Últimas

Sábado, 06 de Janeiro de 2007, 01h:16 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Prefeito aumenta salário em 56% e ganha mais que Lula

      O prefeito de Campo Verde, Dimorvam Alencar Brescancim (PDT), aumentou o seu próprio salário em 56%, saltando de R$ 9 mil para R$ 14 mil mensais. Trata-se de um dos maiores subsídios pagos a chefes do executivo do país. O salário do pedetista supera o do presidente Lula e dos governadores Blairo Maggi (R$ 11 mil), de Aécio Neves (PSDB-MG) e se equipara aos R$ 14,6 mil que ganha o governador de São Paulo, José Serra.

     O projeto foi aprovado antes do Natal. Além do aumento de 56% para o prefeito, foram reajustados também o salário da vice-prefeita Matilde Fin Vesk (PMDB) em mais de 80% e dos secretários municipais, que passam a ganhar 40%. Assim, a vice Matilde sai de um subsídio de R$ 3 mil para R$ 5,5 mil. Os secretários, que recebem R$ 3,9 mil, vão ganhar, já na folha de janeiro, R$ 5,5 mil por mês.

      Seis dos nove vereadores votaram pela aprovação do projeto, inclusive o petista Clovis Cezar de Lima. Os demais que aprovaram a mensagem foram Marinês Mezzomo e Geraldo Araújo (ambos PTB), Marcelo Coité (PP), Geovani de Paula Rosa (PDT) e Jader de Ricardi (PDT).O vereador Welson Paulo da Silva (PSDB) foi o único a votar contra o reajuste para o prefeito, vice e os secretários. Orivaldo Reame (PFL) absteve-se de votar.

      Welson da Silva anunciou que vai ingressar com mandado de segurança na Justiça para ou garantir os mesmo índices de reajustes para os servidores ou anular a decisão da Câmara. "O que aconteceu foi uma vergonha. Enquanto isso, o salário mínimo não tem reajuste de 10%", protesta o parlamentar tucano. Ele assegura não ter dúvida quanto à derrubada do projeto na Justiça. Acontece que a Lei Orgânica do Município é clara quando estabelece que os salários do prefeito, vice e secretários serão reajustados na mesma data e índice dos servidores. "Passaram por cima da Lei Orgânica", diz Welson.

       Antes de se eleger prefeito de Campo Verde, Dimorvam foi presidente do Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (Ceprotec). A exemplo dele, o prefeito de Cáceres, Ricardo Heny (PP), ex-secretário de Desenvolvimento do Turismo, reajustou em 40% o seu salário, saindo de R$ 8 mil para R$ 11,6 mil.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...