Últimas

Segunda-Feira, 24 de Agosto de 2009, 14h:31 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Primo de Maggi desiste de disputa; Dimorvan já quer AL

   O PR, maior partido do Estado com 33 prefeitos e 17 vices, 228 vereadores, 6 deputados estaduais e 2 federais, continua ajustando a lista de pré-candidatos a deputado estadual. O último a retirar a pré-candidatura é o prefeito de Sapezal, João César Borges Maggi, primo do governador Blairo Maggi. O nome de César chegou a ser anunciado como virtual concorrente ao pleito pelo próprio governador, numa reunião com a cúpula do partido, em que foi referendada a escolha do deputado federal de cinco mandatos, Wellington Fagundes, pré-candidato ao Senado, ao cargo de presidente da executiva estadual do PR.

   Reeleito com 3.932 votos, César Maggi não demonstra mais interesse em disputar uma das 24 vagas da Assembleia Legislativa. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por improbidade administrativa. Segundo o promotor de Justiça Kledson Dionysio de Oliveira, a secretária de Educação de Sapezal, Telma Bogucheski Ribeiro, cometeu irregularidades administrativas para beneficiar uma servidora, com o respaldo do prefeito.

   Se, por um lado, César Maggi desiste de concorrer, o prefeito de Campo Verde, Dimorvan Brescancin (PR), por sua vez, pretende se arriscar no pleito. Para tanto, terá que renunciar ao cargo na prefeitura em abril de 2010, seis meses antes das eleições.

   Com uma lista de 10 pré-candidatos à Assembleia, o PR vive a expectativa de eleger ao menos 6 representantes no Legislativo estadual. Dos seis deputados estaduais, cinco vão à reeleição. A única exceção é Mauro Savi, que concorrerá à Câmara Federal. Sérgio Ricardo está no páreo à Assembleia, mas sonha ser contemplado com o cargo vitalício de conselheiro do Tribunal de Contas ainda neste ano. Os demais deputados do PR que devem buscar novo mandato são Jota Barreto, Sebastião Rezende, Wagner Ramos e João Malheiros - veja mais aqui. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • ana paula | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    moro aqui mais de 8 anos, e nunca vi uma cidade crescer como Sapezal cresceu nestes ultimos anos, e a gente sabe que não é fácil neste mundo político um acontecido deste, e pra gente que mora aqui se ele sai deputado aí sim que a gente vai ver o que é desenvolvimento.

  • Rudinei Freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem conhece o Cesar, sabe da sua capacidade.

  • sanderson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com certza a nao candidatura de Cesar Maggi a deputado sera uma enorme perda para todo o estado, pois seria uma forma de mostrar ao povo que ainda pode-se fazer muito pelo povo desde que se tenha uma coisinha que nosso prefeito tem ..........VERGONHA NA CARA ........este sim com certeza nao vai aceitar a desordem e roubalheira que impera na AL ......VAI EM FRENTE CESAR , SAPEZAL ESTA COM VC SEMPRE ...............

  • Wesley Scheffer | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta informação referente ao Prefeito de Sapezal não condiz com a verdade, conheço a família e a interesse sim de disputar uma vaga na Assembléia Legislativa.

  • marcola | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    UAI,no partido da turma da butina,também
    tem improbidade administrativa? estranho!!!
    daqui a pouco,vão dizer que é coisa do wilson
    santos!!! e eu que achava que essa turma
    era certinha, pelo jeito a hora que terminar
    os seus respectivos mandatos,não quero nem
    ver no que vai dar!!! as coisas costumam
    aparecer quando termina o mandato,sei não,
    aguas vão rolar!!!

  • Luiz Aragão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eita nós o povo ja começou tremer de medo
    deixa o home trabaiaaaaaaaaaaa!!!
    o que o medo não faz,até colocar noticias mentirosas,hehehehe

  • andre | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Também concordo, talvez seja até bom ele nãos ser candidato, pois quando entrar lá vai mudar a cara da AL, vai ser tanta coisa que até temo pela sua segurança. quem tem duvidas que venha conhecer Sapezal e veja o que ele fez em 4 anos de governo e como estão as finanças do município. aqui é administrado e não politicado. vai em frente que MT precisa de pessoas assim.

  • José | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se César Maggi não concorrer mais à deputado, quem tem a perder é o Estado de Mato Grosso, pois, pela capacidade administrativa que ele demonstrou ao longo de sua administração, ele não pode parar por aí... Tem muito ainda a contribuir com o povo.
    O povo quer César Maggi na Assembléia!
    Dá-lhe César Maggi!

  • José Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha eu gostaria muito de ver este prefeito candidato, ele podia explicar ao povo de MT como que ele exige de seus vereadores que votem contra os requerimentos apresentados na camara pelos vereadores de oposição...?????? Explica aí Professor????? Aproveita e explica ao povo o que acontece com o salário dos professores aqui em Campo Verde, se tiver coragem

  • Jorge | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como que pode uma noticia mentirosa dessa !!!Sabemos que o prefeito esta trabalhando ,vendo obras para o seu municipio .Não participou dessa tal reunião ,temos certeza que é pré candidato e estamos juntos nessa campanha . Conheço o Sapezal do tempo que tinha 36 casas e administraçao anterior ao prefeito Cesar Maggi. Essa é modelo , exemplo para todos os demais municipios , coisa de quem nao tem o que fazer , quem publica isso nunca levantou da cadeira e saiu da sala com ar condicionado ..acho que estou perdendo tempo falr dessa pessoa .... sou Sapezal e Cesar Maggi sempre ...com muito orgulho e tenho conhecimento do que estou falando...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.