Últimas

Sexta-Feira, 29 de Dezembro de 2006, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Prado e Novelli travam embates jurídicos

      O procurador-geral de Justiça do Estado, Paulo Prado, e o presidente do Tribunal de Contas (TCE-MT), José Carlos Novelli, estão em rota de colisão. A briga começou com Prado. O chefe do MPE determinou que os procuradores José Eduardo Faria e Mauro Delfino César deixassem de atuar junto ao TCE para reintegrar à procuradoria, mesmo o Tribunal não tendo criado ainda a estrutura do Ministério Público do Tribunal de Contas.

       Para não comprometer a pauta de julgamento e apreciação anual de contas das câmaras municipais, das prefeituras e da estrutura do governo estadual, Novelli recorreu ao TJ e obteve liminar, garantindo a permanência dos dois procuradores no TCE. Prado prepara recurso no Supremo Tribunal Federal para derrubar a decisão. Enquanto isso, Novelli se vê obrigado a acelerar o processo de criação do MPTC.

        Os dois órgãos auxiliares também brigam por maior fatia orçamentária. O próximo embate jurídico entre o TCE e o MPE vai girar em torno da polêmica Lei 8.575, sancionada pelo governador Blairo Maggi em 31 de outubro deste ano. Foi aprovada na Assembléia sem alarde. A lei autoriza utilização de até 5% da receita do Detran de serviços relativos ao trânsito, principalmente de multa por infração, para investimentos em ações de atribuições ao Ministério Público, através do Fundo de Apoio ao MPE (Funamp). Trata-se de um trunfo para aumentar o orçamento do órgão. Somente neste ano, o MPE chefiado por Prado deve receber R$ 450 mil de repasse do Detran. Para 2007, serão R$ 4,5 milhões. São valores já assegurados em lei. O TCE entende que esse repasse é inconstitucional e se prepara para anular a lei.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

IFMT e jogos de azar em campeonato

ivo da silva 400 curtinha   O professor Ivo da Silva (foto), que integra a Diretoria de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de MT (IFMT), com sede em Cuiabá, apresentou um requerimento ao reitor Willian de Paula, solicitando que sejam suspensas todas as modalidades esportivas correlatas ao...

5 empresas de ônibus estão na disputa

Cinco empresas concorrem à milionária licitação do transporte coletivo de Cuiabá, que será feita em três etapas. Entregaram a documentação nesta sexta à Comissão de Licitação. São elas:  Integração Transporte LTDA; Caribus Transportes e Serviços LTDA; Rápido Cuiabá Transporte Urbano LTDA; Viação Paraense LTDA e Pantanal Transporte...

Nildo deixa Gefron e assume Cáceres

 Jos� Nildo Silva   O coronel José Nildo Silva (foto) deixa o comando do Gefron, responsável pelas ações de combate aos crimes na fronteira, especialmente tráfico de drogas, para assumir o 6º Comando Regional de Cáceres. Antes, Nildo também liderou o Bope, tropa de elite da...

Vereador ganha mais que o prefeito

emanuel pinheiro 400 curtinha   Vereadores estão sendo pressionados por sindicatos de servidores da Capital para levar a Câmara Municipal a elaborar e aprovar uma lei, aumentando o salário do prefeito Emanuel (foto) para, a partir dessa elevação do teto, beneficiar também diversas categorias. Nessa...

MT cria delegacia contra à corrupção

O governador Mauro Mendes (DEM), atendendo exigência do ministério da Justiça e Segurança Pública, sob Sérgio Moro, determinou a criação da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (DECCOR). A medida visa ter acesso aos recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública. No decreto, fica estabelecido que a DECCOR será conduzida por um delegado da classe especial e que será subordinada...

Vereador terá de devolver R$ 106 mil

justino malheiros 400 curtinha   Justino Malheiros (foto), que está licenciado da Câmara de Cuiabá para tratamento de saúde, terá de restituir R$ 106,6 mil aos cofres públicos juntamente com a empresa Votech Tecnologia em Votação Eireli. E o valor deve ser corrigido monetariamente pelo IPCA...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.