Últimas

Terça-Feira, 04 de Setembro de 2007, 19h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Procurador-geral diz nada saber sobre denúncia

     O procurador-geral da Prefeitura de Cuiabá, José Antonio Rosa, disse que ainda não teve acesso ao conteúdo da denúncia contra o prefeito Wilson Santos e o ex-secretário de Finanças, José Bussiki, proposta pelo Ministério Público Federal junto ao Tribunal Regional Federal. "Eu, sinceramente, não consigo entender como essas informações chegam primeiro à imprensa e não chega aos citados. Quero dizer que não há notificação sobre qualquer denúncia", afirmou o procurador. 

   José Rosa informou que não tem conhecimento de nenhuma acusação e que nesta quarta vai buscar informações junto ao Ministério Público. Segundo o MPF, que encaminhou à Procuradoria da República da 1ª Região a denúncia, o prefeito Santos e o economista Bussiki cometeram crime de tributário.

(Atualização às 22h- O prefeito Wilson Santos resolve divulgar uma nota sobre a denúncia do MPF. Confira a íntegra abaixo.

      COMUNICADO

      Com relação à notícia veiculada sobre suposta irregularidade na solicitação de créditos do Município junto à Delegacia da Receita Federal, a Prefeitura de Cuiabá tem a esclarecer, em respeito à verdade, os seguintes termos:
      1 – Com base em estudos técnicos, a Prefeitura de Cuiabá levantou no período de junho de 96 a março de 99, PIS/PASEP possivelmente pagos a maior à União, no valor original de R$ 1.870.687,57, que atualizados até 12 de julho de 2006, monta a quantia de R$ 4.879.482,71.
      2 - A partir deste levantamento, o Município requereu em 12 de junho de 2006 à Receita Federal uma declaração de compensação acompanhada do demonstrativo do possível crédito.
      3 – Posteriormente, ditos créditos vinham sendo compensados mês a mês sem qualquer manifestação contrária por parte da Receita Federal, órgão competente para admitir ou não existência do crédito, o que não foi feito até 16 de maio de 2007.
      4 – Na dúvida, se era ou não titular do direito creditório, o Município apresentou um pedido alternativo de restituição do possível crédito apurado, tudo dentro da mais absoluta boa fé e resguardando o interesse público de possíveis perdas.
      5 – Destarte, cabia à Receita Federal manifestar-se previamente sobre a admissão de um ou outro dos pedidos apresentados, uma vez que tudo foi feito de forma protocolizada, atendendo aos princípios constitucionais da legalidade e da moralidade.
      6 – Vale ressaltar que até o presente momento não houve manifestação acerca do pedido de restituição, apenas, indeferimento do pedido de compensação o que ocorreu somente em 16 de maio de 2007.
     7 – Na prática, não houve irregularidade contra a ordem tributária noticiada, vez que o município não foi beneficiado com a restituição equivocadamente requerida.
     8 – Em suma: em Direito é lícito postular alternativamente, cabendo a quem julga decidir por este, ou por aquele pedido.
      Wilson Santos
    Prefeito de Cuiabá

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelismente o preefeito Wilson Santos, com seu jeito moleque de ser continua levando todos na labia. Somente ele e seus cupinchas que veem progresso na sua administração, é so blablabla. até quando o senhor prefeito acha que vai continuar enganando o povo?, o MP?, O blairo?, O lula?, o TCEMT?o Antero?, e a si proprio.

  • Jefferson Arruda dos Anjos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O senhor Antonio Carlos Cuiabano, ainda têm muita gente que acredita no discurso bonitinho e cheio de historicismo desse cidadão, mas, nada resiste a verdade que está vindo a tona, e tá aí essa administração municipal que todos estão torcendo para acabar logo. Esse cidadão me enganou durante 10 anos, fui ludibriado como muita gente que confiava nele também o foi, e agora resta-lhe apenas o desprezo daqueles que o ajudaram e elege-lo.

Adin contra nomeação em Cáceres

angelo audicom 400 curtinha   Presidida por Ângelo Silva de Oliveira (foto), a Audicom-MT, entidade que congrega auditores e controladores internos dos municípios do Estado, ingressou com Adin no Tribunal de Justiça, pleiteando liminar para, assim como ocorreu em Rondonópolis, também derrubar uma lei em vigor...

Viúva de Adriano disputa em Cáceres

anelise silva 400 curtinha   Anelise Silva (foto), viúva do ex-reitor da Unemat e ex-deputado Adriano Silva, lançou pré-candidatura à prefeita de Cáceres pelo DEM do governador Mauro. Ela enfatiza que sofre a dor da perda e que decidiu entrar no páreo para dar continuidade ao projeto de Adriano de...

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

Apresentador de TV luta contra Covid

alexandre mota 400 curtinha   Alexandre Mota (foto), apresentador desde abril do programa de variedades Balanço Geral, da TV Vila Real de Cuiabá (Record), está internado na UTI do hospital São Mateus. É mais uma vítima diagnosticada com Covid-19. O seu quadro clínico se agravou. O pulmão...

Campanha une as primeiras-damas

virginia mendes 400 curtinha   As primeiras-damas Virginia Mendes (foto) e Michelle Bolsonaro, de MT e do país, respectivamente, têm mantido um relacionamento bem estreito no desenvolvimento de projetos e ações sociais. No final de abril, Michelle postou um elogio e divulgou, na sua conta do Instagram, a campanha de...

Se EP recuar, PV lança Stopa a prefeito

justino malheiros 400 curtinha   O ex-presidente da Câmara de Cuiabá e membro do diretório municipal do PV, vereador Justino Malheiros (foto), disse nesta segunda que o partido estará com o prefeito Emanuel Pinheiro até o último momento, apostando no projeto de reeleição do emedebista. Mas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.