Últimas

Segunda-Feira, 03 de Setembro de 2007, 09h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

JUÍNA

Prefeito e fazendeiros expulsam pesquisadores

Hilton Campos, prefeito de Juína    O prefeito de Juína (a 735 km a Noroeste de Cuiabá), Hilton Campos (PP), se juntou aos vereadores e a fazendeiros para escurraçar jornalistas franceses, membros do Greenpeace e da Organização Amazônia Nativa (Opan). A demonstração de poder sobre o município começou com a chegada do grupo no último dia 19. Com a divulgação de um vídeo, a situação começa a ganhar repercussão internacional. Os membros da expedição foram impedidos de conhecer e documentar áreas recém-desmatadas, além de mostrar a convivência do povo indígena Enawene-Nawe, que vivem basicamente da agricultura e da pesca. 
   No último dia 19, fazendeiros abordaram integrantes das duas organizações no hotel onde estavam hospedados, querendo saber quem eram e o que estavam fazendo na terra "deles". Na manhã seguinte, o local foi cercado por dezenas de fazendeiros e o presidente da Câmara Municipal, vereador Francisco Pedroso, o Chicão (DEM), que exigiam esclarecimentos sobre os objetivos dos visitantes. O grupo foi levado à Câmara Municipal, onde uma sessão especial foi rapidamente organizada.

   Estavam presentes o prefeito Hilton Campos, o presidente da Câmara, o presidente da OAB local, o presidente da Associação dos Produtores Rurais da região do Rio Preto (Aprur), Aderval Bento, vários vereadores e pelos menos 50 fazendeiros. A polícia, inerte, acompanhou tudo. A sessão durou seis horas e os fazendeiros, juntamente com o prefeito, em tom de ameaça repetiam que o grupo não era bem-vindo. Hilton foi intensamente aplaudido quando reafirmou que a viagem dos visitantes não poderia continuar e que nem a polícia poderia interferir na decisão. Escoltados pelos fazendeiros e pela polícia, o grupo, então avisou aos índios sobre o cancelamento da expedição.

   A área é motivo de disputa entre os Enawene-Nawe e os fazendeiros. O conflito para expansão agrícola sobre áreas protegidas e territórios de povos indígenas se arrasta há décadas. E, agora, os fazendeiros já afirmam que os índios são propriedades deles. Já os pesquisadores, saíram da região com o conceito de que Juína é uma terra sem leis.

Confira no vídeo abaixo a investida de fazendeiros e políticos contra a equipe do Greenpeace. 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • JOSE ANDRADE DE SANTANA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FATOS:
    SAO 510 INDIOS QUE JA POSSUEM MAIS DE 700 MIL HECTARES DE TERRAS, NAO PRECISAM DE MAIS NADA;
    SUA AREA DE TERRAS FOI DEMARCADA EM 1996 DEPOIS DE UM LONGO PERIODO DE ESTUDOS E DEBATES;
    JUINA JA POSSUE 59,6% DE SEU MUNICIPIO FORMADO POR AREAS INDIGENAS;OS FAZENDEIROS, PESSOAS DE BEM AQUI CHAMADOS DE GRILEIROS COMPRARAM ESTAS TERRAS DO ESTADO E POSSUEM ESCRITURAS REGISTRADAS;
    GREEN PEACE MENTE MUITO E SO ATENDE A INTERESSES DE PAISES RICOS E QUEREM NOS MANTER CADA VEZ MAIS POBRES E DEPENDENTES DELES, NAO SOMOS MAIS ESCRAVOS; FORA GREEN PEACE; PARABENS POPULAÇAO DE JUINA-MT QUE TEVE CORAGEM DE ENFRENTAR JORGE BUSH E SEUS CAPANGAS;

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    1
    0

    Esse prefeito destruidor da floresta e grileiro de terras da união esta pensando que Mato Grosso ainda esta no sistema feudal e na epoca do coronelismo nao respeita o direito de ir e vir das pessoas e nem quer respeitar o direito a propriedade que os indios possuem antes mesmo dele nascer. Qual é o partido desse crapula, so podia ser o PFL, hoje DEMonios. POLICIA FEDERAL NELE e na sua tropa de choque.

  • Juliana Paes Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É por isso que digo aos meus filhos ...a Justiça é lenta quase parando. Melhor não confiar nela

  • jose da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa area é a mesma que o Intermat Expediu uma
    Certidão Administrativa em nome de Nelso antonio Melhorine daqui de Juina. eo Presidente daquele Orgão falou que essa região não tem pretenção de aumentar á reserva Indigina; fato esse

    vinculado na IMPRENSA.

  • RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Entendemos que o Brasil é um país SOBERANO, logo, não precisa da interferência de vândalos internacionais para a solução de seus problemas internos. FORA GREENPEACE!

  • Ramon Monteagudo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Um tapa na cara... Após assistir ao vídeo, senti, mais uma vez, vergonha de ser brasilieiro. Chega às raias do absurdo a reação de políticos e fazendeiros da região, verdadeiros coronéis que, através da truculência, tomaram para si o papel do Estado. Isso é um atentado à liberdade e uma prova inconteste de que vivemos numa selva. E, nesse caso, os “selvagens” somos nós.

  • Rõmulo Ramos Penha Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhor Governador, esta na hora de tomar providencias, pois o que se viu nas imagens é a policia militar atraves do seu comandante ameaçando a imprensa internacional e não dando proteção como deveria ser feito pela nossa policia. uma vergonha os nossos politicos não terem o minimo de preparo para lidar com situaçòes conflitantes. Será esse o nosso destino de sermos lembrados por agressào ao meio ambiente e tambem quem os defende.

  • Adão de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Grilheiros em pleno 2007? Outro Canãs não !!!
    E eu que pensei que não iria ver isto nunca mais em Mato Grosso, depois do episódio do Jesuíta Vicente Canã . Isto é a beira do fim. Onde já se viu um grupo de fazendeiros provalmente, uma minoria que detém grandes extensões de terras, promover tal absurdo.
    Essa gente é grilheira e da grossa, de grandes extensões de área. O grilo já está em áreas inidgenas por isso não permnitiram a entrada na região. Pergunte a alguém do grupo de fazendeiro, se tem algum documento de área. São todos grilheiros e na maior cara de pau.
    Bem feito, o tiro saiu pela culatra, o Ministério Publico Federal abriu inquérito para apurar tudo. Á exemplo de Colniza , cidade vizinha, a ação da Policia Federal deve ser severa e prender quem promoveu a desordem, já que pensam estar acima da lei. E o prefeito local que icitou o movimento, coisa feia em Hilton Taques. Deveria dar exemplo de civilidade
    E se a PF levantar a ficha criminal de cada um vai ter uma surpresa.
    Vai faltar papel para tanta capivara.
    Grilheiros em pleno 2007 não!!!

  • Odário s.Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E AGORA GOVERNADOR BLAIRO MAGGI E TEREZINHA MAGGI, VAMOS TER QUE FICAR COM MAIS ESSA, JÁ NÃO BASTA COLNIZA SER A CIDADE MAIS VIOLENTA DO BRASIL? AFINAL O SR GOVERNADOR TEM OU NÃO TEM AUTORIDADE NESTA ESTADO? E JUINA VAI CONTINUAR SENDO NO SEU GOVERNO TERRA SEM LEI? OU MELHOR TERRA DOS CORONÉIS?

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.