Últimas

Segunda-Feira, 25 de Fevereiro de 2008, 22h:37 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

VARIEDADES

Poucos políticos vão à Missa de 7º Dia de Jonas


Jaime e Oscar, entre os poucos políticos na Missa de 7º Dia

   O ex-deputado federal por três mandatos e ex-senador de segundo mandato Jonas Pinheiro, falecido há uma semana, não deixou saudade na classe política como se imaginava. Nesta segunda à noite, na celebração da Missa de 7º Dia, na Categral Metropolitana de Cuiabá, estavam presentes, entre os políticos, somente o senador Jaime Campos (DEM) e alguns prefeitos, entre eles Hilton Campos (PP), de Juína, e Faustino Dias Neto (DEM0, de Santo Antônio de Leverger, terra natal do ex-senador. Também foram à celebração os ex-governadores Garcia Neto e Júlio Campos e os conselheiros aposentados do Tribunal de Contas, Oscar Ribeiro e Ubiratan Spinelli, e o desembargador Benedito Pereira do Nascimento.

   As ausências mais sentidas foram do governador Blairo Maggi, cuja assesoria chegou a telefonar para a família com vistas a saber o horário e o local da Missa de 7º Dia, o prefeito cuiabano Wilson Santos, o suplente e agora senador Gilberto Goellner, de todos os deputados estaduais e dos oito federais. Nenhum representante do Ministério Público Federal se fez presente, assim como do Judiciário, salvo o desembargador Pereira.

    Jonas Pinheiro era considerado uma das principais lideranças políticas de Mato Grosso. Em vida, era bajulado. O seu velório e cortejo fúnebre, em Santo Antônio de Leverger, mobilizou e registrou a presença de 23 senadores, mais de 20 deputados federais, além de uma multidão de pessoas. Na Missa de 7º Dia do falecimento, porém, já parecia esquecido por aqueles que foram seus aliados. Bastou uma semana para os políticos esquecê-lo.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Plinio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    por isso que eu digo: aproveitem a vida enquanto é vivo, porque morreu, acabou, não és mais nada aqui na terra. Veja o exemplo: quando vivo, tinha muitos puxa-sacos, pessoas que viviam ao redor porque era senador, precisavam dele para tentar conseguir também o poder. Agora, morto, nem lembram mais, porque não pode mais contribuir com nada. Para àqueles que esquecem que a vida é só poder e dinheiro, o exemplo está ai: morrerás e serás esquecido pela maioria, com exceção da familia. Por isso, valorize sua familia, viva com sua familia, desfrute com sua familia, porque o amanhã pode não chegar. E aqueles que hoje te bajulam, após tua partida, partirá também atrás de outros vaidosos que acham que a vida é só poder e dinheiro.
    Morrerás e não levará nada disso.

  • chico | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois é, aí está a gratidão da turma da botina, entre outros. Quando em vida, o Blairo se referia a Jonas como pai, bastou sete dias de falecimento, para lhe virar as costas, já caiu no esquecimento. E assim é com Mato Grosso. A tuma da botina quer sugar, beneficiar suas empresas e suas fazendas. Enquanto o cargo público lhe der essa oportunidade, se fará de santo, defensor dos oprimidos, para ter as benesses do poder e levar asfalto e indústrias para perto de suas propriedade. Ou alguém sabe de alguma grande empresa instalada na Grande Cuiabá na atual Gestão? Mas o mato-grossense merece, afinal, fica lambendo botas da chamada república dos olhos azuis. Cada um tem o governo que merece. Quem continuem a ficar pendurados no s... do Blairo, enquanto isso, Sapezal, Rondonópolis, ou onde quer que tenha fazenda do Grupo Maggi agradecem.

  • Ediomar Limper | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lamento profundamente a falta de educação, sentimento,respeito e consideração do Blairo e sua troupe
    de ocupaçao do Paiaguas, bem como de outros elementos da classe politica de MT,em não comparecer a missa de setimo dia pela alma do inesquecivel Jonas Pinheiro. Se Blairo é hoje grande e milionário empresário e eventual Governador do Estado deve sim a JONAS, Que conseguiu os altos financiamentos para o Grupo Amaggi no B.brasil e BNDES.,E deu-lhe apoio em 2002 e2006. Ainda bem que temos politicos matogrossenses como JAIME e Julio Campos, GARCIA NETO,Oscar
    Ribeiro, Spinelli, e outros que sabem valorizar amizade e
    companheirismo. Por favor Romilson publique este meu protesto, para mostrar a esses gauchos sem alma ,que só pensam en dinheiro que nesta terra de Rondon ainda tem gente que tem coração.

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Qualquer político considera que velório e casamento são os eventos mais importantes por serem justamente públicos ao passo que batizados ou missas de 7º dia são momentos estritamente particulares, ou seja, a aglomeração popular é inexistente. No caso do finado Jonas Pinheiro, sempre foi considerado que a população de sua pequena cidade dobraria naquele momento, ainda mais quando foi anunciado a presença da comitiva de Brasília. De modo que, as ausências devem ser debitadas apenas ao primeiro escalão do governo, especialmente entre os membros cuiabanos, que deveriam estar presentes para resguardar a imagem pública do Governador.

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...