Últimas

Sábado, 04 de Julho de 2009, 18h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

BASTIDORES

Prefeito vê atropelo e é contra Fagundes assumir o PR-MT

  O pecuarista e prefeito de segundo mandato de Água Boa, Maurício Tonhá, o Maurição, se opõe à indicação do nome do deputado federal Wellington Fagundes para o comando estadual do PR, maior sigla no Estado com 33 prefeitos, 17 vice, 228 vereadores, 6 parlamentares na Assembleia e 2 deputados federais, além da cadeira de governador. Segundo ele, Fagundes está conduzindo as articulações de forma equivocada. Ele faz elogios à gestão do presidente Moisés Sachetti e evita lançar nomes para suceder o atual dirigente partidário. Maurição destaca que Sachetti "tem feito um bom trabalho" e segue orientação partidária e executa ações diferentes das demais legendas e segue a ótica da principal estrela dos republicanos, que é o governador Blairo Maggi.

   O posicionamento de Maurição deve azedar ainda mais os conflitos internos. Fagundes se lançou pré-candidato a senador, a partir do recuo de Maggi. Agora, ele quer dominar o partido no Estado, mesmo sabendo que terá dificuldades para conciliar a agenda, já que precisa manter ativa a atividade parlamentar, reforçar a candidatura majoritária e ainda cuidar da demanda partidária, com reuniões nos municípios e com líderes de outras siglas em busca de composições para o arco de alianças.

   "As coisas não podem ser feitas na base do afogadilho. O Sachetti tem feito um bom trabalho. Não podemos entrar na linha de criticar o comando do PR como faz a oposição. Se as coisas estão caminhando bem com a atual direção e há críticas é sinal de que alguns estão incomodados com o estilo diferente do partido trabalhar", destaca o prefeito de Água Boa. Ele descarta pretensão de concorrer a cargo proporcional em 2010. Se entrar no páreo, garante, será para governador. "Não tenho perfil de legislador. Me sinto bem no Executivo". Assim, admite disputa ao Palácio Paiaguás, mesmo sabendo que hoje não tem a mínima visibilidade eleitoral para tanto.

    Questionado sobre a regra estabelecida pela bancada do PR na Assembleia, segundo a qual quem for candidato proporcional no pleito de 2010 não pode assumir a presidência estadual e nem o cargo de secretário-geral, Maurição observa que isso é uma discussão pequena. "Pode assumir, sim. O partido é o maior do Estado e não é do Blairo Maggi, nem dos seus 6 deputados estaduais, nem dos seus 2 federais, nem dos 33 prefeitos, enfim, de ninguém. Precisamos, sim, juntar forças. O Wellington pode vir a ser o presidente do PR e ele é uma grande liderança. Agora, não pode conduzir as coisas dessa maneira".

    Maurição entende que pré-candidato proporcional, como o ex-deputado Emanuel Pinheiro, secretário-geral da legenda que está avaliando a ideia de disputar vaga na Assembleia, pode continuar na direção do partido, sem nenhum problema. Não vê privilégio nessa condição. "Isso não tem nada a ver. Esse tipo de discurso (de candidato proporcional não poder ocupar presidência ou a primeira-secretaria) é de quem olha só para o umbigo. Tem é que abrir espaço para quem alimenta pretensão política, vontade, coragem, histórico, determinação e habilidade para o diálogo".

    Controvérsia

   Enquanto Fagundes "costurou" apoio junto aos seis deputados da bancada na Assembleia (Sérgio Ricardo, Jota Barreto, Wagner Ramos, Sebastião Rezende, Mauro Savi e João Malheiros) e tenta respaldo do Palácio Paiaguás para assumir a presidência do PR, já que Sachetti deve deixar o cargo a partir do próximo dia 30, um grupo de prefeitos e outros membros da direção da sigla se posiciona contra. O que mais complicou Fagundes foi o fato deste atropelar o processo e fazer acordo político que privilegia o seu colega federal Homero Pereira no projeto de reeleição. O pacto para uma "campanha casasa" foi o seguinte: Homero apóia Fagundes para senador e para assumir a presidência do PR-MT e, em moeda de troca, recebe transferência da base eleitoral de Fagundes, principalmente nas regiões Sul e Araguaia. Os demais virtuais candidatos sentiram-se excluídos porque, com esse tipo de estratégia, o deputado que já perdeu duas eleições para prefeito de Rondonópolis, só estaria "pensando no próprio umbigo".

   Outro argumento da turma da botina, grupo ligado ao governador, para barrar Fagundes seria o fato deste querer transformar o PR no velho Partido Liberal, que foi controlado pelo deputado por vários anos e, nesse período, ter permanecido como uma sigla fechada e pequena. Curiosamente, o PR nasceu a partir da morte do PL que se fundiu como o Prona.

    A cúpula republicana convocou reunião ampliada para discutir como ficará o comando da legenda. Em princípio, a reunião tinha sido convocada para esta segunda (6) pelo presidente Moisés Sachetti,k pré-candidato a deputado federal. Agora, a tendência é que seja adiada para quarta ou quinta.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • flavio figueredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se as construtoras de MT virassem Municipios o deputado Wellinton Fagundes teria chance de tornar Senador ,este deputado só sabe fazer loby para empreiteiro sobre pretexto de que é um Deputado que trabalha(interesse próprio). O PR não pode cair nessa, veja bem; que a CPI do DNIT foi aprovada o envolvimento do Deputado lobista com o superintendente do DNIT em MT é unha e carne com Deputado pode ter escandalo por vir. O comentário acima do PIERRE mostra o envolvimento dele com empreiteiras pois este rapaz é funcionário da TRIMEC que faz obra com o DNIT(RECENTE) e ao mesmo tempo o Pierre tem um trabalho de confiança muito forte com deputado. uM DOSSIÊ JA ESTA MONTADO PARA SER ENCAMINHADO PARA CPI TÃO LOGO ELE COMECE ENVOLVENDO A TRIMEC,DEPUTADO WF E SEUS ASSESSORES. O PR não pode viver com essa ameaça vamos lembrar das Sanguessugas...

  • luis antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pierre que faz a defesa do deputado wellinton fagundes ai acima é fucionário de uma empreiteira em cuiaba que tem negócios com deputado , inclusive esta empresa executa emendas parlamentar do deputado wf, em defesa do wellinton só encontramos gente desse tipo pessoas com interesse em emenda e não com interesse no partido PR ou por MT.

  • mariozinho villasboas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    meu deus do céu, graças ao maurição., to conhecendo este tal de wellinton fagundes., enfiaram ele guela baixo no pr e ainda quer tirar o saquetti e o pinheiro., se o pr não se unir para apoiar o saquetti todo nosso trabalho vai pro fundo do posso.,, estranho o sr governador não saber disto., sera que o gov ta dormindo eu acho que o murilo acordou e alguem dormiu.

  • antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    para quem conhece o mauricio,,,sabe que se trata de uma pessoa nota 10,,tive o prazer de ter conhecido,e prestado alguns serviços ao mesmo,na estancia bahia cba,,,camarada honesto,trabalhador,cumpridor de suas obrigaçoes,é uma pessoa que nao precisa da politica,e de um coraçao tamanho do mundo...eu e minha familia,torcemos que um dia vc possa estar no mais alto escalao da politica de mt....que DEUS TE ILUMINE JUNTO DA SUA FAMILIA....

  • João | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muiuto bem Maurição, não te conheço, mas sou seu fã pelo o que voce falou do Welton Fagundes, mostrou que não tem medo.
    MT precisa de pessoas assim, e desde já lanço seu nome para governador ou senador pelo PR no lugar do Welton Fagundes que não vai a lugar nenhum.
    Se o Welton pegar o partido o PR vai acabar em MT e peço Maurição não deixa, vai em frente.

  • pedro paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado! o RDNews de uma enfaze muito
    grande no caso dos militares supostamente envolvidos nos esquemas de grilagem de terra, no qual militares, empresários, e politicos estão envolvidos, deu o nome dos
    empresários,militares etc. Porem foi parcial
    quando não citou o nome do dep. federal
    WELLINTON FAGUNDES, como sendo o chefe
    do ESQUEMA.
    Deveria fazer igual a GAZETA, não omitir nome
    algum. É assim que se faz jornalismo sério!
    Por tudo isso considero o posicionamento do prefeito de não aceitar o nome do WELLINTON
    corretissima.

  • pedro elias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse maurição é uma das poucas figuras com lucidez dentro desse Partido

  • claudio portella | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que esse wellinton fagundes esta fazendo com sachetti é pura Covardia...

  • ANTONIO DA SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa turma da botina estao confundindo politicas publicas com atividades economicas,chegando ao ponto de explodir o pr.partido que esta ficando sem comando e rumo,porque a unica proposta chama-se poder.

  • marcelo alencar v. t. silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    este homero conseguiu passar melado na boca do wellington para ficar com seus eleitores., e ele vergonhosamente tentou patrolar o sacheti., estranho porque em varzea grande os botinudos são sacheti e o emanuel pinheiro e nos salvaram dos campos., onde estava este tal de wellington e
    homero! agora vem tentar se aproveitar., aqui
    se eles quizerem voto vai ter que pedir pro moises e emanuel .., e ai eu quero ver a onça beber agua., e wellington cuidado este cara que a vaga de senado., ai vai sobrar pro wellinton vaga de deputado estadual. rsrsrs

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...