Últimas

Segunda-Feira, 11 de Maio de 2009, 10h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

OPERAÇÃO

PRF procura acusados de desmatamento em MT e MS

   Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) cumprem nesta segunda (11), 35 mandados de prisão e de busca e apreensão no Norte de Mato Grosso. A ação foi deflagrada na operação Cupim, que tem o objetivo de desbaratinar uma quadrilha que atua no desmatamento ilegal da Floresta Amazônica. Os participantes do esquema são acusados de falsificação de documentos, sonegação fiscal, corrupção de servidores públicos e lavagem de dinheiro.

   Segundo a polícia, a quadrilha contava, inclusive com a participação de fiscais e de agentes tributários estaduais. Eles fariam vistas grossas ao transporte e a comercialização de madeiras nobres ameaçadas de extinção. Existem indícios de que o corte das árvores ocorriam também em área de proteção e, em reservas indígenas. Além de Mato Grosso, os agentes cumprem mandados em Mato Grosso do Sul. A operação Cupim surgiu a partir de investigação do Gaeco de MS e do trabalho de fiscalização da PRF em caminhões nas BR-262 e 163. (Sandra Costa)

 (12h15)Esquema envolvia empresários de Sinop e Marcelândia e movimentou R$ 10 mi

  Segundo a PRF, a fraude ocorria desde abril de 2008 e já teria movimentado R$ 10 milhões com o desmatamento ilegal. Os responsáveis pela extração irregular de madeiras nobres, como a castanheira e a peroba, eram empresários de Sinop e Marcelândia, municípios localizados ao norte de Mato Grosso. Marcelândia está na lista dos 36 municípios prioritários do Ministério do Meio Ambiente para conter a derrubada de Floresta Amazônica. Ainda segundo a polícia, para não levantar suspeitas, as madeiras eram transportadas misturadas a outras de pouco valor e de livre comércio. No total, foram cumpridos 14 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão contra empresários do Estado e servidores públicos de Mato Grosso do Sul. A ação, coordenada pela Divisão de Combate ao Crime da Polícia Rodoviária Federal, mobilizou 120 agentes da PRF, de 10 Estados e Distrito Federal, além de 14 policiais militares do Estado vizinho.

   A quadrilha sonegaria tributos, utilizando uma mesma nota fiscal para até cinco carregamentos simultâneos. A madeira passava por Mato Grosso do Sul e era escoada até São Paulo e Paraná. Se um dos carregamentos era fiscalizado, os outros eram alertados e interrompiam a viagem até que a nota fiscal fosse substituída. Haveria, inclusive, disputa entre os fiscais de tributos para saber qual facilitaria o maior número de cargas.

   As ações da organização foram descobertas por meio de fiscalização de trânsito, uma vez que era rotina os caminhões contendo a carga irregular transitarem com excesso de peso.  Pelo menos 650 caminhões e carretas teriam utilizado o esquema fraudulento, somando mais de 32 mil metros cúbicos de madeira. Para transportar todo esse volume, seria necessário 1,6 mil caminhões.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.