Últimas

Domingo, 11 de Janeiro de 2009, 20h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

RONDONÓPOLIS

Prefeito já "desarma" invasores e empresariado


Prefeito Zé do Pátio, em sua 1ª reunião com os empresários

 No meio de um "tiroteio" disparado pela oposição, o novo prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (PMDB), deu três demonstrações de habilidade política e começa a "dominar" o território, após contemplar vereadores e se reunir com grupo de invasores de terra e com segmentos do empresariado.

  Primeiro, ele contemplou a bancada de vereadores do PR, do ex-prefeito Adilton Sachetti, ao antecipar R$ 123 mil de um duodécimo de aproximadamente R$ 800 mil. O repasse deveria ocorrer neste 10 de janeiro, mas Pátio aceitou liberar parte do recurso 5 dias antes. Com isso, tanto o antecessor quanto o atual presidente da Câmara, vereadores republicanos Ananias Filho e Hélio Pichioni, respectivamente, puderam pagar a folha dos servidores DAS exonerados. Eles foram substituídos, em meio ao troca-troca na Câmara por força da nova legislatura.

    Houve até uma sessão extraordinária convocada por Pátio para dar encaminhamento a vários processos, como contratação por seis meses de profissionais da educação e da área médica. Os contratos tinham encerrados em 31 de dezembro e havia risco dos trabalhos essenciais serem interrompidos por isso. As propostas foram aprovadas pelos vereadores por unanimidade. Assim, os serviços foram mantidos no mesmo ritmo.

   Pátio resolveu encarar grupo de grileiros que, somente na primeira semana de seu mandato invadiram quatro áreas públicas, sendo elas no Parque São Jorge, Sítio Farias, Jardim Carlos Bezerra (fundo do Conjunto São José) e uma outra área no fundo do antigo Distrito Industrial. No encontro, ele pediu trégua. O prefeito solicitou que os invasores retornassem as suas residências que ele iria visitá-los na origem para discutir caso-a-caso a reivindicação por habitação. Uma nova reunião estava prevista para este domingo.

    Empresários

    Na sexta (9), o peemedebista enfrentou um grupo de empresários. A reunião começou tensa. Como tem um perfil mais popular, Pátio busca superar resistência do empresariado, principalmente porque durante a campanha o grupo de Sachetti propagou sobre suposto risco de Rondonópolis não receber novas indústrias se Pátio viesse a ser prefeito. Pátio abriu a reunião propondo parcerias nos ramos do comércio, indústria, serviços e produção.

   Adiantou que todos têm interesse que a cidade cresça de forma ordenada e que é possível desenvolver, respeitando as diferenças e em defesa dos interesses públicos. O prefeito apresentou o seu secretário de Desenvolvimento Econômivo Valdemir Castilho de Souza, o Biliu. Afirmou que a pasta vai trabalhar para novas empresas se instalarem em Rondonópolis e que aceita sugestões.

   A maioria dos empresários presentes são do grupo político do governador Blairo Maggi e do ex-prefeito Sachetti, mas fizeram algumas reivindicações que não conseguiram com o ex-gestor. Solicitaram, por exemplo, que o prefeito priorizasse, na hora de buscar fornecedores, o comércio local, critério ignorado pela administração Sachetti. O novo prefeito bateu o martelo, no sentido de prestigiar as empresas locais, e conclamou aos empresários para reforçar junto ao governador Maggi a necessidade do Estado continuar investindo em Rondonópolis.

   O encontro reuniu representantes de várias entidades, como Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja), do Comércio e Indústria (Acir), da Federação das Associações Comerciais e Empresariais (Facmat), da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Produtores de Sementes (Aprosmat), de Algodão (Ampa), de Transporte de Cargas (ATC), do Sindicato Rural e das Indústrias de Alimentação da Região Sul. Pelo visto, os empresários começaram a mudar a concepção sobre o perfil do novo prefeito.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Miguel Pedro Jorge | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É isso ai seu Pátio vamos gastar o dinheiro que o Sachetti deixou em caixa, duodécimo para os vereadores,não dá pra adiantar o 13º também ?
    Eu acho que tem que comprar de quem tem o preço menor, não interessa se é de Rondonóplis ou de fora. Vamos criar vergonha na cara, se os de fora pode vender mais barato, por que comprar dos empresários daqui? querem mamata é?

  • ADONIRAM VERGILIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É AS MEDIDAS DO ZÉ DO POVO ESTÃO DANDO CERTO.
    ENTRETANTO SEU SECRETÁRIO DE GOVERNO, SEU BILIU, FOI UM VERDADEIRO FIASCO NA REUNIÃO.
    ENTROU MUDO E SAIU CALADO.
    TAMBÉM O CARA NÃO ENTENDE NADA , NEM RTEM COMPETÊNCIA PARA ADMINISTRAR ESSA PASTA.
    CUIDADO ZÉ! A SOCIEDADE E O POVO EM GERAL TÁ DE OLHO.
    NÃO SE COLOCA A RAPOSA PARA CUIDAR DO GALINHEIRO!!!!!!!

  • Altamiro Maia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isto é a prova inconteste do carisma e da habilidade poliítica do sr. Ze Carlos do Patio, um homem inteligente e preparado para o cargo que hora ocupa pois da mesma maneira que conversa com os grileiros tambem fala com o empresariado, mantendo assim a sua fama de um grande político e com toda certesa a maior revelação do PMDB a nivel de Brasil, é só deixarem de torcer para que ele não consiga os seus anseios, e dar tempo para que o mesmo possa mostrar todo o seu potencial e fará em Rondonopolis a melhor administração popular dos ultimos 30 anos, a população confia no seu trabalho e em sua dignidade, vamos lá Zé mostre para os derrotados quem é você. e que Deus lhe ajude.

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os líderes dos sem-teto deram trégua e ficarão em suas casas? Essa informação significa que os supostos líderes se contentaram com bem mais que uma promessa, podendo ser desde colocação em cargo público até adiantamento em espécie. Aliás, esse é o movimento social de Rondonópolis?

    Os líderes do empresariado ficaram satisfeitos porque seus produtos e serviços terão preferência nas aquisições públicas? Isso servirá apenas nas compras de pequeno valor porque nos demais haverá uma gritaria dos empresários de fora, no que estarão cobertos pela Lei.

    Entretanto, o que importa é o baile que o prefeito Zé do Pátio está dando aos grupos de pressão que ser formam. Política é isso aí!

  • maria de jesus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nada era comprado em Rondonópolis,desde uma agulha de costura (R$ 0,20) a um bem de maior valor.Era os chamados leilões eletronicos. Mas, mesmo assim todos os comerciantes locais achava Sachetti o máximo, o maior, o mais competente, o mais rondonopolitano , o mais capaz, o mais mais.Agora estão pedindo pro Pátio prestigiar o comércio local, porque não exigiram do maioral?

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...