Últimas

Sexta-Feira, 30 de Novembro de 2007, 15h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

NEGÓCIOS

PR exige "dízimo" de comissionados do Estado

    O recém-criado PR do governador Blairo Maggi encontrou uma forma de "fazer caixa". Determinou que praticamente todos os ocupantes de cargos comissionados do Estado, os chamados DAS, paguem "dízimo" para o partido. Essa imposição está atingindo mais de duas mil pessoas.

    A reclamação é geral. As pessoas preferem pagar em silêncio por causa do temor de perder os cargos. Muitos servidores, até mesmo sem indicação política, se vêem obrigados a fazer a contribuição. O valor varia de R$ 15 a R$ 200. O PR é hoje a maior legenda do Estado. Conta com 74 prefeitos, mais de 300 vereadores e cinco deputados estaduais. A cúpula republicana resolveu adotar a mesma estratégia do PT para ter estrutura financeira.

    Alguns chefes de setores da máquina estadual, composta de 24 secretarias, órgãos, empresas e autarquias, têm sido duro na cobrança. Até ameaçam exonerar quem resistir ao pagamento.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • O Vigilante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa é a política "moderna", "transparente" e com "espírito empresarial" dessa turma da botina...
    Pilhando recursos públicos na maior "cara dura", ao arrepio da legislação brasileira e de entendimento do Tribunal Superior Eleitoral.
    Espero que o Ministério Público Eleitoral, o MCCE e a sociedade civil organizada se insurja contra essa prática vergonhosa do Governador.

  • SILVIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TIVE A OPORTUNIDADE EM LER ALGUNS ESTATUTOS DE PARTIDOS POLITICOS, E ISSO É PRATICA NATURAL E ESTATUTARIA.

    NÃO CONCORDO COM ESSA PRÁTICA

  • Augusto de Moraes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentável. O governo Maggi não poderia permitir uma imposição como essa. Com a palavra o rei da soja ou o novo cacique do PR

  • Sílvio Corrêa dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PR ficou responsável por arrecadar o tal dízimo, inclusive de indicados de outros partidos para depois repassar a grana. Parece que nem isso está sendo feito. O Homero Pereira, por exemplo, deve explicações. Ele é um dos membros da direção do PR

  • ALBUCASSIS RAMIRES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NESTE CASO ESPECIFICO NÃO HÁ NADA DE ANORMAL,ESSE FOI UM ACORDO CELEBRADO ENTRE OS PARTIDOS DA COLIGAÇÃO QUE REELEGEU BLAIRO E ELEGEU DEPUTADOS ESTADUAL,FEDERAL,SENADOR,VEREADOR E PREFEITOS.
    E QUE O P.R REPASSA, A EXEMPLO DO QUE TODOS OS PARTIDOS FAZEM,AOS DIRETORIOS PARA QUE FAÇAM FRENTE AS SUAS DESPESAS ADMINISTRATIVAS.
    O QUE NÃO TEM SIDO NORMAL É O VALOR DO REPASSE QUE FOI DIMINUIDO EM 50,0%(CINQUENTA POR CENTO)DO QUE VINHA SENDO DEPOSITADO NAS CONTAS DOS PARTIDOS PELO PPS,E O CONSTANTE ATRASO NOS REPASSES.
    DR.PAGOT E DR. BLAIRO VAMOS HONRAR O QUE FOI COMBINADO? OU PALAVRA DE BOTINUDO NÃO VALE NADA??

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses dízimos saem do dinheiro público. São motivos como esses que dão origem a notas frias, obras superfaturadas.

    Tribunal de Contas, Ministério Público, essas reportagens deveriam servir de alertas e a partir daí ser instaurados processos investigatórios. Talvez assim consigam evitar processos fraudulentos em licitações entre outros desmandos com o dinheiro público.

  • BAYMA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ACHO QUE O RD NEWS DEVERIA CONSULTA A LEGISLAÇÃO PARTIDARIA E VERIFICAR QUE ISTO SEMPRE FOI PRÁTICA NO MEIO POLITICO ACONTECE, QUE SEMPRE TEM ALGUEM QUERENDO TIRAR VANTAGENS E SE BENEFICIAR DESSAS MEDIDAS. SERÁ QUE DINHEIRO NASCE EM ÁRVOERE?
    EU SOU TOTALMENTE A FAVOR DESTE DESCONTO COMO O FIZ EM MINHA ÉPOCA O PARTIDO NÃO VIVE DE BRISA. ESTA É UMA INICIATIVA QUE PRECISA SER É APOIADA SIM.
    SE ACHARES QUE FUI DURO NÃO DIVULGUEM OBRIGADO.

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

Tucano ainda com sequelas da Covid

ricardo saad curtinha 400   O vereador cuiabano e presidente do PSDB na Capital, Ricardo Saad (foto), segue na luta para reverter as sequelas deixadas pela Covid-19. Mesmo Dois meses após ser infectado, diz que 53% do seu pulmão ainda está comprometido e que, por isso, sente muita falta de ar. Candidato à...

Tentando golpe político em Tangará

amauri 400 curtinha   O deputado estadual Paulo Araújo (PP) sofreu uma tentativa de golpe vinda de uma pessoa em quem ele confiava totalmente, o seu ex-assessor Amauri Paulo Cervo (foto). Até há poucos dias, Amauri estava lotado no gabinete do deputado, na AL, quando se licenciou com intenção de concorrer...

Regiões e representantes na disputa

nilson leitao curtinha   A maior parte das regiões está bem representada em relação aos cabeças de chapa que disputarão vaga no Senado. Pelo Nortão e Médio-Norte, encaram às urnas o ex-prefeito de Sinop Nilson Leitão (foto) e o senador tampão Carlos Fávaro (PSD). Na...

Candidatos e definição de suplentes

jos� medeiros curtinha 400   Alguns candidatos ao Senado estão batendo cabeça para compor suas suplências ou reedita-las, como é o caso de José Medeiros (foto), que, na primeira convenção (anulada), havia fechado chapa pura do Podemos com o vice-prefeito de Cuiabá Niuan...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.