Últimas

Terça-Feira, 03 de Julho de 2007, 08h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

SAÚDE PÚBLICA

Prefeito e secretário voltam a se reunir nesta 3ª

Guilherme Maluf, secretário de Saúde da CapitalWilson Santos, prefeito de Cuiabá   Após três horas de reunião nesta segunda à noite, o prefeito de Cuiabá Wilson Santos e o seu secretário de Saúde Guilherme Maluf voltam a se reunir nesta terça pela manhã na tentativa de resolver alguns impasses e chegar a um entendimento. Na bronca com o prefeito por falta de respaldo nas negociações salariais com os servidores, Maluf ameaçou entregar o cargo. Vários aliados entraram nas articulações para apagar incêndio, entre eles Carlos Avalone, que perderia a vaga de deputado caso Maluf deixasse a pasta e voltasse a ocupar o posto na Assembléia Legislativa.

    Segundo Maluf, houve avanço na reunião com Santos. "O prefeito está sensível com as nossas propostas de implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários e também do prêmio". Além do encontro desta terça pela manhã, ele pretende se reunir também com os servidores. Quanto ao impacto na folha, os números do prefeito não batem com os dados levantados pelo secretário. Dentro do PCCS, que contempla a categoria com aumento de 25%, Maluf defende reajuste antecipado de ao menos 15%, o que daria um acréscimo na folha salarial de 4,5%. O prefeito apresenta uma outra planilha em que o impacto seria maior.

   Maluf deseja que o prêmio distribuído a todos os servidores da Saúde da Capital seja incorporado em definitivo. Essa premiação é garantida a partir de um repasse mensal de R$ 1,1 milhão do Estado. O prefeito, por sua vez, pondera. Teme, por exemplo, que em 2008, por ser um ano eleitoral, o governo Blairo Maggi possa vir a cortar o repasse, o que levaria a administração municipal a não pagar mais a gratificação.

    Nesse caso, o secretário adianta que vai procurar o governador. Buscará uma forma de, dentro da parceria, o repasse ser garantido em definitivo. Por enquanto, o médico, empresário e deputado licenciado Maluf não fala mais em deixar a Saúde, detentora de um orçamento de R$ 173 milhões.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.