Últimas

Terça-Feira, 18 de Março de 2008, 13h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Presidente do PMDB, Lutero abre diálogo com PR

Novo dirigente não cita conversações sobre alianças com o PSDB do prefeito e prefere sinalizar para outras siglas

  Uma eventual aliança PSDB-PMDB pela reeleição do prefeito cuiabano Wilson Santos começa a ser descartada. É o que sinaliza o novo presidente do diretório municipal peemedebista, vereador Lutero Ponce, que comanda a Câmara Municipal. Ele abriu, inclusive, conversações sobre acordo com o PR, que, em tese, começa a fazer oposição ao Palácio Alencastro. Lutero foi eleito em convenção no último sábado e agora atrai para si as conversações sobre alianças políticas.

   Perguntado sobre as "costuras" visando ao pleito de 5 de outubro, Lutero preferiu desconversar sobre o assunto. Disse apenas que o PMDB busca entendimento com o PR, que tende a lançar Mauro Mendes a prefeito, com o PSB do também pré-candidato Valtenir Pereira e com o PTB, que já fechou acordo com Santos. Não fez referências ao PSDB do prefeito. "Estamos abertos a conversar com todos os partidos".

   Em verdade, o PMDB perdeu força nas negociações, após a desfiliação do deputado Walter Rabello, que agora está no PP e lidera a disputa rumo ao Palácio Alencastro. Os peemedebistas admitem que não possuem nome com visibilidade eleitoral capaz de encabeçar chapa própria. Dessa forma, vão buscar acordo na proporcional, visando candidaturas de vereador.

   Lutero tem uma posição partidária dúbia. Num primeiro momento, assim que deixou o PP e migrou para o PMDB, ele sinalizou que manteria apoio ao prefeito. Depois, mediante troca de farpas e redução do duodécimo da Câmara por parte do Executivo - leia mais aqui -, o peemedebista se distanciou de Santos. No fundo, tenta se valorizar, principalmente por estar na condição de presidente da Câmara.

    Provocado sobre como avalia a gestão Santos, Lutero Ponce limitou-se a dizer nesta terça, durante a sessão ordinária, que "nunca teve uma ligação muito forte com o prefeito, nem para sim e nem para não”. “Vejo que a atual administração tem pontos positivos e negativos”, comentou Lutero, com sua avaliação superficial. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Pedrinho Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sai da moita Lutero. Tá na hora

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...

MAIS LIDAS