Últimas

Domingo, 15 de Abril de 2007, 11h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EMBATE JURÍDICO

PPS barra retorno de parlamentares infiéis

Resolução orienta diretórios a não aceitar vereadores e deputados de volta sem antes consultar a Nacional  

  A direção nacional do PPS, sob Roberto Freire, fechou o cerco contra parlamentares eleitos e suplentes da legenda e que se desfiliaram. Com base na interpretação do TSE, que considera que o mandato pertence ao partido e não ao eleito, o PPS avisa que não aceita os infiéis de volta e, para complicar a situação jurídica dos ex-filiados, lutará na Justiça para cassá-los e promover a posse dos suplentes.

    Em Mato Grosso, além de dezenas de vereadores, correm risco de perderem mandatos os ex-socialistas Homero Pereira, um dos 22 deputados federais eleitos pelo PPS, quatro deputados estaduais (João Malheiros, Sérgio Ricardo, Mauro Savi e Sebastião Rezende) e três suplentes (Wagner Ramos, Roberto França e Pedro Satélite).

     A Executiva Nacional baixou até uma portaria destinada às instâncias municipais e estaduais. Avisa que os diretórios não estão autorizados a deliberar sobre o retorno de filiação daqueles que deixaram o PPS, eleitos ou não, nas eleições proporcionais de 2004 e 2006.

   "A medida visa bloquear o ingresso no partido de políticos já reconhecidamente oportunistas de ocasião, que não têm compromisso com o programa do PPS e mudam de legenda de acordo com vantagens pessoais", ataca o secretário-geral do partido, o ex-deputado federal Rubens Bueno.

     De acordo com a resolução, se algum pedido for feito junto aos diretórios ou comissões provisórias municipais, como aconteceu com os vereadores varzea-grandenses Wilton (Wiltinho) Coelho e Charles Caetano Rosa, a direção regional deve ser informada. Por sua vez, o regional fará o comunicado ao Nacional a quem cabe decidir sobre o assunto.

   Tentativa

   Apesar do presidente da comissão provisória do PPS de Várzea Grande, José Marques Braga, assegurar que Charles e Wiltinho procuraram-no com a intenção de retornar à agremiação socialista, Charles apresenta uma outra versão. Garante que não saiu do PPS, apesar de admitiu que havia protocolado no cartório eleitoral um documento "demonstrando intenção de se desfiliar".

  Clique aqui ou confira abaixo a íntegra da resolução, assinada pelo presidente do PPS, Roberto Freire, e que complica a situação de parlamentares que desejam retornar à legenda.

       RESOLUÇÃO 002/2007
     
     Considerando a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que os partidos e coligações têm "o direito a preservar a vaga obtida pelo sistema eleitoral proporcional, quando houver pedido de cancelamento de filiação ou de transferência do candidato eleito por um partido para outra legenda";
     
     Considerando pedido já formulado junto ao Presidente da Câmara dos Deputados, requerendo a posse dos suplentes nas vagas pertencentes ao PPS, decorrentes da desfiliação dos deputados federais Lucenira Pimentel (AP), Colbert Martins (BA), Veloso (BA), Neilton Mulim (RJ), Homero Pereira (MT), Ratinho Jr. (PR), Paulo Piau (MG) e Airton Roveda (PR);
     
     A Comissão Executiva Nacional resolve baixar a seguinte RESOLUÇÃO:
     
     1- As instâncias partidárias municipais e estaduais não estão autorizadas a deliberar sobre o pedido de filiação (retorno) daqueles que deixaram o PPS, eleitos ou não, nas eleições proporcionais de 2004 e 2006.
     
     2- Se o pedido acontecer junto aos diretórios ou comissões provisórias municipais, estes deverão imediatamente informar ao Diretório ou Comissão Provisória Estadual, que dará ciência ao Diretório Nacional, para
finalmente decidir sobre o assunto.
     
     Brasília, 12 de abril de 2007     

     Roberto Freire
     Presidente Nacional

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.