Últimas

Domingo, 31 de Dezembro de 2006, 08h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Prefiro sair do PFL a mudar de perfil, diz Vilceu

      É tenso o clima entre a direção regional do PFL e o secretário de Estado de Infra-estrutura (Sinfra), Vilceu Marchetti, acusado por membros da executiva de ignorar a legenda para se firmar no cargo. O senador eleito Jaime Campos e alguns deputados da bancada pefelista na Assembléia, como Dilceu Dal Bosco e Humberto Bosaipo, defendem a expulsão de Marchetti.

      Já o secretário considera que o partido está sendo injusto com ele. "Eu tenho um perfil de secretário e não vou mudar. Se o PFL não quer esse perfil eu prefiro sair do partido", avisou Marchetti, nesta sexta (31). Segundo ele, o seu histórico partidário e também como secretário de Estado mostra que tem sido atuante e leal. Enfatiza que é preciso fazer um retrospecto. Lembra que, inicialmente, o PFL havia indicado o vereador várzea-grandese Gonçalo Almeida, o Pente Fino, para o cargo de superintendente de Manutenção de Rodovias da Sinfra. Assim que Pente Fino foi exonerado, o governador ofereceu-lhe o cargo de superintendente. Quase dois anos depois, Marchetti recebe outro convite de Maggi, desta vez para substituir o então secretário Luiz Pagot, remanejado para a Casa Civil. "Assim que o governador acenou, eu fui no PFL buscar apoio. A direção do partido fez três ou quatro reuniões e nem indicou e nem vetou e eu fui nomeado. Acho que fiz um bom trabalho e fui convidado para continuar. Que crime eu cometi contra o partido!", reage Vilceu Marchetti. "Não vou mudar minha forma de agir. Só tem uma pessoa que cumpro ordens enquanto secretário: o governador Blairo Maggi", completa.

        O deputado estadual Dilceu Dal Bosco foi um dos que articularam nos bastidores para ficar no comando da Sinfra. Numa reunião recente no Palácio Paiaguás, o governador propôs que ele assumisse o Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (Ceprotec). Dal Bosco recusou a proposta. Disse que só aceitaria compor o governo se fosse a Sinfra.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

IFMT e jogos de azar em campeonato

ivo da silva 400 curtinha   O professor Ivo da Silva (foto), que integra a Diretoria de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de MT (IFMT), com sede em Cuiabá, apresentou um requerimento ao reitor Willian de Paula, solicitando que sejam suspensas todas as modalidades esportivas correlatas ao...

5 empresas de ônibus estão na disputa

Cinco empresas concorrem à milionária licitação do transporte coletivo de Cuiabá, que será feita em três etapas. Entregaram a documentação nesta sexta à Comissão de Licitação. São elas:  Integração Transporte LTDA; Caribus Transportes e Serviços LTDA; Rápido Cuiabá Transporte Urbano LTDA; Viação Paraense LTDA e Pantanal Transporte...

Nildo deixa Gefron e assume Cáceres

 Jos� Nildo Silva   O coronel José Nildo Silva (foto) deixa o comando do Gefron, responsável pelas ações de combate aos crimes na fronteira, especialmente tráfico de drogas, para assumir o 6º Comando Regional de Cáceres. Antes, Nildo também liderou o Bope, tropa de elite da...

Vereador ganha mais que o prefeito

emanuel pinheiro 400 curtinha   Vereadores estão sendo pressionados por sindicatos de servidores da Capital para levar a Câmara Municipal a elaborar e aprovar uma lei, aumentando o salário do prefeito Emanuel (foto) para, a partir dessa elevação do teto, beneficiar também diversas categorias. Nessa...

MT cria delegacia contra à corrupção

O governador Mauro Mendes (DEM), atendendo exigência do ministério da Justiça e Segurança Pública, sob Sérgio Moro, determinou a criação da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (DECCOR). A medida visa ter acesso aos recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública. No decreto, fica estabelecido que a DECCOR será conduzida por um delegado da classe especial e que será subordinada...

Vereador terá de devolver R$ 106 mil

justino malheiros 400 curtinha   Justino Malheiros (foto), que está licenciado da Câmara de Cuiabá para tratamento de saúde, terá de restituir R$ 106,6 mil aos cofres públicos juntamente com a empresa Votech Tecnologia em Votação Eireli. E o valor deve ser corrigido monetariamente pelo IPCA...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.