Últimas

Terça-Feira, 27 de Outubro de 2009, 07h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

RUMO A 2010

PP sugere nome de Rodrigo para vice da chapa de Silval

  Cortejado por todos os grupos políticos, o secretário-executivo do Ministério das Cidades, Rodrigo Figueiredo, se tornou o principal trunfo do PP para composição majoritária visando às eleições gerais de 2010. O partido dos deputados José Riva e Pedro Henry já sugeriu ao Palácio Paiaguás o nome de Rodrigo, filho do ex-deputado Milton Figueiredo (já falecido) para ser o vice da chapa de Silval, pré-candidato do PMDB à sucessão estadual e que conta com apoio da turma da botina, bloco liderado pelo governador Blairo Maggi.

   Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Rodrigo Figueiredo se torna opção do PP para compor chapa ao Paiaguás, após recuo de Riva à majoritária

  A leitura é de que Rodrigo Figueiredo, apesar de atuar em Brasília há vários anos, é da Baixada Cuiabana, demonstra carisma, habilidade política e bom trânsito no Palácio do Planalto e seu nome "colado" em Silval seria capaz de contrapor a força do pré-candidato de oposição, o prefeito tucano Wilson Santos. Figueiredo entrou como opção majoritária, após o presidente da Assembleia, deputado José Riva, desistir de pleitear candidatura ao Senado ou a governador por causa dos embates jurídicos e da condenação imposta em primeira instância, tornando-o inelegível pelos próximos cinco anos, além de determinar que ressarça ao erário e deixe de responder administrativamente pela Assembleia.

    O PP defende agora que o secretário-executivo venha a consolidar a chapa majoritária PMDB-PP, mas o próprio Rodrigo pede uma trégua porque vive outra expectativa, a de virar ministro nos oito meses finais do mandato do presidente Lula. Acontece que o ministro das Cidades Márcio Fortes deve se desincompatibilizar para disputar o Senado pelo Rio de Janeiro até abril. A bancada do PP se articula para "emplacar" o nome de Figueiredo no primeiro escalão. Ele já exerceu interinamente o posto de ministro por várias vezes e tem marcado posição na pasta, principalmente por causa do peso da caneta, afinal, controla um orçamento de R$ 8,5 bilhões. As obras do PAC em Cuiabá, por exemplo, passam pelo crivo de Rodrigo.

  Exímio articulador político, Rodrigo costuma receber em seu gabinete líderes políticos em busca de orientação sobre montagem de projetos e caminhos para captar recursos, nem sempre voltados a sua pasta. Blairo Maggi é um dos que procuram-no toda vez que visita a Capital Federal. Como tem bom trânsito com vários ministros, o secretário-executivo é solicitado pelo governador para ajudá-lo a viabilizar audiência com membros do primeiro escalão do governo Lula. A bancada federal também bate a sua porta, assim como prefeitos e vereadores. Já o prefeito e militar Wilson Santos, pré-candidato de oposição, era um dos que frequentavam o gabinete de Figueiredo e, agora que vê o secretário como um provável adversário em 2010, decidiu manter a distância.

Postar um novo comentário

Comentários (33)

  • Van Hausen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só para aqueles que perguntam bossalmente O QUE FULANO FEZ POR CUIABÁ OU MT: Blairo Borges Maggi também não fez nada por Cuiabá em 2002 quando apareceu no cenário político. Na época, chach criánça atchava que era nome de sopa, tchá por Deus!

  • Sandro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pena que ele é do PP, mesmo partido de Riva.............Onde esse Riva passa a galera abre fora. To fora.

  • SALOMAO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha uma bom Companheiro conheco bem ele e o Pai Deus que Tenha, conheco desde a epoca da Rancharia ele deve lembra , Rodrigo estamos com voce espero um dia encontralo pessoalmente, precisamos um Cuiabano que olha pela cidade . Companheiro um opcao otima com o governador esse ja fez alguma coisa para Cuiaba e mt e que nao teve muito tempo mais ele foi otimo. Meu amigo Rodrigo luta pela sua terra estamos com vce nao deixe outras cliticas abalar voce falar e facil fazer e o mais deficil abre olho com algumas pessoas al seu redor.


    abraço

  • EDILEUZA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    PARA SER SINCERA , NÃO MUADRÁ NADA,
    VEJA A ADMINISTRAÇÃO DO DEUCIMAR NA CAMARA!!!!

    FAÇA, NEGOCIAM E APROVEITA ENQUANTO PODEM, O POVO CUIABANO ESTÃO AVALIANDO, IREMOS DA A NOTA QUE VCS MERECEM EM 2010 E 2012, PQ DEUS É PAI E NÃO PADRASTO.
    CADÊ NOSSOS SERVIÇOS PUBLICOS DE SAÚDE,
    COMO DIZ O DITADO DE POLÍTICO.
    TÔ NEM AI!TÔ NEM AI.

  • Jose Agripino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esqueceram que o Riva foi condenado em primeira instânca e esta inelegível.

  • Lucio Flavio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Alguem pode me falar quem é esse cidadão e o que eles fez ou se faz alguma coisa por CUIABÁ ?

  • Bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Sassioto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Blairo, Jaime, Pagot, entre outros, devem lembrar que, infelizmente, não existe mais o Jonas. O Silval vai acabar ficando sem mandato nessa armação toda. Essa dupla sugerida, não ganha nada. Se o ajudante do ministro sair de Brasília pra ser vice, ficará sem a caneta e o orçamento do ministério. Outra bobagem. O Silval tem que recordar que queria dividir recentemente o Estado. Acho que cada um deve continuar na sua. No ser humano valem apenas duas coisas hoje em dia: dinheiro e posição. Se tiver m deles, quer o outro. Se não tiver nenhum deles, esqueça.

  • Jacinto Pinto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem esse Pedro Artuda arrogante pesna que é. Essa cuiabania é que estraga o estado. Só pensam em Cuiabá. Oque ele fez pra Cuiabá? parece criança birrenta . Ora rapaz o Rodrigo pode ser bom para o estado inteiro. Taí um bom nome. Chega de cuiabania

  • Cleovegildo Dovaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Poxa que cartada. Só pode ser jogada do mestre Pedro Henry. Muito bom. Chega de Wilson Pinoquio Santos. Por isso que não pode ter reeleição, Cuiabá ta largada e se ele for candidato vai ficar mais ainda. Chega de galinho. Sai galinho entra galindo e a gente vai engolindo heheheheh

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS