Últimas

Sexta-Feira, 30 de Novembro de 2007, 15h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

NEGÓCIOS

PR exige "dízimo" de comissionados do Estado

    O recém-criado PR do governador Blairo Maggi encontrou uma forma de "fazer caixa". Determinou que praticamente todos os ocupantes de cargos comissionados do Estado, os chamados DAS, paguem "dízimo" para o partido. Essa imposição está atingindo mais de duas mil pessoas.

    A reclamação é geral. As pessoas preferem pagar em silêncio por causa do temor de perder os cargos. Muitos servidores, até mesmo sem indicação política, se vêem obrigados a fazer a contribuição. O valor varia de R$ 15 a R$ 200. O PR é hoje a maior legenda do Estado. Conta com 74 prefeitos, mais de 300 vereadores e cinco deputados estaduais. A cúpula republicana resolveu adotar a mesma estratégia do PT para ter estrutura financeira.

    Alguns chefes de setores da máquina estadual, composta de 24 secretarias, órgãos, empresas e autarquias, têm sido duro na cobrança. Até ameaçam exonerar quem resistir ao pagamento.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • O Vigilante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa é a política "moderna", "transparente" e com "espírito empresarial" dessa turma da botina...
    Pilhando recursos públicos na maior "cara dura", ao arrepio da legislação brasileira e de entendimento do Tribunal Superior Eleitoral.
    Espero que o Ministério Público Eleitoral, o MCCE e a sociedade civil organizada se insurja contra essa prática vergonhosa do Governador.

  • SILVIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TIVE A OPORTUNIDADE EM LER ALGUNS ESTATUTOS DE PARTIDOS POLITICOS, E ISSO É PRATICA NATURAL E ESTATUTARIA.

    NÃO CONCORDO COM ESSA PRÁTICA

  • Augusto de Moraes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentável. O governo Maggi não poderia permitir uma imposição como essa. Com a palavra o rei da soja ou o novo cacique do PR

  • Sílvio Corrêa dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PR ficou responsável por arrecadar o tal dízimo, inclusive de indicados de outros partidos para depois repassar a grana. Parece que nem isso está sendo feito. O Homero Pereira, por exemplo, deve explicações. Ele é um dos membros da direção do PR

  • ALBUCASSIS RAMIRES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NESTE CASO ESPECIFICO NÃO HÁ NADA DE ANORMAL,ESSE FOI UM ACORDO CELEBRADO ENTRE OS PARTIDOS DA COLIGAÇÃO QUE REELEGEU BLAIRO E ELEGEU DEPUTADOS ESTADUAL,FEDERAL,SENADOR,VEREADOR E PREFEITOS.
    E QUE O P.R REPASSA, A EXEMPLO DO QUE TODOS OS PARTIDOS FAZEM,AOS DIRETORIOS PARA QUE FAÇAM FRENTE AS SUAS DESPESAS ADMINISTRATIVAS.
    O QUE NÃO TEM SIDO NORMAL É O VALOR DO REPASSE QUE FOI DIMINUIDO EM 50,0%(CINQUENTA POR CENTO)DO QUE VINHA SENDO DEPOSITADO NAS CONTAS DOS PARTIDOS PELO PPS,E O CONSTANTE ATRASO NOS REPASSES.
    DR.PAGOT E DR. BLAIRO VAMOS HONRAR O QUE FOI COMBINADO? OU PALAVRA DE BOTINUDO NÃO VALE NADA??

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses dízimos saem do dinheiro público. São motivos como esses que dão origem a notas frias, obras superfaturadas.

    Tribunal de Contas, Ministério Público, essas reportagens deveriam servir de alertas e a partir daí ser instaurados processos investigatórios. Talvez assim consigam evitar processos fraudulentos em licitações entre outros desmandos com o dinheiro público.

  • BAYMA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ACHO QUE O RD NEWS DEVERIA CONSULTA A LEGISLAÇÃO PARTIDARIA E VERIFICAR QUE ISTO SEMPRE FOI PRÁTICA NO MEIO POLITICO ACONTECE, QUE SEMPRE TEM ALGUEM QUERENDO TIRAR VANTAGENS E SE BENEFICIAR DESSAS MEDIDAS. SERÁ QUE DINHEIRO NASCE EM ÁRVOERE?
    EU SOU TOTALMENTE A FAVOR DESTE DESCONTO COMO O FIZ EM MINHA ÉPOCA O PARTIDO NÃO VIVE DE BRISA. ESTA É UMA INICIATIVA QUE PRECISA SER É APOIADA SIM.
    SE ACHARES QUE FUI DURO NÃO DIVULGUEM OBRIGADO.

Deputado, Mesa da AL e incoerência

claudinei 400   Claudinei Lopes (foto), delegado de polícia que, na onda Bolsonaro, se elegeu deputado pelo PSL, em 2018, se mostra cada vez mais incoerente. É daqueles que gostam de levantar polêmicas e críticas, mas sem consistência. Ele se manifestou, por exemplo, contra a reeleição à Mesa...

Dilmar ensaia disputa para federal

dilmar dal bosco 400   Todos os deputados estaduais querem buscar a reeleição, com exceção de Dilmar Dal Bosco (foto), que está no terceiro mandato. Integrante da nova Mesa Diretora da Assembleia, como primeiro-vice-presidente, e líder do Governo Mauro, Dilmar não esconde o desejo de disputar cadeira...

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...