Últimas

Sexta-Feira, 30 de Março de 2007, 06h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Presidente da AL trabalha candidatura a prefeito

     Ele recebe críticas e ataques de todos os grupos políticos, inclusive dos aliados, que chamam-no de populista e demagogo e, mesmo assim, evita confrontá-los. Com esse jeitinho mineiro, vem conquistando espaço gradativamente. É asim que o apresentador de TV, Sérgio Ricardo (PR), está construindo uma trajetória política meteórica.

    Sérgio se elegeu vereador por Cuiabá, está no segundo mandato de deputado estadual, ganhou a presidêcia da Assembléia e agora, nos bastidores, já está costurando apoio para uma nova candidatura a prefeito da Capital. Em 2004, ele disputou e, mesmo com apoio do então prefeito Roberto França e do governador Blairo Maggi, não passou do primeiro turno. Ficou em terceiro lugar. No mesmo ritmo com que concorre a cargos eletivos muda de partido. Iniciou no PMN, pulou para o PFL, depois para o PPS e, agora, migrou para o PR.

   Para Sérgio Ricardo, na vida pública, principalmente na disputa por cargo eletivo, é preciso absorver a frase segundo a qual "política é a arte de engolir sapo". Ele pondera que prefere não reagir aos ataques com a mesma moeda porque os que são adversários hoje podem ser aliados no futuro.

    A idéia do presidente da Assembléia, que comanda um orçamento anual de R$ 155 milhões, é aglutinar. Assim, bateu a porta do governador Blairo Maggi e obteve apoio para comandar o novo PR em Cuiabá. Terá autonomia para articular alianças e candidaturas de vereador e de prefeito. Sérgio admite a pretensão de concorrer novamente à sucessão municipal, mas, ao ser perguntado sobre o assunto, prefere dizer que há também outros nomes do grupo no páreo, como, por exemplo, do empresário Mauro Mendes, presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiemt).

    A turma da botina, grupo com forte ligação com o governador Maggi, passou a "engolir" Sérgio, primeiro pelo respaldo popular que ele conquistou, principalmente na Baixada Cuiabana e, segundo, por conduzir hoje o Poder Legislativo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

A bronca de Saad com Wilson Santos

ricardo saad curtinha 400   O vereador Ricardo Saad (foto), presidente do PSDB da Capital, resolveu disparar a metralhadora verbal contra colegas tucanos. Sobre o ex-prefeito e hoje deputado Wilson Santos, considera que este nada fez para ajudar o partido a se reestruturar, visando as eleições de outubro. Mesmo sendo vice-presidente...

Janela tira muitos políticos do calvário

gilberto figueiredo curtinhas   O fechamento da janela partidária, que encerrou-se no último sábado, dia 4, marcou o fim de um longo calvário aos partidos, que tiveram que suportar em seus quadros políticos que não estavam mais de “alma”, mas somente de “corpo”. Na Câmara...

Só 2 vereadores não vão à reeleição

felipe wellaton curtinha 400   Apenas dois entre os 25 parlamentares cuiabanos não vão buscar a reeleição. O licenciado Gilberto Figueiredo, que trocou o PSB pelo DEM, quer concorrer a prefeito, assim como Felipe Wellaton (foto), que até trocou de partido, saindo do PV e agora no Cidadania. Pretende disputar...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.