Últimas

Sábado, 18 de Agosto de 2007, 09h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

RONDONÓPOLIS

Prefeito é condenado como litigante de má-fé

   O empresário e prefeito de Rondonópolis (a 210 km ao Sul de Cuiabá), Adilton Sachetti (PR), um dos grandes produtores do Estado, ingressou com um pedido de Exceção de Pré-Executividade, teve o pedido indeferido e, para piorar sua situação, foi condenado como litigante de má-fé. No embate jurídico, venceu a empresa Sipcam Agro S/A, contra a qual Sachetti moveu a ação no ano passado alegando ser credor. O juiz Luiz Antonio Sari, titular da 1ª Vara Cível, determinou que Sachetti pague à empresa o correspondente a 1% do valor da causa, a título de litigante de má-fé.

   Sachetti acionou a Sipcam, alegando ser credor de Cédula de Produto Rural (CPR), portanto, título hábil a embasar processo executivo. "O requerente (...), após exaustivo requerimento, procura de todas as formas desmerecer o título de crédito, dizendo que a CPR teve sua finalidade legal totalmente desvirtuada. (...) Ora, os argumentos trazidos à liça pelo requerente não tem pertinência e totalmente alheios ao desate da questão, por isso, devem ser repelidos de plano e, em sendo assim só há um caminho a ser trilhado, qual seja, o indeferimento da pretensão", setencia o juiz Luiz Sari.

    Ele determina, então, que Adilton Sachetti efetue o pagamento do percentual de 1% do valor da causa, a título de litigante de má-fé. O magistrado entendeu que o empresário e prefeito "se debruçou em pretensão ou defesa contra fato incontroverso, alterou a verdade dos fatos ao dizer que o título não se presta ao fim colimado, eis que o mesmo é evidentemente inexigível".

   Clique aqui e confira o teor da condenação imposta a Sachetti.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Guilherme Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NOTA 10 para o faro jornalístico do RDnews em detectar o fato e transforma-lo em notícia, já que o personagem central é um gestor público importante. Demonstra independência ao publicá-lo já que é notícia de interesse público. NOTA Três para o texto da notícia porque, apesar de não apresentar falhas ortográficas, exagera nas entre-aspas, com expressões jurídicas de difícil entendimento. O modelo aplicado atropelou a concisão, tornou o texto quase inelegível, na contra-mão do recomendável, principalmente por tratar-se de um material de notícia on-line.

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto). Ele, por sua vez, e para não...

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...