Últimas

Domingo, 29 de Abril de 2007, 20h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

PPS não aceita o presidente da AL de volta

    O esfacelado PPS, que em MT perdeu quase 200 vereadores, seis deputados estaduais e um federal, além do governador Blairo Maggi, decidiu que não aceita de volta os infiéis, principalmente o presidente da Assembléia, Sérgio Ricardo. Ele já bateu a porta da legenda, em busca de abrigo.

    Em princípio, Sérgio recebeu sinalização positiva quanto à volta do presidente estadual, deputado Percival Muniz. Mas, como houve reação negativa interna, a decisão agora é de fechar o partido para os parlamentares que se desfiliaram após a eleição do ano passado. 

   Mesmo no comando de um Legislativo que recebe R$ 13 milhões mensais, Sérgio não conseguiu consolidar sua força política junto ao grupo do governador Maggi e agora está disposto a distanciar do Palácio Paiaguás em busca de um projeto próprio. Fala até em disputar, de novo, a Prefeitura de Cuiabá.

   Outro motivo que faz o deputado Sérgio recorrer ao ex-partido é o risco de ter o mandato cassado por causa da desfiliação. Ocorre que o Tribunal Superior Eleitoral decidiu que os mandatos não pertencem aos parlamentares eleitos, mas sim aos partidos, o que, em tese, pode culminar na perda dos mandatos daqueles que abandonaram as siglas pós-eleição. Sérgio, sob orientação de Maggi, saiu do PPS e assinou ficha no PR.

   Agora, diz que está desfiliado porque a nova agremiação não existe oficialmente no Estado, tudo para proteger o mandato. Estão no mesmo barco os deputados estaduais Mauro Savi, Sebastião Rezende, João Malheiros, Wagner Simplício, Roberto França e o suplente Pedro Satélite, além do federal Homero Pereira.

    No próximo dia 7, o diretório regional do PPS, sob Percival Muniz, ingressará com pedido de nomeação dos suplentes junto à Mesa Diretora da Assembléia, presidida pelo próprio Sérgio Ricardo, e também no Tribunal Regional Eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nada pessoal contra o Deputado SR, mas gostaria que acontecesse em nosso país, o cumprimento da legalidade com relação a fidelidade partidária, em vigor desde 1.995, e que os nossos políticos atuais, não consideram aplicáveis a eles, por causa de interesses próprios e acertos de bastidores. Consulto amigos doutores em leis, e o que me respondem é que os ministros de nossa Suprema Corte vão "ajeitar" as coisas e que a regra sómente passará a valer a partir de 2.008. Se acontecer isso PASSAREI A ENSINAR AOS MEUS ENTES QUERIDOS QUE SER HONESTO NESTE PAÍS NÃO VALE A PENA. O QUE VALE É ESTAR NO PODER A QQUER PREÇO.INCLUSIVE PASSANDO POR CIMA DA LEI

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.