Últimas

Segunda-Feira, 01 de Janeiro de 2007, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Posse do governador custará R$ 30 mil

         O governador Blairo Maggi resolveu popularizar a solenidade que marca a sua posse para o segundo mandato neste feriado de primeiro de janeiro. A seu pedido, o cerimonial contratou 20 ônibus para o transporte das pessoas até o Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. O custo da cerimônia está orçado em R$ 30 mil. Haverá shows artísticos após a solenidade, que começa às 17 horas. São esperados cerca de 3 mil pessoas.

      A posse será dividida em dois atos. Como, por lei, é o legislativo quem empossa o executivo, a primeira cerimônia será na Assembléia Legislativa. A sessão solene, às 16 horas, serão presidida pelo deputado Zeca D´Ávila, que fica no cargo até primeiro de fevereiro, quando os parlamentares elegem a nova Mesa Diretora.

   O ato oficial de posse vai demorar uma hora. Haverá até quebra de protocolo para possibilidade o discurso do ex-presidente da Assembléia, Silval Barbosa, que será empossado como vice-governador. Pela ordem, discursa Maggi, depois Silval e, por último, o presidente da AL, Zeca D'Ávila.

       Após firmar o compromisso constitucional junto com seu vice Silval, Maggi se desloca em carro oficial e escoltado por policiais até o Centro de Eventos do Pantanal. Como não há um sucessor para entregar-lhe a faixa, já que foi reeleito, o governador receberá a faixa de um cadete da Polícia Militar, acompanhado por um casal negro, um índio e um branco. Fará novo discurso e nomeará os 21 secretários, a começar pelo de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, escolhido na última quinta.

       Aos 51 anos, o empresário Blairo Maggi inicia o segundo mandato sem muitas promessas. No discurso de hoje, vai renovar o compromisso de avançar na área social, na educação e segurança pública e pedirá aos assessores contenção de gastos diante de um orçamento enxuto.

      Após muitas articulações de bastidores, o governador conseguiu manter o quadro de secretários com perfil mais técnico que político. Conservou no staff a chamada turma da botina - aliados próximos que acompanham-no desde a iniciativa privada, inclusive ex-funcionários do Grupo Amaggi que desde 2003 passaram a ajudá-lo na condução da máquina pública.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM-Cuiabá projeta até 4 vereadores

beto 400 curtinha   O presinte da Provisória do DEM da Capital e secretário estadual de Governo, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está animado com as chapas do partido construídas para o embate eleitoral. Já conta com 38 pré-candidatos a vereador e avalia que todos são competitivos. Uma das...

Chapa de Pivetta faltando um nome

adilton sachetti curtinha 400   O empresário Otaviano Pivetta continua avaliando um nome para composição de sua chapa ao Senado na suplementar de 26 de abril para a vaga da cassada Selma Arruda. A primeira-suplência deve ficar mesmo com o ex-prefeito rondonopolitano e ex-deputado federal Adilton Sachetti (foto), do PRB....

Senado, disputa interna e PT rachado

verinha_curtinha   O PT, que recebe hoje as inscrições de pré-candidatos ao Senado, deve ter apenas um nome na disputa interna, o do deputado e presidente estadual da sigla Valdir Barranco. A ex-vereadora Enelinda, com dificuldade, corre contra o tempo para se viabilizar. Enquanto isso, membros de outras correntes menos...

Falta na votação da emenda impositiva

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (foto), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e pré-candidato a senador na suplementar de 26 de abril, explica que não procede a informação de que teria votado favorável à PEC 34/19, que assegura o orçamento impositivo de...

Feliz da vida na base e com emendas

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto) já chegou com moral no Governo Mauro Mendes. Depois de um ano fazendo oposição ao Palácio Paiaguás, o deputado tucano se tornou governista de carteirinha. E começa a colher os dividendos. Uma de suas emendas de R$ 300 mil para ajudar na...

Voto a favor e agora contra Congresso

O pitbull do governo Bolsonaro, deputado federal José Medeiros (foto), está pegando carona num protesto, marcado para 15 de março, onde não deveria porque os seus atos não correspondem ao discurso, ao menos segundo sustentam seus adversários políticos. Contam que Medeiros foi um dos parlamentares que aprovaram o orçamento impositivo de R$ 30 bilhões, vetado pelo presidente. Eis que agora, ele próprio, defende a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.