Últimas

Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2007, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

MINISTÉRIO PÚBLICO

Prado deve ser reeleito com chapa única

    As incrições para disputa do cargo de procurador-geral de Justiça do Estado se estendem até o próximo dia 30. Até agora somente Paulo Prado, que ocupa a cadeira, está em pré-campanha. Ele tende a conquistar um feito inédito desde a Constituição de 88: ser reconduzido à Procuradoria-Geral com chapa única. Cauteloso, Prado prefere não comemorar vitória antecipadamente. "Até agora o pessoal está quieto, em silêncio, mas mais para a frente pode aparecer (candidato concorrente)", pondera o procurador-geral. A eleição está marcada para 02 de março. Podem concorrer ao cargo qualquer um dos 26 procuradores da ativa. Votam promotores e procuradores de Justiça. 

    Paulo Prado promete, para um eventual segundo mandato, continuar combatendo de maneira firme as injustiças sociais, os atos de improbidade administrativa e mergulhar em temas, como meio ambiente e direitos do idoso. "Para um segundo mandato, quero discutir mais com a sociedade e levantar questões de suma importância, envolvendo, por exemplo, jovens e adolescentes, o meio ambiente e o combate à improbidade. Assegura que vai lutar também pela 'garantia de um orçamento forte' com vistas a ter um Ministério Público que consiga atender à coletividade. O orçamento anual hoje é R$ 27 milhões.

    O procurador-geral de Justiça discorda da sugestão do governador Blairo Maggi de motivar os Poderes e órgãos vinculados a 'congelarem' os duodécimos para os próximos anos. Observa que até aceitaria manter o repasse fixo para o MPE pelos próximos dois anos, desde que o orçamento para custeio subisse para R$ 35 milhões. "Com R$ 35 milhões fico tranquilo. Aí, eu iria até propor para o Conselho da Magistratura aceitar essa proposta de congelamento".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

A bronca de Saad com Wilson Santos

ricardo saad curtinha 400   O vereador Ricardo Saad (foto), presidente do PSDB da Capital, resolveu disparar a metralhadora verbal contra colegas tucanos. Sobre o ex-prefeito e hoje deputado Wilson Santos, considera que este nada fez para ajudar o partido a se reestruturar, visando as eleições de outubro. Mesmo sendo vice-presidente...

Janela tira muitos políticos do calvário

gilberto figueiredo curtinhas   O fechamento da janela partidária, que encerrou-se no último sábado, dia 4, marcou o fim de um longo calvário aos partidos, que tiveram que suportar em seus quadros políticos que não estavam mais de “alma”, mas somente de “corpo”. Na Câmara...

Só 2 vereadores não vão à reeleição

felipe wellaton curtinha 400   Apenas dois entre os 25 parlamentares cuiabanos não vão buscar a reeleição. O licenciado Gilberto Figueiredo, que trocou o PSB pelo DEM, quer concorrer a prefeito, assim como Felipe Wellaton (foto), que até trocou de partido, saindo do PV e agora no Cidadania. Pretende disputar...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.