Últimas

Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 09h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Rumo a 2010

Pré-candidato, Silval tem a máquina, mas enfrenta críticas pelo efeito divisão de MT

    Silval Barbosa (PMDB) vai encarar a disputa ao Palácio Paiaguás no cargo de chefe do Executivo e com o discurso que contrapõe sua velha bandeira de luta, que foi por uma nova divisão territorial de Mato Grosso. Representante do Nortão, ele travou debates acalorados em defesa da separação. Isso lhe rendeu votos no passado ao ponto de se eleger deputado estadual por duas vezes. Hoje a conversa é diferente. Silval costuma dizer que a gestão Blairo Maggi, que começou em 2003, "conseguiu integrar o Estado, com investimentos em praticamente todas as áreas nas regiões, principalmente em infraestrutura" e, portanto, não há mais que se falar em divisão de Mato Grosso. Esse assunto, mesmo considerado algo do passado pelo peemedebista, será "ressuscitado" na campanha pelos oposicionistas.

    Com um perfil "light", Silval tem a vantagem de agregar a classe política, mesmo fazendo parte de um governo que se mostra mais técnico. Terá a seu favor o fator reeleição. Desde que foi instituída, a regra que permite ao gestor disputar o segundo mandato consecutivo tem beneficiado aquele que já ocupa o cargo. Foi assim na corrida à Prefeitura de Cuiabá, com as reeleições de Roberto França e Wilson Santos. O mesmo aconteceu no governo estadual, com Dante de Oliveira e Blairo Maggi.

   A partir de 31 de março, Silval toma posse como governador e, no cargo, buscará a reeleição. Vai ter sob seu controle um orçamento de praticamente R$ 8 bilhões de uma máquina com quase 100 mil servidores. Isso dá ao peemedebista poder de barganha, inclusive para cooptar aliados em troca de cargos. São cerca de quatro mil em funções comissionadas. Outra vantagem atribuída ao pré-candidato peemedebista é o fato deste não atrapalhar projetos futuros dos chamados caciques políticos, pois, se eleito, permanecerá governador no máximo até 2014, já que uma terceira recandidatura não seria possível.

    Quanto aos obstáculos, o pré-candidato enfrenta o que se chama de falta de bandeira e também patina no discurso. Carrega sobre os ombros o desgaste de um governo que já está no oitavo ano de mandato, o que motiva muitos eleitores a pregarem a renovação. A influência do cacique do PMDB, deputado Carlos Bezerra, atrapalha Silval tanto nas composições políticas quanto junto ao eleitorado. Ex-prefeito de Matupá, Silval leva desvantagem também por ser oriundo de um município com baixa densidade eleitoral se comparado a outros possíveis concorrentes, como Mauro Mendes (PSB) e Wilson Santos (PSDB), que são de Cuiabá. Outro problema é a rejeição de alguns empresários ao nome do governista por causa da pesada carga tributária mantida pela atual gestão.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • aldenora lima | Quinta-Feira, 30 de Setembro de 2010, 09h41
    0
    0

    Tudo bem, Blairo Maggi pode ate ter feito um excelente trabalho, mas e vc Silval qual foi o seu trabalho durante esse governo?

  • CARLOS ALBERTO | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 09h06
    0
    0

    AOS QUE DIZEM QUE O SILVAL,NAO TEM RABO PRESO,,,EU DIGO....A SE O MP,FOSSE ATUANTE!!!ERA SÓ INVESTIGAR,COMO ELE CONSEGUIU TERRAS,EM MATUPA,CONFREZA E OUTRAS MAIS......E A SUA ADMINISTRAÇAO NA ASSEMBLÉIA,,,,SÓ PUXA SACO MESMO PARA DIZER BEM D UM CAMARADA DESSE....OUTRO DIZENDO QUE A DIVISAO DO ESTADO É PASSADO!UMA DAS GRANDES COISAS QUE UM SER HUMANO,SAO OS SEUS SONHOS,,,,E O SILVAL,,,SEMPRE DISSE QUE DIVIDIR O MT,É UM DE SEUS SONHOS,,,,,DISCURSO DO CARA É SÓ EM DAR CONTINUIDADE DO GOV.BLAIRO....SE FOR DAR CONTINUIDADE,,,NÓS DA VARZEA GRANDE,,TAMOS F................NEM UMA OBRA DO GOV,FOI FEITA AQUI NA VG....SAI FORA SILVAL,,,,,,,

  • Cida | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 08h07
    0
    0

    Eu voto no Silval e acredito que não existe ninguem mas preparado para governar nosso Estado que ele. Em 2010 não tem choro, pode ter certeza e Silval na cabeça.

  • João Cuiabano | Sábado, 09 de Janeiro de 2010, 10h08
    0
    0

    E TEM MUITO JORNALISTA QUE TEM PRECONCEITO POR ELE SER DO NORTÃO, FALTOU ESSE FATOR, MAIS SILVAL VAI SER UM GRANDE GOVERNADOR....!!!!

  • Marcia Carvalho - Tangará da Serra | Sexta-Feira, 08 de Janeiro de 2010, 09h14
    0
    0

    Grata pela "publicação" do meu comentário... Agradeço também a "pronta resposta" à minha reivindicação anterior...

  • WANDERSON FERREIRA DA SILVA | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 14h56
    0
    0

    eu vou votar em vc nao por vc mais sim por esse excelente governador BLAIRO MAGGI igual a esse nunca mais mt grosso vai ter barao de melgaco portal do pantanal.,,.,.,..

  • pedreira | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 14h15
    0
    0

    Realmente Silval tem o desgaste da máquina; vem de um município com baixa densidade eleitoral; enfim. Mas o que poderia pegar contra ele seria a bandeira da divisão do Estado. Seria, mas se buscarmos na memória o que era o nortão naqueles idos, até meu neto de 06 anos concordaria com a divisão e com a bandeira por ele levantada. Ficamos por muito tempo esquecidos e abandonados, sem investimentos por parte do governo. Por tais razões que todos nós concordavámos, naquele período triste, pela divisão. Óbvio que hoje já não pensamos assim. No tocante ao cargo de vice governador, Silval o ocupou sem querer ser mais do que ninguém, com a humildade que lhe é peculiar e foi firme na busca do conhecimento das ações desenvolvidas pelo Governo. Diria, sem sombra de dúvida, que foi um Vice participativo. Motivo pelo qual acredito no preparo deste político oriundo de um pequeno município, de nome Matupá, mas de um povo que tem muito orgulho em pertencer a Mato Grosso.

  • Cristiane | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 13h54
    0
    0

    O Silval é uma pessoa muito querida, político que sabe das dificuldades enfrentadas pelo povo, principalmente os mais sofridos na região norte do estado. Homem de perceverança, pessoa humilde, que tenho certeza que fará um excelente governo. Quanto a questão da divisão do estado, naquela época em que a BR 163 não era asfaltada, parecia sim que o Norte não fazia parte de Mato Grosso, era um "abandono só", "terra sem lei", vivi isso lá. Hoje a situação é outra, depois de tanta dedicação e trabalho da sociedade, com a ajuda preciosa da política, podemos dizer que o Nortão é Bem Mato Grosso!! Com muito orgulho, terra querida, o governo Blairo, junto com Silval integraram o Nortão e fale quem quizer a verdade esta ai! Não tem discurso demagogo que consiga inverter a situação. Parabéns Mato Grosso !!!

  • augusto cesar martins de siqueira junior | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 13h44
    0
    0

    olha como que um homem desse, bairrista, que defende apenas os interesses de sua região quer ser governador,e ainda por cima quis ou ainda quer dividir o estado. além disso o mesmo não tem discurso e é fraco politicamente, um governador eficiente é aquele que governa para todos.

  • Sebastião da Cruz | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 11h32
    0
    0

    Este cara é mesmo preparado para administrar o Estado de MT,agora quanto a divisão isso foi passado,pq realmente ele conheçe o estado e sabe mto bem que aas ações que está acontacendo em Cuiabá acontece no mesmo instante em Rondolândia,a distancia encurtou em velocidade rápidas então não tem pq dividir concordo plenamente em Silval e votamos nele ok abraçõ Romilson até a vitoria de Silval.

Jornalistas lançam 1º Anuário Jurídico

antonielle_curtinhas   O site Ponto na Curva e o Animus Centro Empresarial lançam em maio o primeiro Anuário Jurídico de Mato Grosso. A publicação, que é inédita no Estado, é conduzida pelas jornalistas e advogadas Antonielle Costa (foto) e Débora Pinho. A ideia é dar destaque a...

Ao Senado e com apoio de Bolsonaro

jose medeiros 400 curtinha   Com o apoio garantido por Bolsonaro, José Medeiros dá um passo largo rumo ao Senado, já nesta fase de pré-campanha. Entusiasmado, ele marcou a convenção do Podemos para 12 de março. De um lado, o ex-senador e hoje federal entra no rol dos mais cotados por causa do peso do...

EP, macumba e pedido de desculpa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) admite ter sido infeliz ao usar o termo macumba quando se referiu à atuação e torcida de vereadores da oposição para seu governo não conseguir empréstimo de US$ 115 milhões para fazer investimentos. E citou que um deles teria feito...

Apoio entre opositores é pura falsidade

diego guimaraes 400 curtinha   O tão propagado apoio político recíproco entre os vereadores de oposição em Cuiabá, principalmente em relação ao futuro cassado Abílio Júnior, não é verdadeiro. Todos são concorrentes entre si. Tentam viabilizar suas...

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.