Últimas

Sábado, 07 de Abril de 2007, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

PROJETO

Prefeito vai desistir da concessão da Sanecap

Santos vive expectativa de obter R$ 200 mi de financiamento para área de saneamento  

   O prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, vai anunciar nos próximos dias que não fará mais a concessão dos serviços de água e esgoto. O ressurgimento do projeto, aprovado e engavetado na administração Roberto França, vem trazendo à atual gestão desgaste sem precedentes.

    Santos vislumbra a expectativa de conseguir, ainda neste ano, cerca de R$ 200 milhões de financiamento do governo federal para o setor. Essa sinalização já foi o bastante para o tucano refluir da concessão da Sanecap que, para a oposição, representaria a privatização dos serviços.

   Por mais estranho que pareça, o ponto de apoio do prefeito cuiabano em busca do financiamento está sendo o governador de Minas, Aécio Neves, virtual candidato à Presidência da República e, em tese, opositor ao governo do presidente Lula. Com atuação política conciliadora, Aécio acabou conquistando canal livre com o presidente Lula e assumiu compromisso de viabilizar junto ao governo federal os R$ 200 milhões para Cuiabá.

   Wilson Santos escalou o presidente da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap), José Antônio Rosa, para priorizar as negociações. Rosa já esteve em Belo Horizonte por duas vezes para discutir o assunto com o governador mineiro. O assunto é tratado em sigilo.

   Com os R$ 200 milhões, o prefeito tem dito para seus assessores que resolverá todas as deficiências no saneamento. Quer pressa para anunciar logo o fim do processo de concessão previsto para 30 anos. Na expectativa desse grande projeto para o setor, a Sanecap deve cancelar o edital lançado para contratação de empresa especializada com vistas à prestação de serviços técnicos profissionais especializados na área de engenharia consultiva de sistemas elétricos e automação.

   Estrutura

   Caso o financiamento não saia, o prefeito manterá o projeto de concessão. Argumenta que o município não tem capacidade deinvestimento próprio em saneamento básico. A atual gestão assumiu a Sanecap com um passivo de R$ 78 milhões. A arrecadação mensal da Sanecap gira em torno de R$ 5 milhões. Segundo o prefeito, esse montante só é suficiente para manter o custeio da Companhia. Por isso, defende a necessidade de buscar parcerias para investir nos serviços de água e esgoto.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...