Últimas

Segunda-Feira, 14 de Julho de 2008, 21h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Presidente da OAB defende ministro e critica a PF

  As críticas ao ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, causaram revolta no presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso, Francisco Faiad. Para ele, as censuras feita ao mato-grossense pela decisão de libertar o banqueiro Daniel Dantas “são graves atentados à ordem jurídica nacional”. Segundo Faiad, Mendes tomou decisão com base nos termos da legislação. O presidente da Ordem voltou a criticar o que chamou de “pirotecnia” nas operações da Polícia Federal. “A PF não pode ser entendida como uma entidade justiceira, que atua em favor dos fracos e dos oprimidos das histórias de quadrinho”, frisa.

  “Da mesma forma que estamos cansados da bandalheira e da corrupção que assolam o Brasil, estamos saturados com esse tipo de atuação da PF. É uma velha conhecida de Mato Grosso. Não há mais espaço para corruptos e também não há mais espaços para justiceiros. O Brasil precisa de instituições fortes”, acrescenta. Ele ainda lamenta que a sociedade se coloque a favor desse tipo de situação: “Hoje quem aplaude essas atitudes inconstitucionais, de total despeito aos princípios básicos do cidadão, corre o risco de ser vítima desse absolutismo que tenta se implantar no Brasil”. (Alline Marques)

  • Clique aqui e leia mais sobre o assunto

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Josemar Aurélio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns dr.Faid pela coragem em defender o ato justo e digno de um magistrado do nosso S.T.F Ministro Gilmar Mendes em dar um basta ,aos abusos e pirotecnias do malfada e politiqueira Policia Federal do PT Brasileiro.

  • joao.honesto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria de saber quais foram as providências que o Presidente da OAB;MT tomou em relação a senhora que foi presa por furtar seis penos de pratos em Cuiabá.Bem como, as providencias tomadas contra os policiais que fizeram os reeducandos do Pascoal Ramos ingerir cacos de vidros, antes de tomar a defesa do ministro Gilmar Mendes.
    A PF e o Juiz Federal recebeu solidariedade e apoio de várias associações de magistrados e Procuradores federais, somente o nobre Presidente da OAB;MT insiste em nadar contra a maré,estranho não!!

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Discordo da posição do Presidente da OAB, podem ter ocorrido alguns ecessos nas operações da PF porém quando são colocadas algemas em poderosos corruptos algumas instituições Judiciais reagem.
    A posiçao tomada pelo presidente do STF não contribui em nada, no combate a corrupção e a impunidade, pricipalmente quando o corrupto afirma que no STF é mais facil.
    Fora Gilmar Mendes, parabens a Policia Federal, Justiça Federal e Ministério Público.

  • Auro Guilherme | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Presidente.

  • JOÃO GALDINO DE MEDEIROS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Já dizia um velho adágio: Em cada cabeça uma sentença. Assim sendo, sinto-me à vontade para dar a minha. Nos meus ídos tempos escolares, de alguma parte sobre aplicação de leis, guardei: Universalidade; retroatividade, quando benéfica e espírito da lei. As leis existem como forma de se disciplinar usos e costumes, direitos e obrigações e, em decorrência delas, a de se fazer justiça, entendo-se que, em se fazendo necessária, alguma injustiça esteja sendo praticada. Ocorre, porém, que as legislações sobre quaisquer direitos/obrigações, jamais terão condições de prever/abranger todas as situações/necessidades em que venham a ser rogadas, em razão disso é que o magistrado, de qualquer instância, na imprecisão dos dados de avaliação, recorre ao espírito da lei, visto que esse espírito é o de se buscar fazer justiça baseado em outros fatos, os quais, no caso presente, sãos os antecedentes criminais, isso mesmo, criminais, dos recorrentes. No caso em pauta, tenho o direito de afirmar que o ministro já absolveu, definitivamente, o réu, dando a entender que todo o conteúdo do processo formalizado pelo Ministério Público e Polícia Federal são peças de ficção. Só êle é o detentor da verdade e intérprete infalível das leis. Esse Ministro ... Quem viver, verá!

  • léo medeiros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O pesacdor quando não tem condição
    de defender os tubarões reclama da isca!

  • Adurra Olecram | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem viu o Faiad do passado e o vê nos dias de hoje não consegue entender seu comportamento.
    Talvez nestes tempos de sucessão de desembargador na vaga do quinto constitucional justifique seu posicionamento.
    Uma pena, faz qualquer coisa pra se manter na crista da onda.

  • Carlos S. | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PREZADO DR FAIAD, SAIA DO PALANQUE, NÃO PERDE O VICIO MESMO NÉ?

  • léo medeiros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Caso Dantas

    “Quando se confrontar com um caso aparentemente insolúvel, elimine todas as impossibilidades. A alternativa que sobrar, por mais implausível que seja, será a resposta para sua pergunta” (Sherlock Holmes).

    Seguindo a sugestão do nobre detetive, vamos tentar adaptar o método Sherlock Holmes para o caso Daniel Dantas.

    Eu não tenho formação jurídica e nem sei ler a mente das pessoas, mas um ser humano capaz sempre pode eliminar certas inconsistências.

    1) Gilmar Mendes (Presidente do STF): concedeu o habeas corpus a Dantas tanto da primeira como da segunda vez. Certo ou errado, ele foi consistente.

    2) Fausto Martin de Sanctis(Juiz Federal): pediu a prisão de Dantas, mas se “esqueceu” de fazer o mesmo para Gilberto Carvalho (secretário de Lula) e Greenhalgh (ex-deputado do PT). Ambos são flagrados em conversas telefônicas tão estranhas quanto as evidências apresentadas contra Dantas. O Juiz parece não ser tão severo com membros da elite petista, isto é um sinal de inconsistência.

    3) Senador Eduardo Suplicy: apareceu no Jornal Nacional para fazer o que sempre faz. Suplicy me lembra um juiz de luta livre: nunca vê a cadeirada nas costas. Nenhuma inconsistência.

    4) Juizes Federais: fizeram um abaixo-assinado de repúdio a decisão do STF. Juiz não tem que fazer abaixo-assinado, juiz tem que fazer sentença. Se o STF está errado, os Juizes, a OAB e os demais deveriam tomar as providências JURÍDICAS, e não ficar fazendo abaixo-assinado.

    5) Protógenes Queiroz (delegado): onde está o som dos vídeos feitos? Onde estão os vídeos que mostram Daniel Dantas cometendo atos ilegais? Até agora temos vídeos de pessoas negociando em “nome” de Dantas. Não é preciso ser advogado para saber que essa prova não se sustenta num tribunal.

    6) Tarso Genro (Ministro da Justiça): quer um crivo mais severo para Dantas do que o que pediu para os companheiros de partido no caso do mensalão. Incosistente até debaixo d’água.

    7) Daniel Dantas: não sei se é inocente ou culpado. Mas sei de uma coisa: a fama de inteligente é pura cascata. Um homem inteligente nunca estaria na companhia de pessoas que ele está. Isto não é crime, mas certamente não é inteligência. Inteligente é Bill Gates, foi Henry Ford, Dantas é alguém normal que se associou ao Estado para obter vantagens.

    Para finalizar, essa investigação tem pouquíssima credibilidade. Basta lembrar que originalmente se cogitou que Dantas teria informação privilegiada sobre o comportamento futuro do FED (Banco Central Americano). Nem o jornal mais conspiracionista dos Estados Unidos levou isso a sério. Quando uma investigação divulga uma informação como essa já mostra que não pode ser levada a sério.

  • JONAS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DR.FAIAD SAI DESSA PROCURA RESOLVER COISA DO NOSSO ESTADO,DEIXA A POLICIA FEDERAL E AJUSTIÇA FEDERAL TRABALHA NOS QUEREMOS QUE OSCULPADOS SEJA PUNIDOS.[DR.FAIAD EU TEADEMIRA PELO TRABALHO QUE VEM FAZENDO.

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS