerem o contraponto. Ponderaram que não seria interessante uma ruptura agora. Defenderam que o partido voltasse a discutir o assunto mais para a frente.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

Grupo de EP e Kleber pra marketing

kleber lima 400 curtinha   O grupo do prefeito Emanuel Pinheiro decidiu abrir diálogo com o jornalista e marqueteiro Kleber Lima (foto), visando o pleito de outubro. Não há mais resistência a uma possível contratação de Kleber, independente de quem o grupo lançar ao Palácio Alencastro,...

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.