Últimas

Quinta-Feira, 22 de Março de 2007, 07h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Pré-candidatos, Jaime e Pagot se distanciam

    Motivados pela sucessão estadual de 2010, o senador Jaime Campos (PFL) e seu suplente Luiz Antônio Pagot (PR) iniciaram processo de ruptura. Ambos são pré-candidatos a governador e, desde já, traçam caminhos opostos, provocando racha entre pefelistas e republicados.

    Nos bastidores, o senador acusa Pagot de pressionar lideranças, principalmente do PFL, para inchar o PR, visando as eleições municipais de 2008 e já abrindo picada rumo ao Palácio Paiaguás. De outro, o articulador político do governador Blairo Maggi condena o estilo populista do parlamentar e tenta construir um projeto com perfil mais técnico.

    O grande trunfo de Pagot para consolidar sua candidatura será a direção-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura Terrestre (Dnit), que detém um orçamento anual de R$ 12 bilhões. A estratégia de Jaime é dificultar que o seu suplente assuma o cargo federal. Mesmo com aval do presidente Lula, o nome de Pagot precisa passar por sabatina no Senado, território de Jaime. 

    Desde a campanha do ano passado, Jaime e Pagot não se entendem. Em público, tentam manter clima de harmonia. Nos bastidores, porém, se criticam mutuamente. Ex-prefeito de Várzea Grande e ex-governador, Jaime Campos só convidou o trator do governo para ser seu primeiro suplente da chapa como forma de atrair a turma da botina, grupo de produtores ligados a Blairo Maggi.

   Mesmo durante o processo eleitoral, Jaime e Pagot estiveram distantes um do outro. O pefelista fez uma campanha independente, seja no corpo-a-corpo, no palanque e/ou na TV. Pagot se dedicou à coordenação da campanha à reeleição de Maggi. A turma da botina desprezou tanto a candidatura de Jaime que o pefelista perdeu feio em Rondonópolis, cidade do governador.

   Agora, logo no início do novo mandato - Jaime no Senado e Pagot no segundo governo Maggi -, ambos partem para o confronto. Enquanto isso, o governador em exercício Silval Barbosa (PMDB) articula, em silêncio, sua candidatura ao Palácio Paiaguás e o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) recua para, primeiro tentar melhorar sua gestão e buscar um novo mandato, passaporte que o credenciará a concorrer à sucessão estadual.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Emanuel no PTB e reeleição do filho

emanuelzinho 400   O PTB está sendo preparado para receber a filiação do prefeito Emanuel Pinheiro, que iniciou o segundo mandato em Cuiabá. Sem ambiente para seguir no MDB, onde passou a enfrentar resistência de toda a bancada do partido na Câmara Federal e na Assembleia, Emanuel recebeu convite de...

Ex-deputado "detona" Aliança por MT

victorio galli 400 curtinha   As deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, que estão na linha de frente pela criação do Aliança pelo Brasil, partido idealizado por Bolsonaro e ainda na fase de coleta de assinaturas para ser formalizado, foram informadas de que o ex-deputado federal Victório Galli...

Saúde em MT sob iminente colapso

Os números da pandemia da Covid-19 em MT são alarmantes. Entre sexta e este sábado foram registrados 1.050 novos casos de pessoas infectadas com o vírus e mais 21 mortes. Desde o início da pandemia, quase 5 mil mato-grossenses já morreram da doença. Em Cuiabá, o índice de ocupação de UTIs chega a 69%, superando o pior período da pandemia, registrado em agosto do ano passado. Em outras regiões do Estado, a...

Prefeito já teve 2 aliados executados

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de terceiro mandato Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, já teve dois assessores próximos e de extrema confiança assassinados. Em setembro de 2012, João César Domingos, que era muito próximo de Pátio, havia atuado no Instituto de Pesquisa e...

Pascoal entre preferidos para o TCE

pascoal santullo 400   Assim como a Assembleia, que tem vários deputados de olho no cargo vitalício no TCE, o Palácio Paiaguás vai brigar pelo direito à indicação à cadeira de conselheiro, caso seja homologado e autorizado o pedido de aposentadoria já feito por Waldir Teis, que...

Governo vai ter consultoria hospitalar

gilberto figueiredo 400 curtinha   O governo estadual terá consultoria em assistência hospitalar. O processo de contratação é tocado pela secretaria de Saúde, sob Gilberto Figueiredo (foto). A ideia é buscar melhorar o atendimento à população e os índices de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.