Últimas

Domingo, 29 de Abril de 2007, 20h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

PPS não aceita o presidente da AL de volta

    O esfacelado PPS, que em MT perdeu quase 200 vereadores, seis deputados estaduais e um federal, além do governador Blairo Maggi, decidiu que não aceita de volta os infiéis, principalmente o presidente da Assembléia, Sérgio Ricardo. Ele já bateu a porta da legenda, em busca de abrigo.

    Em princípio, Sérgio recebeu sinalização positiva quanto à volta do presidente estadual, deputado Percival Muniz. Mas, como houve reação negativa interna, a decisão agora é de fechar o partido para os parlamentares que se desfiliaram após a eleição do ano passado. 

   Mesmo no comando de um Legislativo que recebe R$ 13 milhões mensais, Sérgio não conseguiu consolidar sua força política junto ao grupo do governador Maggi e agora está disposto a distanciar do Palácio Paiaguás em busca de um projeto próprio. Fala até em disputar, de novo, a Prefeitura de Cuiabá.

   Outro motivo que faz o deputado Sérgio recorrer ao ex-partido é o risco de ter o mandato cassado por causa da desfiliação. Ocorre que o Tribunal Superior Eleitoral decidiu que os mandatos não pertencem aos parlamentares eleitos, mas sim aos partidos, o que, em tese, pode culminar na perda dos mandatos daqueles que abandonaram as siglas pós-eleição. Sérgio, sob orientação de Maggi, saiu do PPS e assinou ficha no PR.

   Agora, diz que está desfiliado porque a nova agremiação não existe oficialmente no Estado, tudo para proteger o mandato. Estão no mesmo barco os deputados estaduais Mauro Savi, Sebastião Rezende, João Malheiros, Wagner Simplício, Roberto França e o suplente Pedro Satélite, além do federal Homero Pereira.

    No próximo dia 7, o diretório regional do PPS, sob Percival Muniz, ingressará com pedido de nomeação dos suplentes junto à Mesa Diretora da Assembléia, presidida pelo próprio Sérgio Ricardo, e também no Tribunal Regional Eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nada pessoal contra o Deputado SR, mas gostaria que acontecesse em nosso país, o cumprimento da legalidade com relação a fidelidade partidária, em vigor desde 1.995, e que os nossos políticos atuais, não consideram aplicáveis a eles, por causa de interesses próprios e acertos de bastidores. Consulto amigos doutores em leis, e o que me respondem é que os ministros de nossa Suprema Corte vão "ajeitar" as coisas e que a regra sómente passará a valer a partir de 2.008. Se acontecer isso PASSAREI A ENSINAR AOS MEUS ENTES QUERIDOS QUE SER HONESTO NESTE PAÍS NÃO VALE A PENA. O QUE VALE É ESTAR NO PODER A QQUER PREÇO.INCLUSIVE PASSANDO POR CIMA DA LEI

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...