Últimas

Terça-Feira, 23 de Julho de 2013, 19h:18 | Atualizado: 24/07/2013, 07h:46

VÁRZEA GRANDE

Pressionados, vereadores de VG pausam "férias" para votar LDO

Rodinei Crescêncio -- Vereador Pery Taborelli (PV)   Após pressão, os vereadores de Várzea Grande terão que suspender a “folga” e voltar à Câmara nesta quarta (24) para votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Serão duas sessões extraordinárias, com início às 9h, sem ônus para o município. Além da LDO, está em pauta votação do Plano Plurianual (PPA). Os vereadores foram os únicos que protelaram a votação da lei, o que prejudica o planejamento da Lei Orçamentária Anual (LOA), para 2014.

   O presidente do Legislativo, Waldir Bento (PMDB), chegou a dizer que não havia problema deixar a votação para agosto, pois o trâmite não é exigência no Regimento Interno. O peemedebista, contudo, precisou voltar atrás. A realização da sessão foi decidida durante reunião convocada pelo líder do prefeito, Kalil Sarat Baracat, na noite de segunda (22). Ao todo, 16 parlamentares participaram. Além deles, também estavam presentes os secretários de Planejamento, José Augusto de Moraes, e de Governo, Ismael Alves.

   Mesmo sabendo que haveria sessão extraordinária na quarta, já que seu nome consta na lista de presentes na reunião de segunda, o vereador Pery Taborelli (PV) aproveitou a situação e enviou à imprensa nesta terça (23), informação de que iria entrar com ação no Ministério Público contra o presidente da Câmara, Waldir Bento, alegando irregularidades na tramitação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para o exercício de 2014. Oposição, o vereador disse que queria realizar amanhã, no mesmo horário da sessão extraordinária, audiência pública para discutir o projeto orçamentário.

   O assunto é polêmico e quando o fato veio à tona, o presidente do Legislativo afirmou que não havia tempo hábil para votar a LDO, por ter sido protocolada pela prefeitura em junho. O curioso é que a LDO, em Cuiabá, também foi enviada em junho para Câmara e os vereadores conseguiram votar, antes de encerrarem os trabalhos.

   Já em Várzea Grande, os parlamentares foram um dos primeiros a entrar em recesso no Estado, considerado também um dos mais longos, de 1º de julho a 1º de agosto. Para comparar, em Cuiabá as férias são de 16 de julho a 5 de agosto. Em Rondonópolis, por sua vez, os vereadores não suspendem os trabalhos há cinco anos, mesmo com a folga sendo prevista em regimento interno.

Na contramão, vereadores vão ao recesso e LDO só em agosto

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Apoio entre opositores é pura falsidade

diego guimaraes 400 curtinha   O tão propagado apoio político recíproco entre os vereadores de oposição em Cuiabá, principalmente em relação ao futuro cassado Abílio Júnior, não é verdadeiro. Todos são concorrentes entre si. Tentam viabilizar suas...

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

TCE cria estrutura para atender a AL

maluf 400 curtinha   A Assembleia Legislativa saiu de Guilherme Maluf (foto), mandando-o para o TCE, mas ele não saiu da AL. Alçado à presidência com menos de um ano na cadeira vitalícia, Maluf acaba de criar uma assessoria parlamentar para promover o intercâmbio com as comissões da AL e ainda um...

Cassação de Abílio depois do Carnaval

abilio junior 400 curtinha   Por mais que Abílio Júnior (foto) implore e grite por socorro, na esperança de escapar da cassação, inclusive se colocando como vítima de perseguição política, perderá mesmo mandato. Mas isso só vai ocorrer após o Carnaval. A...

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.