Últimas

Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2007, 13h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

JUDICIÁRIO

Presidente explica ao CNJ a aquisição de veículos

   O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Lessa, se antecipou e já protocolou no Conselho Nacional de Justiça um relatório com as explicações acerca da compra dos 30 veículos Toyota Corollas e nove Chevrolets Astra, realizada em janeiro de 2005. Lessa forneceu também as informações sobre o auxílio-transporte pago a magistrados mato-grossenses. O CNJ determinou a suspensão do leilão dos veículos, já prestes a ser realizado, e também do auxílio-transporte, que supera a R$ 4 mil mensais. Em audiência com o ministro-corregedor, César Asfor Rocha, Lessa disse que pretende buscar uma solução rápida para o caso, ou de autorização pelo CNJ para se realizar leilão ou para uso dos veículos pelos magistrados. "O objetivo maior é resguardar o patrimônio público", diz.

    No processo de aquisição de veículos, o presidente do TJ explica todas as etapas do processo. Lembra que após o recebimento dos veículos, o então presidente José Ferreira Leite comunicou a todos os desembargadores que os carros estavam à disposição e pediu urgência na manifestação sobre o interesse pela sua utilização. Em seguida, o sucessor de Ferreira Leite, desembargador José Jurandir de Lima, enviou novos ofícios circulares aos magistrados. Desta vez, avisou sobre a exclusão da verba referente a auxílio-transporte da folha de pagamento, em face do uso dos veículos disponbilizados.

    "(...) Em resposta à consulta referente ao procedimento a ser adotado a partir de então, o desembargador-presidente José Jurandir de Lima decidiu que a verba referente ao auxílio-transporte seria suprimida da remuneração dos magistrados enquanto estes utilizassem os veículos postos a sua disposição, mantendo a referida verba àqueles que não receberam ou que devolveram os veículos oficiais", escreve Paulo Lessa, em seu relatório.

    Sobre a proposta de leilão dos veículos, o atual presidente do TJ destaca que houve avaliação junto ao mercado de automóveis e em concessionárias autorizadas. O valor mínimo de lance seria de R$ 44 mil para cada Corolla, que, em 2005, custou R$ 62,5 mil. No caso dos Astras, cada um seria negociado hoje por R$ 39 mil. O leilão foi suspenso por determinação do CNJ, a quem caberá agora definir o destino dos veículos.

     Clique aqui e leia a integra do relatório do presidente do TJ/MT encaminhado ao CNJ.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • luiz a. vargas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    isto é uma verdadeira vergonha, isto é gastar o dinheiro público qua anda tão carente de educação, segurança, saude etc,etc,etc. O pobre do trabalhador simples e honesto não tem nem os R$ 2,05 para ir trabalhar todos os dias enquanto um magistrado desses alem do polpudo salário ainda tem um veiulo desse porte com ar e todo conforto possivel abastecido com motorista e mais R$ 4.000,00 por mês de auxilio transporte, ora meu Deus onde é que nos estamos? É uma aberração da natureza, este pais não tem jeito mesmo.

  • Robert Cyriaco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vcs notaram que a "prestação de contas" ao CNJ só se refere ao Des. José Ferreira ? Essa briga está pegando mal para o TJ, enquanto isso, servidores "fantasmas" ficam no litoral do estado do Rio !!

  • Wladimir Colman | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Muito se fala, pouco se faz!


    Se não acordarmos quanto cidadões. Nada mudará!

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E, olha que esta é a instituição que "cuida" da justiça em Mato- Grosso e agora imagine outros poderes.

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Roberto Siriaco esta dizendo que existem funcionarios fantasmas a "rodo" dentro da extrutura do TJMT, fala-se muito muito que existem varios empresarios que recebem salarios pelo tjmt, são concursados mais estão a disposição de gabinetes de juizes e desembargadores mas nunca aparecem no tribunal... será que isso é verdade?

Covid mata 20º pastor da Assembleia

aparecido domingues pastor cidao 400   Morreu neste sábado mais um pastor da Assembleia de Deus em consequência da Covid-19. Aparecido Francisco Domingues, o Cidão (foto), que era vice-presidente em Paranaíta, é o 20º pastor da Igreja em Mato Grosso a vir a óbito, após ser infectado pelo novo...

Os virtuais candidatos a governador

ygor moura 400   Mesmo que timidamente, alguns começam a externar, em privado, o desejar de disputar o governo estadual por um bloco de oposição, contrapondo o projeto de reeleição de Mauro Mendes. O empresário Ygor Moura (foto), da rede de clínicas de depilação Espaçolaser,...

Nomes "de fora" pra deputado federal

valtenir pereira 400   Enquantos os oito deputados da bancada federal de MT (Barbudo, Medeiros, Leonardo, Rosa Neide, Juarez, Bezerra, Emanuelzinho e Neri) vão em busca da reeleição, na esperança de continuarem em Brasilia por mais quatro anos, outros líderes correm por fora, dispostos a também entrar na...

Todos federais vão tentar a reeleição

carlos bezerra 400   Todos os oito deputados federais mato-grossenses estão trabalhando projeto de reeleição. Mas um resolveu espalhar, em paralelo, a ideia de tentar o Senado: Neri Geller (PP). Sabe-se, porém, que a jogada do deputado de Lucas do Rio Verde e que já foi ministro da Agricultura não passa de...

Mil cestas básicas vão para músicos

alberto machado 400   O secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está comemorando a decisão do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, que desenvolve ações sociais de forma voluntária, de disponibilizar mil cestas básicas para...

Assembleia cede espaço pra vacinação

Eduardo Botelho _ 400   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro procurou e encontrou apoio da Assembleia para ampliar locais de vacinação da população contra Covid-19. Em reunião nesta sexta entre o prefeito e os deputados Eduardo Botelho (foto), Paulo Araújo e João José, que preside a...